Ancoradouro

Pe. Marcelo e a polêmica dos gatos

547 6

Acreditem, ser da raça felina ou canina traz mais regalias nos dias de hoje que pertencer à dos humanos. Que o diga Pe. Marcelo Rossi.

Em recente celebração eucarística, Dom Fernando Figuêiredo convidava os participantes a trazerem para a missa de são Francisco seus animais de estimação para receber uma bênção. Foi quando Pe. Marcelo fez uma brincadeira e disse que não gostava de gatos pois os achava traiçoeiro.

Foi o suficiente para a turma  que – nada- tem -o -que -fazer se mobilizar e até fazer um abaixo-assinado que até o dia contava com pouco menos de duas mil assinaturas.

E mais, exigem uma retratação pública do padre e multiplicam na internet inúmeras mensagens contra o padre como se ele estivesse praticado um crime.

Interessante que não se vê a mesma manifestação quando, por exemplo, foi divulgado a notícias de uma criança de apenas sete anos que passa por um processo de mudança de sexo instado por duas lésbicas.

Está em baixa ser humano.

Que mau tem em o padre dizer que não gosta de gato. Além do que se comparar  o comportamento de um gato e um cachorro a percepção que se terá é a de que claramente os felinos são uma raça traiçoeira.

6 Comentários

  • Furquita disse:

    A sociedade atual trata animais como gente e as pessoas como animais. E como em todos os casos envolvendo os padres, esquecem que eles tambem sao seres humanos e sendo assim tem DIREITO de ter opiniao propria.

  • Marcelo disse:

    Benção pra gato e cachorro? Em breve farão missa de 7 dia apara os animais…

    Cobrando por isso,é claro.

  • Bob disse:

    De fato! Nunca colocaria o nome de Vanderlúcio em um dos meus gatos!

  • Bob disse:

    De fato! Jamais colocaria o nome de um dos meus gatos de Vanderlúcio, como seus pais fizeram com você!

  • Candido Villas Boas disse:

    Traiçoeira é a Igreja Católica, que nutre e abriga padres pedófilos.
    Traição é usar o nome de Cristo como máscara para narcisismo, arrogância, preconceito e incentivo aos maus tratos.
    A Igreja Católica não aprendeu nada e não é digna de São Francisco de Assis, muito menos de Jesus.

  • Ana Cláudia Marques disse:

    Ele tem todo o direito de não apreciar gatos. Agora, na qualidade de ministro de Deus, dizer isso publicamente é que está errado, pois todos os bichos são de Deus e o gato não é exceção.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − três =