Ancoradouro

Livro infantil questiona a existência de Deus

A presidente Dilma proibiu  o tal kit-gay que alguns setores da imprensa chamam de kit-antihomofobia numa tentativa de maquiar o caráter apologético das peças. Mas isso não quer dizer que nossas crianças estão a salvo. Uma série de paradidáticos e filmes de caráter duvidoso são distribuído aos alunos no início do ensino médio. Quanto ao Kit-gay, o ministro da educação, Fernando Haddad, é contumaz ao afirmar  que  ele será lançado em nova versão. Fiquemos de olho.

Quanto aos livros de ensino prejudicial ao aprendizado dos pequenos destaco a obra “depois daquela viagem”, de Valeria Polizzi. A denúncia que segue abaixo foi plugada do site do Instituto Plínio Correa de Oliveira.

Leia com atenção:

Foi assim que me escreveu um pai, indignado pelo que estão fazendo com sua filha e demais alunos no Colégio Portinari.
No texto que me enviou, explica alguns detalhes do livro “Depois daquela viagem”(de Valéria Piassa Polizzi, Ed. Ática), que supostamente serve de subsídio para aulas de “educação” sexual.

O livro faz apologia do palavrão, da promiscuidade sexual mais debandada, do vício solitário e do linguajar de baixíssimo calão.
Se isso já não bastasse, é de molde a tirar a fé dos alunos que a tenham. Peço licença para reproduzir o trecho abaixo:

– Você acredita em Deus? – era o Lucas me fazendo uma pergunta.
– Às vezes – respondi.
Ele fez uma cara de reprovação. Era uma daquelas pessoas que têm uma fé inabalável. Muitas vezes eu o invejava nisso. Continuei, irônica:
– Acho que Ele é um gordo, seminu, sentado lá em cima, com as pernas cruzadas, comendo pipoca, olhando aqui pra baixo e dando risada da cara da gente.
– Minha nossa!
– Tô só brincando – eu disse. Mas, na verdade, não estava. Muitas vezes acho isso mesmo. Noutras, nem sequer acredito que Ele existe. Acho que foi tudo uma invenção do homem devido à sua fraqueza e incapacidade de admitir que é o único responsável por sua própria vida. E o único a ocupar o espaço, muitas vezes vazio, de si mesmo.
Pois bem, esse pai que me escreveu pensou no início que era o único indignado. Alguns dias depois de me dar essa notícia, disse que a filha ficou sabendo que alguns pais de colegas estavam também descontentes. A filha, entretanto, com medo dos possíveis debiques, não quer falar muito com os colegas sobre o assunto. Mas tenho certeza de que há muitos outros contrários. E não só no Colégio Portinari!

Tenho recebido vários e-mails nesse mesmo sentido, e estou pedindo sugestões aos amigos sobre o que poderíamos fazer para reagir contra essa lama de imoralidade, que invade justamente os lugares de ensino. Pois o que está em jogo é o futuro próximo de nossos filhos e do Brasil!

E o leitor, o que pensa? Deixe seu comentário.

Nenhum comentário

  • Bosco disse:

    Questiona qual dos deuses? Qual a evidênica científica de que exista algum deus?

  • Julianderson disse:

    E quer dizer que quem não acredita em deuses não é uma boa pessoa? Ah tá. Então os padres pedófilos são boas pessoas? Os religiosos que queimavam ou inforcavam pessoas por elas praticarem outras religiões são boas pessoas? Quem joga aviões em prédios é uma pessoas boas? Quem apedreja pessoas pelos seus pecados é boa pessoa? Por que essas pessoas acreditam em Deus. Na bíblia está escrito: “O tolo diz em seu coração: não há Deus. Corroperam-se os homens, sua conduta é abominável, não há um que faça o bem.” Pois aqui está uma lista enorme de possoas corruptas e que não fazem o bem, segundo a bíblia. [ditado]

  • Julianderson disse:

    E por que as pessoas não podem discordarem de vocês, teístas? Por que podem ensinar a religião católica, mas não podem ensinar outras crenças, ou descrenças? Quando descer do seu carro, olhe pros lados e você vai ver que as pessoas estão sofrendo. Sabe por quê? Porque elas não tem carros pra andarem, elas não tem casas para morarem, elas não tem dinheiro pra se divertir, elas não tem comida para se alimentar, elas não tem boas roupas pra vestir… E mesmo com tanto clamor, não há um deus que nos salve. Para que sejamos verdadeiramente livres. Só posso dizer uma coisa, olhando para o “Criador” e para a sociedade como está hoje: Deus não funciona. Ele pode até existir, mas não funciona.

  • whermeson bezerra disse:

    Que bom que os pais estão atentos ao que é ensinado aos filhos. Essa é a solução: pais participarem mais da educação dos filhos e em reuniões de pais e mestres buscarem um denominador comum para a educação.

  • whermeson bezerra disse:

    Julianderson, tomando como verdade o seu argumento, a China ou União Soviética que buscaram eliminar as religiões seriam os melhores lugares para viver, mas estes têm problemas semelhantes ou piores. As religiões buscam o melhor para o ser humano, basta ler o novo testamento que poderás compreender isso.

  • Lucas (Caicó-RN) disse:

    Estudo em um Colégio Católico e alguns anos atrás, este livro fazia parte da Lista dos Paradiáticos do colégio.Hoje,graças a Deus não faz mais.

    Shalom!

  • Júnior disse:

    Julianderson, a sua antropologia é das mais pobres possíveis. Lamento se a sua noção de ser humano é tão rasteira, a ponto de pensar que um carro, uma casa ou comida são condições sine qua non de felicidade e realização do ser humano. Elas são fatores de sobrevivência e comodidade, mas sobreviver e ser feliz são duas coisas diferentes. Há exemplos aos montes ao nosso redor de pessoas que têm tudo e, ao mesmo tempo, são miseráveis em vários outros níveis da sua existência.
    Sua noção de Deus é igualmente angustiante. Deus não é um assistente social, um mágico ou fazedor de milagres, que simplesmente deve resolver a m… que seus filhos fazem. Pobreza, miséria, violência são consequência do nosso pecado, ou seja, são responsabilidade nossa. O fato de você existir é mais um prova do cuidado de Deus para com os que sofrem, ou seja, Deus fez algo por eles ao criar você. Portanto, mexa-se!

  • Caroline disse:

    Olá, Vanderlucio!

    quero dizer apenas que este foi o primeiro livro que comprei pra mim. Na época, acho que tinha uns 14, 15 ou 16 anos..não lembro ao certo. O fato é que, hoje, com 24, me pego folheando algumas páginas. O motivo? Este é um dos melhores relatos de vida que já li. Me encantei pela forma como a autora descreve as dificuldades e dúvidas, sobre a doença, a vida e sobre Deus. Todos tem a livre escolha de segui-lo ou não e ninguém é melhor do que o outro pela opção que fizer.

  • Caroline disse:

    Olá, Vanderlucio!

    quero dizer apenas que este foi o primeiro livro que comprei pra mim. Na época, acho que tinha uns 14, 15 ou 16 anos..não lembro ao certo. O fato é que, hoje, com 24, me pego folheando algumas páginas. O motivo? Este é um dos melhores relatos de vida que já li. Me encantei pela forma como a autora descreve as dificuldades e dúvidas, sobre a doença, a vida e sobre Deus. Todos tem a livre escolha de segui-lo ou não e ninguém é melhor do que o outro pela opção que fizer.
    Abraço e nos vemos nas pautas por aí!

  • Marcus disse:

    Julianderson, tudo que você escreveu não prova nada sobre “Deus não funcionar”, prova sim que quem não está funcionando somos nós.

  • Marcus disse:

    Sr. Bosco,
    Como assim evidência científica? Você também não pode trazer nenhuma evidência científica da não existência de Deus, simplesmente porque este não é um assunto da ciência (pelo menos não da ciência materialista que é o que se convencionou chamar de ciência).
    Mas há provas filosóficas, veja se lhe ajuda: [editado]

  • VT disse:

    Caro Whemerson, o argumento do Julianderson continua válido já que o comunismo também não deixa de ser uma religião com a sua própria galeria de santos e mártires.

  • Tatiana Andrade disse:

    Bom, é muito fácil a gente sair tacando pedra pra cima porque Deus é q

  • Tatiana Andrade disse:

    Bom, é muito fácil a gente sair tacando pedra pra cima porque Deus é que tem culpa de tudo isso que tá acontecendo. Tem um grupo de pessoas muitíssimo bem organizada que vem agindo há muito tempó por debaixo dos panos pra que a sociedade permaneça incrédula, semando a discórdia ou divisão, para poderem jogar seu jogo sujo. Existe alimento e dinheiro suficiente no mudno pra que todo mundo possa usufruir, mas como já diz a Palavra de Deus: Meu povo carece por falta de conhecimento.
    Enquanto os ingênuos ficam duvidando da existência de Deus, tem uma minoria que sabe exatamente de sua existência e monta um show para desacreditá-lo. Hoje muitos são taxados de loucos, mas chegará O Dia em que tudo isso será revelado e então para muitos será tarde demais.

  • Tatiana Andrade disse:

    Você ateu, você que tem dúvidas. Experimente buscar a Deus. Eu garanto que o achará. Se me achar louca, estou no caminho certo.

  • Tatiana Andrade disse:

    A todos que duvidam da existência de Deus. Ele os ama mesmo assim. E saibam que por mais que o neguem, chegará o dia em que toda língua confessará e todo joelho se dobrará diante do único Deus. Que deus abençoe a cada um de vocês e que vocês possam receber a salvação que é somente através de Cristo Jesus.
    Esclarecendo: Quando não concordamos que seja ensinada outra doutrina às crianças não é por nós é por elas. Nos importamos com cada um de vocês. Se nós nos importamos quanto mais Deus na sua infinita misericórdia.

  • Vera Leal disse:

    Não considero esse livro apropriado para jovens imberbes que ainda não formaram opinião, eu partiucularmente tenho uma religiosidade muito forte desde pequena, inclusive sempre identifiquei pequenos milagres em minha vida portanto não me abala , tenho mais é pena de pessoas que se julgam autosuficientes pois pela minha experiência sei que mais dia menos dia vai se arrepender!!!!

  • Vagner disse:

    Prezada Juliandreson, outro dia li uma histórinha que diz a verdade, e penso que pode servir:

    “Um homem andando na rua viu uma menina passando frio e com fome. O homem ficou revoltado e disse: Oh, Deus como o Senhor permite uma coisa dessas? Porque o Senhor não faz nada?. E foi embora revoltado.
    Pela noite Deus lhe respondeu: -EU fiz MUITO por aquela menina… EU FIZ VOCÊ !!!” (Anthony de Mello).

    Não coloque em Deus nossas culpas. Pense nisto. E ainda que você não acredite em Deus nem o veja (como não vemos o ar que respiramos) ele pensa em você e em cada um de nós, do contrario seriamos NADA.

  • Merda de blog opovo que não sabe o que fala disse:

    Depois falam que o Brasil é um país livre. E daí que ela é ateu? Não é essa a mensagem que ela quer passar no livro. E esses pais que reclamam do livro porque tem sexo nunca leram o livro, só pode ser. Esse livro não é como os outros que só fala sobre sexo, esse livro visa explicar o que precisamos saber sobre a AIDS e o sexo. Mas se esses pais preferem esconder a realidade dos filhos eles estão errados. Os jovens de hoje em dia precisam de prevenção não de esconder os problemas do mundo embaixo do tapete. A AIDS e o sexo existem, precisamos falar com os nossos jovens sobre isso, senão depois eles saem fazendo sexo sem se prevenir e acabam contraindo a doença. Bem, essa é a minha opinião. Espero ter explicado o porque deste livro.

  • Merda de blog opovo que não sabe o que fala disse:

    Ah e pra deixar bem claro eu concordo com a Julianderson. E olha que eu acredito em Deus, não é porque uma pesssoa é ateu que ela é uma má pessoa. Olhem ao seu redor e vejam a realidade, não fechem os olhos pro mundo.

  • Bianca de Freitas disse:

    Tenho 19 anos , tenho uma filha , jamais colocaria ela para estudar em um colegio religioso ja que la ensinam as crianças que para ter carater é necessario ter um deus , sou ateia , e minha filha estudara em um colegio onde eles optao pelo razão e nao pela religiao ou crença em coisas que nao foram comprovadas pela ciencia

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *