Ancoradouro

Quem briga com quem nas denominações evangélicas

3017 74

É notório o crescimento do número de pessoas que se dizem evangélicas no país. Crescente também é o número de denominações que se multiplicam a cada dia. Muitas delas surgem a partir de desavenças. O motivo? São vários. O site de notícias Gospel Mais falando sobre o assunto ,disparou: “Segundo especialistas, o motivo pelo qual ocorrem [estas] desavenças no meio das igrejas vão desde a vaidade pessoal dos líderes até insubordinação, na falta de sabedoria para se trabalhar em equipe e interesses pessoais prejudiciais a outros, mas também podem haver as separações geradas das diferenças teológicas (visão) ou de vocações ministeriais não reconhecidas pelas lideranças centralizadoras”.

Uma série de divisões traumáticas marcam as denominações evangélicas

A árvore de contendas dos líderes evangélicos é confusa e extensa. Vamos a alguns exemplos. R.R Soares, discreto e onipresente em seu canal de Televisão,a R.I.T, é cunhado de Edir Macedo, dono da IURD e do conglomerado Record de comunicação. O rompimento com o parente se deu em 1978,  pois Romildo Ribeiro Soares não concordava com os rumos que Edir dava à Universal, já naquela época. Dois anos depois, fundou a Igreja Internacional da Graça de Deus. Apesar de discreto, R.R Soares tem suas desavenças. Numa briga pelo poder retirou Valdemiro Santiago da Rede TV! Ainda chamou o pastor – que falaremos adiante – de roceiro. Mas pouco tempo depois foi Valdemiro que, também, na disputa por mais horários na TV retirou Silas Malafaia das madrugadas de sábado da TV Bandeirantes. Fez uma proposta considerada irrecusável pela emissora dos Saad, uma bagatela estimada em mais de 10 milhões de reais por mês.

Outro que cortou relações com a Universal do Reino de Deus foi o pastor Valdemiro Santiago. Depois de quase vinte anos na denominação já era cotado para sucessor de Macedo. Em 1997 desentendeu-se com a liderança da instituição e poucos dias depois fundou a Igreja Mundial do Poder de Deus que atualmente  conta 1.400 templos espalhados pelo  país e muitas horas de tele-evangelismo.

Já o jovem pastor Marco Feliciano não é “cria” da Universal, aliás, esta segundo ele está em decadência conforme disse em novembro de 2011 a um portal de notícias evangélicas. O pastor também é midiático e, recente, comprou uma briga feia com o ex-pastor da Igreja Vinde – um sucesso nas décadas 80-90 – Caio Fábio. Este reverendo  merece um parágrafo à parte. Ele  vive um eterno litígio com um dos mais influentes líderes evangélicos do país da atualidade, Silas Malafaia.

Caio Fábio é filho de Presbiterianos, igreja da qual foi pastor por algum tempo. Depois fundou a Visão Nacional de Evangelização, mais conhecida como VINDE que estourou nas décadas de 80 e 90. Fábio era rival de Macedo e detentor de um patrimônio que chegou a cinco milhões de dólares. Fundou uma editora, publicou mais de 30 livros e proferia palestras no Brasil e no mundo em  congressos e cruzadas evangelísticas. Tudo veio abaixo quando em novembro de 1998 foi denunciado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) de ter fornecido e ser o principal “corretor” da negociação, envolvendo os documentos do, assim chamado, dossiê Cayman em que mostrava a existência de contas e empresas secretas do Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso e de outros políticos do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), num paraíso fiscal do Caribe, as Ilhas Cayman. No ano  seguinte, o pastor assumiu um caso extraconjugal com a secretária, o que lhe rendeu a alcunha de adúltero, até hoje lembrada por Malafaia quando fala sobre o ex-líder evangélico. Depois do dossiê, da ruína do matrimônio, viajou para o exterior e retornou em 2004 quando fundou o Caminho da Graça uma espécie de caminho alternativo no seguimento do evangelho. É desafeto de quase todas as demais lideranças gospel em exercício, principalmente os ligados teoria da prosperidade.

Silas Malafaia é um nome conhecido entre adeptos das denominações evangélicas e não crentes. Graduado em psicologia tomou como causa a luta contra o aborto e o PLC 122/2006. No campo doutrinário não é pastor de uma igreja só. O reverendo brigou com a cúpula da Assembleia de Deus da qual fazia parte. Foi quando fundou a Associação Vitória em Cristo, uma das várias ramificações da tradicional Assembleia de Deus que completou cem anos de atividades no país neste ano e cuja sede está em  Belém,PA.  Silas além exasperar Caio Fábio não nutre a mínima simpatia por Macedo, principalmente depois de uma matéria exibida na TV Record sobre o “Cair no espírito” que mexeu nos brios dos evangélicos adeptos do pentecostalismo e do Retete.

Para quem não lembra, a pastora Valnice Milhomen foi a primeira líder mulher a “teleevangelizar”. De origem Batista, foi missionária por 12 anos na África e ao retornar criou sua própria fundação, dita interdenominacional. Na década de 90 ocupava horário nas manhãs de sábado na televisão em rede nacional.

[acréscimo] Mais inconformações e dissabores

Quem causou estranheza no meio evangélico e descontentamento de lideranças e seguidores foi o cearense presidente nacional da Betesda Ricardo Gondim quando defendeu publicamente na revista Ultimato da qual era colunista há mais de 20 anos a união entre pessoas do mesmo sexo. Em outras articulações em seu blog já havia escrito um texto polêmico, “Deus nos livre de um Brasil evangélicos” no qual descrevia seus medos de um país governado por protestantes. Ricardo Gondim nasceu católico e quando jovem se tornou presbiteriano, posteriormente a convite de um amigo ingressou na Assembleia de Deus ficando apenas poucos anos pois achava a denominação legalista demais e por fim tornou-se membro da Betesda.

Mas Gondim não é o único líder evangélico a defender a união entre pessoas do mesmo sexo. O pastor Marcos Gladistone se tornou protestante aos 14 anos, membro da denominação Congregacional. Segundo relata em seu site “Jesus” por meio de revelações o fez a assumir a homossexualidade. A partir destas (e)moções participou de uma espécie de franquia de uma denominação Norte-Americana no país, vindo a fechar em 2005. Foi quando o autodenominado pastor fundou o que se passou a chamar igreja inclusiva, ou seja, denominação que permite toda sorte de união entre pares do mesmo sexo. Marcos orgulha-se de ser o primeiro pastor protestante a contrair união com outro homem e conduzir uma “igreja”.

Desgostosos com a teoria da prosperidade e uma série de modismos incorporados aos cultos e estrutura das igrejas um grupo de evangélicos crescem no país adotando o estilo crente sem igreja. Reúnem-se em casas de conhecidos, não devolvem dízimo e não promovem proselitismo. A revista Época  publicou extensa matéria sobre o assunto traçando o perfil destes novos evangélicos. Assim a semanário descreve uma dessas iniciativas: “A Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera não tem um templo. Seus frequentadores se reúnem em dois salões anexos a grandes condomínios da cidade e em casas ao longo da semana. Aboliram a entrega de dízimos e as ofertas da liturgia. Os interessados em contribuir devem procurar a secretaria e fazê-lo por depósito bancário – e esperar em casa um relatório de gastos. Os sermões são chamados, apropriadamente, de “palestras” e são ministrados com recursos multimídias por um palestrante sentado em um banquinho atrás de um MacBook. A meditação bíblica dominical é comumente ilustrada por uma crônica de Luis Fernando Verissimo ou uma música de Chico Buarque de Hollanda”.

Nem a realidade virtual escapa dos dissabores entre os milhares de grupos evangélicos no país. Paulo e Vera são casados e já passaram por diversas denominações. Cansados de procurarem resolveram criar blogs na Internet com o intuito de motivar e resgatar o anúncio do evangelho puro e simples. A procura foi tanta que já se especula a fundação de uma igreja a partir das ativas participações no blog.

A exemplo das  brigas e contendas dos líderes, os participantes seguem o mesmo caminho. É difícil encontrar um membro de denominação evangélica que tenha passado toda a sua existência em uma única igreja. Sobre o assunto comenta um estudioso no site Gospel Mais, ““Existem consequências muito grandes nesses momentos. Uma delas é o prejuízo ao caráter evangelístico da igreja. Os novos convertidos sofrem um abalo na fé muito grande. Eles esperam da igreja algo novo, querem satisfazer um vazio da alma. Quando se deparam com uma separação que cria um ambiente muito hostil, a decepção é grande. Afinal, no lugar onde tinham a expectativa de encontrar soluções, acabam encontrando mais problemas”, opina o Pastor Josivaldo Carlos, da Igreja Batista Missionária sobre esta situação”.

Ao contrário de várias denominações a Igreja Católica Apostólica Romana mantém a unicidade na diversidade e empreende esforços dentro da Igreja e fora dela para que sejamos todos como pediu Jesus, “Um só rebanho com um só  pastor”.

Recomendado para você

74 Comentários

  • Célio Andrade. disse:

    Este rapaz, o nosso bacharelando em marketing, pela FIC, e integranrte da organiação religiosa Shalon, que não é estas “santidades todas”, é só conhecer sua gênese e seus objetivos “evangelizadores”, vai longe! Ele é tão engenhoso, que vive a serviço de sua seita, e, ingênuo, nem percebe que em seu blá-blá-blá, rasga a verdadeira face das religiões monoteistas, e, ainda, gerar, subliminarmente, desavenças religiosas! Mas bizarro mesmo, é que o imberbe moço diz que religião BOA MESMO É A SUA! É de lascar o cano! Uma salva de palmas para Jesus Crsito, a melhor grife para ser VENDIDA por aqui! Viva! Viva!

  • Prezado Vanderlúcio, aconselho a você praticar este sábio ensinamento de Jesus: Primeiro tire a trave que está no seu olho e na sua Igreja e depois é que pode sair por aí acusando outras Igrejas e líderes religiosos. Em matéria de “rabo-de-palha” ninguém supera a Igreja Católica. Vamos lembrar alguns casos: as matanças na Idade Média em nome de Deus; os inúmeros casos e escândalos de pedofilia e homessexualismo de sarcedotes católicos, especialmente na Irlanda, cujas atrocidades com crianças e adolescentes pobres ainda clama por justiça; os inúmeros casos de relações sexuais de sacerdotes sem casamento e por via secretas com mulheres casadas ou não. Tá bom ou quer mais?
    Vanderlúcio, saiba que a unidade da Igreja Cristã será uma grande conquista de todas as denominações, permitida por Deus, e não baseada numa unicidade Católica imposta e falsa. Saudações.

    • Vanderlúcio Souza disse:

      Olá, Iracema. Obrigado pela participação. Sobre as mazelas da Igreja somos todos sabedores e ela não fecha os olhos para isso. O papa João Paulo II no ano 2000 pediu perdão à humanidade pelas falhas e se você entrar no site oficial do Vaticano encontrará um documento que prescreve como agir em caso de abusos por parte de membros da Igreja. temos instâncias próprias que acompanham, rastreiam e punem desvios doutrinários. A CNBB recentemente escreveu documento sobre a pedofilia. Temos consciência da trave que existe em nosso olho. Não descuidamos de olhar nossos erros, reconhecê-los, pedir perdão a Deus e repará-los. O blog apenas explicitou uma problemática real que existe nas denominações protestantes brasileiras, assunto muito discutido entre teólogos e estudiosos da área. E sobre a unidade, a única que empreende esforços visíveis, querendo ou não, é a igreja católica. Recordemos o encontro de Assis por João Paulo II no ano 2000 e recentemente com Bento XVI. Há, sim, disposição para a Unidade. Tanto que dezenas de denominações anglicanas voltaram ao redil.

  • Venderlúcio, a diferença entre problemas evangélicos e católicos internos, em suas respectivas Igrejas, é que, no caso dos primeiros estes são públicos e transparentes, com ampla discussão na mídia, como Jesus quer que as coisas sejam: “Porque nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto”. Marcos 4:22 , Isto é, nada secreto e escondido agrada a Deus, as Igrejas Evangélicas sabem e praticam isto. No caso Católico na maioria das vezes são jogados pra debaixo do tapete, ou para debaixo das batinas ou trancados a sete chaves. “Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe”. Efésios 5:12.
    Saudações, Iracema

  • paulo henrique disse:

    Um reino divido em si não se sustenta. Eexemplo é a Renascer que está em franca decadência d muitas outras entraram na mesma situação porque perderam seu foco que é a evangelização, uma busca desesperada por interesses próprios que muitas vezes não condizem com o que o evangelho de Jesus Cristo prega.

  • Maria Auxiliadora Costa disse:

    Olhando todas estas coisas com os olhos de Deus, só temos a lamentar. Pobre humanidade! Usando o nome de Deus para correr atrás de seus próprios interesses, ou usando velhas, arcaicas e já resolvidas acusações para esconder a ordem de Jesus Cristo: (Mt 16, 13-19) “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja” (não disse: as minhas igrejas). Jesus, esforço extremo de Deus para salvar o pobre homem, fundou sua Igreja lançando a pedra fundamental (Pedro) sobre si, Pedra Angular, e até hoje, 2 milênios após, ela continua sendo construída, elevada, sobre milhoes de vidas doadas. E “as portas do inferno não prevalecerão contra ela”, nem que o inferno se utilize dos próprios membros desta Igreja – Santa e pecadora!

  • Prezada Auxiliadora, primeiramente ressalto a necessidade das pessoas reconhecerem primeiro que suas respectivas Igrejas têm falhas e erros e não apontar o dedo acusador para outras Igrejas Cristãs como fez o Vanderlúcio. Nosso reino não está dividido como disse o Paulo Henrique, pois colocamos unicamente o Senhor Jesus como Centro e Consumador da nossa fé. As divergências doutrinárias e as brigas pelo poder sempre existiram na Igreja (Leia Atos 11,2; Atos 11, 15-18; Atos 10,45; I Cor 1,12;Gl 2,1-15 Lamentavelmente, a Igreja Católica não é diferente das demais Igrejas, pois é feita por seres humanos falíveis. A divergência mais antiga na Igreja Católica resultou na separação e criação da Igreja Copta e na manutenção de uma Igreja Ortodoxa Oriental diferente da Ocidental. Existem casos de ordens religiosas católicas dissidentes se separando e fundando novas ordens religiosas, que aqui não posso citá-las devido ao espaço. Se há uma Igreja que não pode apontar falhas nas outras Igrejas, esta é a Igreja Católica. Quanto a sua citação de Mateus 16,18 quero lhe esclarecer o seguinte: a pedra fundamental da Igreja cristã não é Pedro, é Jesus. “Tu és Pedro” no original grego a palavra “Petros” designativo de pedras pequenas; “Sobre esta Pedra”, no original grego “Petra”, Rocha grande e firme. Jesus está dizendo que edificará a sua Igreja utilizando pedras pequenas assentadas sobre a Rocha (Jesus). Em Mateus 21,42; Marcos 12,10; Lucas 20,17, Jesus citou o Salmo 118, 22-23 e mostrou ser Ele a Pedra Angular, a Rocha firme. Hoje, amada, as pedras pequenas somos nós, para edificar e não para apontar o dedo acusador contra outras Igrejas, que vão reagir e responder aos agravos, situação desagradável criada e provocada por membro(s) da Igreja Católica. Lembro que em Apocalipse, Cap. 1 o Espírito Santo se reporta às Igrejas (no plural). É exatamente isto o que Deus quer, a multiplicação de Igrejas, tendo por unidade a Pessoa do Senhor Jesus e a doutrina cristã, diferente do que queria o Imperador Constantino, fundador da Igreja Católica, uma Igreja única, hieráquica e hegemônica, tendo como unidade o Vaticano (Roma). Saudações, Iracema

  • Miguel Arcanjo disse:

    Amigos, vejo que os discursos dos protestantes continua a mesma coisa, falar dos erros que aconteceram a muito tempo, pois historicamente falando, muitos se aproveitavam do seu poder e fazia suas atrocidade em nome da santa igreja, se ela não fosse santa e vinda de Nosso Senho Jesus Cristo, por todos esses erros ela ainda estaria viva ? mas o que os protestantes não enchergam é que existe uma tradição que vem com ela a mais de 2000 anos.
    Para ver como é, houve um evento do Pastor Cilas Malafaia aqui no Ceará e para esse pastor está aqui, as igreja envolvida nesse evento tiveram de pagar cerca de R$ 1.000.000,00 segundo o que foi comentado entre populares. Não sei o fundo de verdade disso, mas o que eu quero disser com isso, é que sempre ouvia os protestantes malhar a Igreja Católica que no tempo da inquisição se vendia indulgencias, e hoje, desculpe, vemos as igrejas protestante fazendo pior, pois estão comercializando a fé. Vejo isso com tristeza, pois existe gente muito seria nas Igrejas protestantes.
    Se alguém Desejar conhecer melhor a historia da Igreja Católica, entre no site padrepauloricardo.org lá tem um curso falando sobre historia da Igreja Católica ai dá para tirar todas as duvidas e conhecer melhor a nossa Igreja.. Somos uma Igreja Santa e Pecadora, santa porque vem de Deus e Pecadora, porque é feita de homens..
    Deus nos gaude em seu coração misericordioso. SHALOM

  • Para finalizar, quero dizer ao Miguel Arcanjo, que a Igreja Católica não tem 2000 anos, pois foi fundada muito posteriormente, no ano 325 depois de Cristo pelo Imperador Romano Constantino, portanto, o cristianismo tem mais de 2011 anos, se contarmos desde o nascimento de Jesus, enquanto a Igreja Católica tem menos de 1700 anos que foi fundada por um politeísta juramentado, que acreditava firmemente em deuses, e não num único Deus, pois um dia antes da sua morte, invocou ao deus ZEUS e era devoto do deus Sol Invictus. A Enciclopédia Católica reconhece o politeísmo de Constatino, fundador da Igreja Católica, investigue isso. É bom lembrar que Pedro não era católico, nem Paulo Apóstolo era católico, nem João, nem Mateus, nem Tiago, nem Estevão, nem Timóteo, nem Barnabé, nenhum outro, pois catolicismo é coisa de Império Romano. A tradição da Igreja é cristã, não é tradição católica. Essa história de sucessão apostólica não existe, não tem fundamento bíblico. Saudações, Iracema

  • Julio César disse:

    Meu caro Vanderlúcio (argh), com todo respeito, a Iracema te colocou no bolso.

    • Vanderlúcio Souza disse:

      Prezado Julio César (hihihi) , com todo respeito, isto é irrelevante para mim. Já estou acostumados com os mesmo argumentos (argh) proselitistas dos protestantes brasileiros.

  • Luis disse:

    Boa tarde sr. Vanderlúcio e parabéns por mais um ano de luta na propagação da fé Católica.

    Estava lendo este ‘post’ que fala das divisões nas igreas protestantes e evangélicas que, pela referência dada no texto, os próprios protestantes e evangélicos reconhecem.

    É lamentável, como destacou a sra. Iracema, que haja essas divisões entre os cristãos (inclusive entre nós católicos) uma vez que temos outros combates a serem travados, contra ideologias que pretendem destruir o cristianismo. Estas brigas internas só atrapalham, mas elas existem e não podem ser encobertas (como destacou a sra Iracema, ilustrando com uma referência Bíblica como é costume protestante/evangélico(P/E))

    Como não devemos encobrir a verdade resolvi explicitar algumas inverdades ditas pela sra Iracema. Vamos a elas

    -A Igreja Católica teria sido fundada por Constantino em 325.

    Esta afirmação é comum no meio P/E. Inclusive na internet, uma passagem pelos sites P/E irá confirmar isto que digo. No entanto, o que aconteceu de grande importância para a Igreja Cristã, que em 325 era a Igreja Católica, pois não havia porstestantes, muito menos evangélicos na época, foi a realização do I Concílio de Nicéia, convocado por Constantino que tinha interesse na harmonia e unidade do império as quais via ameaçadas por questões doutrinárias que havia entre os bispos e/ou padres, na época. Uma das questões, conhecida como questão Ariana, envolvia um padre, Ário e seu Bispo, Alexandre e consistia no fato de que Ário não admitia que Cristo era Deus pois para Ário o Filho era menor (subordinado ao) que o Pai. Percebe-se que esta é uma questão de grande relevância inclusive para nós cristãos de hoje. Além disso, embora P/E não queiram admitir, o que os bispos católicos decidiram naquela ocasião, que o filho é consubstancial ao Pai continua válido para os cristãos.

    Quanto ao termo “Católica” o mesmo designa “totalidade”, “universalidade”. Igreja Católica é toda a Igreja incluindo aí a Igreja invisível que são os santos que estão nos céus, Nossa Senhora e o próprio Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, Cabeça da Igreja.

    O primeiro a usar o termo foi santo Inácio de Antioquia (que foi nomeado bispo por S Pedro!) que viveu aproximadamente entre 35-110 d.C. Portanto, o termo já era utilizado muito antes do I Concilio de Nicéia!

    O termo não se encontra na Bíblia mas os termos “Trindade”, “Deus Trino”… também não se encontram lá e mesmo assim são aceitos pelos P/E.

    -Sobre a Inquisição e a pedofilia na Igreja

    A sra. Iracema fala da “matança na Idade Média”. Há alguns que falam de milhões de mortes… Mas em 1998 foi realizado um Simpósio Internacional que contou com a participação de cerca 30 historiadores de varias partes do mundo e de diversos credos, inclusive ateus. Os arquivos da Inquisição foram abertos e depois dos estudos realizados o historiador Barromeo, coordenador do simpósio falou que já não se usa o tema da Inquisição para defender ou atacar a Igreja, mas que o debate se encaminhou para ambientes históricos, com estatísticas sérias… Então vamos a estas estatísticas… Segundo Barromeo

    “na Inquisição da Espanha, o tribunal mais conhecido, celebrou entre 1540 e 1700, 44.674 juízos. Os acusados condenados à morte foram 1,8% e, destes, 1,7% foi condenado em «contumácia», ou seja, pessoas de paradeiro desconhecido ou que em seu lugar se queimavam ou enforcavam bonecos. As mortes não chegaram a 100.”

    “Na Espanha morreram 59 «bruxas», na Itália, acrescentou, foram 36 e em Portugal 4″. Total: 99.

    “Isso sem o aval Papal. O Papa Alexandre III escreveu: “Mais vale absolver culpados do que, por excessiva severidade, atacar a vida de inocentes… A mansidão mais convém aos homens da Igreja do que a dureza”.

    “H. C. Lea, o historiador que mais escreveu sobre a inquisição universal, cita 47 bulas nas quais a Santa Sé continuamente insiste na jurisprudência que deve se observar nos tribunais eclesiásticos. Alertam para não cair na violência e injustiças freqüentes dos juizes leigos.Uma instrução da Câmara Apostólica, de 1657 — então os processos de bruxaria somente se realizavam nos tribunais civis —, apresenta a advertência da Inquisição: “A Santa Inquisição confessa que os processos são longos para serem instruídos regularmente; ela censura os juizes pelas vexações, encarceramentos injustos, torturas. Muitos têm-se mostrado demasiado cruéis encarcerando pela mínima suspeita e têm aplicado a tortura apesar do malefício não ter sido provado”. ”

    Já no que se refere aos tribunais protestantes…

    “Enquanto que pelo lado civil e protestante: “na Suíça foram queimadas 4.000; na Polônia-Lituânia cerca de 10.000; na Alemanha 25.000 e na Dinamarca-Noruega cerca de 1.350. Ressaltemos que as mais numerosas mortes foram causadas nos citados países então protestantes, e por protestantes, alheios ao tribunal católico. Ainda segundo o novo relatório, no auge da Inquisição a Alemanha protestante matou mais bruxas e bruxos que em qualquer outro lugar, cerca de 25 mil.” (Agência Zenit, Sunday, June 20, 2004 1:17 PM) e BBC>>. Só o protestante luterano Benedict Carpzov, que se vangloriava de ter lido a bíblia 56 vezes, assinou sentença de morte de 20.000 mulheres. (Benedict Carpzov, Practica Nova Rer. Criminalium Imperialis Saxonica in 3 Partes Div., Wittenberg, 1635.),

    Dentro de cada região da Alemanha protestante, havia oscilações pendulares inclusive extremas, segundo os critérios subjetivos do mesmo senhor e segundo os conceitos das diversas sucessões no poder através dos anos e dos séculos. Daí a dificuldade em se calcular o número de pessoas condenadas à fogueira e à forca na Alemanha. Mas das crônicas e processos regionais que chegaram até nós cabe deduzir que as vítimas se contaram por milhares. Gardner calcula nove milhões (*). Morrow simplesmente diz que foram milhões (**). Difícil é o acesso aos documentos ocultos pelos protestantes.”

    Quanto a pedofilia, um estudo nos EUA evidenciou que há de 2 a 10 vezes mais pastores que padres acusados de pedofilia, dependendo da denominação protestante.

    A questão sobre Pedro (Petros)… Mandarei em outro post, pois vou apenas citar uma vez que há varios textos sobre este assunto na internet.

    Uma boa tarde a todos!

  • Luis disse:

    A MENTIRA

    Os protestantes dizem:

    1) “E também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Marcos 16.18). “Tu és Pedro” (“petros”, palavra grega designativa de pequenos blocos rochosos, fragmentos de rocha, pedras pequenas, pedras de arremesso). “Sobre esta pedra (“petra”, rocha grande e firme). Logo, a Igreja seria firmada sobre a Rocha. Jesus é a “petra”, a Rocha sobre a qual Sua Igreja está edificada (Daniel 2.34; Efésios 2.20; Atos 4.11; Romanos 9.33; 1 Coríntios 10.4; 1 Pedro 2.4). Se a Igreja é o corpo de Cristo, Pedro não poderia ser o cabeça da Igreja. A cabeça desse corpo é o Senhor Jesus (Efésios 1.22-23; Colossenses 1.18).

    ONDE SE ENCONTRA A MENTIRA

    http://www2.uol.com.br/bibliaworld/igreja/responde/ecl001.htm

    A VERDADE:

    A tempestade de argumentos é uma técnica muito usual em um proceder proseletista ou quando se tem receio de que a resposta a uma questão possa tornar uma tese inválida. Assim, sobrecarrega-se o número de questões de forma que quem responda possa cometer algum equívoco ou esquecer de algum ponto, não concedendo a devida atenção a algum detalhe crucial que possa comprometer a dissertação.

    Sendo assim, concentrar-me-ei na primeira questão, aquela de Petros e Petra. A argumentação protestante clássica é a diferença de sentido existente entre o nome próprio Petros e o substantivo petra. Parece até um “auto-reply”, uma resposta automática, repetida seguidamente.

    Descendo ao âmago da questão, diz-se que “Petros” significa “pequena pedra” e “petra” quer dizer rocha. Podemos refutar isso de diversas maneiras. Uma delas é dar o próprio veredicto de falsidade ao argumento, posto que petra e petros no “grego koiné”, ou seja, o grego comum falado na época (primeiro século) eram sinônimos. O termo mais próprio para “pequena pedra” na época de Cristo seria “lithos”, que é usado na passagem em que Jesus é tentado a transformar as “pedras” em pão.

    http://www.pastoralis.com.br/pastoralis/html/modules/smartsection/item.php?itemid=214

    Secundariamente, admitindo-se que a afirmativa seja verdadeira, podemos ainda remontar ao aramaico. Sim, ao aramaico, pois como um bom estudioso do assunto deve saber, o evangelho de São Mateus tem a singularidade de ter sido escrito em aramaico. Além disso, a língua falada pelos judeus ao redor de Jesus (e pelo próprio) era o aramaico. Nesse caso, o sentido é claro e só há uma palavra. Kepha e kepha. Sabemos disso também porque São Paulo usa o termo adaptado ao grego “Cefas”.

    Tu és Pedro II & Questões Robóticas – 2/3

    E uma outra forma é a incoerência do texto ao analisarmos cuidadosamente a passagem atribuindo o sentido protestante. Adaptando-se, ficaria mais ou menos assim: “Bem aventurado és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne ou o sangue que revelaram isso a ti, mas o meu Pai, que está nos céus. Por isso eu te digo, Tu és uma “pequena Pedra”, mas sobre a grande rocha que sou eu edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra Ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus e tudo o que ligares o será e vice-versa”. Vamos lá, queridos. Façamos uma reflexão sobre a coesão de tal trecho. Simão é bem-aventurado. Por isso, Jesus edifica a Igreja sobre Si mesmo e dá as chaves a Pedro, que é Simão com o nome já alterado (sem qualquer razão muito plausível).

    Por fim, a questão é óbvia. Todo ser humano é capaz de entender o texto usando de sua inteligência, sem “forçar” a interpretação, sem insultar a sabedoria humana que Deus nos deu.

    Acredito que esteja claro que o Primado foi conferido pelo próprio Jesus a Pedro.

    Quanto ao restante das questões, quando a Igreja proclama um dogma não faz alteração da Doutrina. Na verdade, Ela reconhece o que sempre existiu, mas que se compreendeu mais tardiamente.

    Não precisamos que algo esteja na bíblia para que este algo seja validado ou não. Convém que não se esqueça de que a Bíblia é filha da Igreja, e não sua mãe, posto que foi a própria Igreja quem definiu seu cânon (até onde eu e os exegetas sabemos, não há desde a primeira página de Gênesis até a última de Apocalipse nenhuma definição de cânon bíblico). A Bíblia é sagrada porque a Igreja a declarou assim e a canonizou desta forma. E de fato, as milhares de denominações protestantes são criações de homens. Desde Lutero, Zwinglio, Calvino e afins, elas não param de se proliferar, sobre os nomes mais absurdos. Tem um tópico aqui, se não me engano, com os nomes bem criativos destas seitas.

    O ‘nome’ “católico Apostólico Romano” não é um nome, é uma definição. Somos católicos porque nossa Igreja é universal (o primeiro uso desta definição foi dado no início do séc. II por Santo Inácio de Antioquia, se não me engano), ou seja, estende a salvação para todos por Cristo. É Apostólica porque sua liderança descende de forma direta dos apostólicos, de modo contínuo, ininterrupto. E diz-se romana, porque sua sede encontra-se em Roma, onde o Apostolo São Pedro, tendo sido bispo daquela Igreja, foi o primeiro chefe. Quanto à acusação à igreja de Roma, é um belo absurdo!

    O Texto de Mateus é claro como a mais branca neve. Jesus fala diretamente a Pedro.. “tu és Pedro” , “eu te darei as chaves do Reino dos Céus”, “tudo que ligares”, “tudo que desligares”. De fato, não atribuir a Pedro o título de “pedra” é tornar turva a interpretação real deste texto. Isso sem contar que em Aramaico, língua que Jesus falava, o nome Pedro simplesmente não existe! Pedro era chamado de “pedra”. Em outras palavras, em Aramaico Pedro=Pedra, e o nome correspondente em aramaico é “Kepha” (no filme ‘A Paixão de Cristo’ se pode ver que é assim mesmo que Jesus e os outros chamam Pedro). Somente no grego esta diferença entre Pedro e Pedra passou a existir, e no Latim, e assim por diante.

    Um fato interessante, é que esta igualdade entre Pedro e Pedra se manteve em francês, de modo que Pedro=pedra=Pierre. De fato, Cristo é a cabeça da Igreja, porém todos sabem quem tem a autoridade máxima conferida por ele aqui na terra (Jo 21,17).

    OUTRA FONTE
    http://www.veritatis.com.br/article/575/pedra

  • Luis disse:

    A MENTIRA

    Os protestantes dizem:

    1) “E também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Marcos 16.18). “Tu és Pedro” (“petros”, palavra grega designativa de pequenos blocos rochosos, fragmentos de rocha, pedras pequenas, pedras de arremesso). “Sobre esta pedra (“petra”, rocha grande e firme). Logo, a Igreja seria firmada sobre a Rocha. Jesus é a “petra”, a Rocha sobre a qual Sua Igreja está edificada (Daniel 2.34; Efésios 2.20; Atos 4.11; Romanos 9.33; 1 Coríntios 10.4; 1 Pedro 2.4). Se a Igreja é o corpo de Cristo, Pedro não poderia ser o cabeça da Igreja. A cabeça desse corpo é o Senhor Jesus (Efésios 1.22-23; Colossenses 1.18).

    ONDE SE ENCONTRA A MENTIRA

    http://www2.uol.com.br/bibliaworld/igreja/responde/ecl001.htm

    A VERDADE:

    A tempestade de argumentos é uma técnica muito usual em um proceder proseletista ou quando se tem receio de que a resposta a uma questão possa tornar uma tese inválida. Assim, sobrecarrega-se o número de questões de forma que quem responda possa cometer algum equívoco ou esquecer de algum ponto, não concedendo a devida atenção a algum detalhe crucial que possa comprometer a dissertação.

    Sendo assim, concentrar-me-ei na primeira questão, aquela de Petros e Petra. A argumentação protestante clássica é a diferença de sentido existente entre o nome próprio Petros e o substantivo petra. Parece até um “auto-reply”, uma resposta automática, repetida seguidamente.

    Descendo ao âmago da questão, diz-se que “Petros” significa “pequena pedra” e “petra” quer dizer rocha. Podemos refutar isso de diversas maneiras. Uma delas é dar o próprio veredicto de falsidade ao argumento, posto que petra e petros no “grego koiné”, ou seja, o grego comum falado na época (primeiro século) eram sinônimos. O termo mais próprio para “pequena pedra” na época de Cristo seria “lithos”, que é usado na passagem em que Jesus é tentado a transformar as “pedras” em pão.

    http://www.pastoralis.com.br/pastoralis/html/modules/smartsection/item.php?itemid=214

    Secundariamente, admitindo-se que a afirmativa seja verdadeira, podemos ainda remontar ao aramaico. Sim, ao aramaico, pois como um bom estudioso do assunto deve saber, o evangelho de São Mateus tem a singularidade de ter sido escrito em aramaico. Além disso, a língua falada pelos judeus ao redor de Jesus (e pelo próprio) era o aramaico. Nesse caso, o sentido é claro e só há uma palavra. Kepha e kepha. Sabemos disso também porque São Paulo usa o termo adaptado ao grego “Cefas”.

    Tu és Pedro II & Questões Robóticas – 2/3

    E uma outra forma é a incoerência do texto ao analisarmos cuidadosamente a passagem atribuindo o sentido protestante. Adaptando-se, ficaria mais ou menos assim: “Bem aventurado és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne ou o sangue que revelaram isso a ti, mas o meu Pai, que está nos céus. Por isso eu te digo, Tu és uma “pequena Pedra”, mas sobre a grande rocha que sou eu edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra Ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus e tudo o que ligares o será e vice-versa”. Vamos lá, queridos. Façamos uma reflexão sobre a coesão de tal trecho. Simão é bem-aventurado. Por isso, Jesus edifica a Igreja sobre Si mesmo e dá as chaves a Pedro, que é Simão com o nome já alterado (sem qualquer razão muito plausível).

    Por fim, a questão é óbvia. Todo ser humano é capaz de entender o texto usando de sua inteligência, sem “forçar” a interpretação, sem insultar a sabedoria humana que Deus nos deu.

    Acredito que esteja claro que o Primado foi conferido pelo próprio Jesus a Pedro.

    Quanto ao restante das questões, quando a Igreja proclama um dogma não faz alteração da Doutrina. Na verdade, Ela reconhece o que sempre existiu, mas que se compreendeu mais tardiamente.

    Não precisamos que algo esteja na bíblia para que este algo seja validado ou não. Convém que não se esqueça de que a Bíblia é filha da Igreja, e não sua mãe, posto que foi a própria Igreja quem definiu seu cânon (até onde eu e os exegetas sabemos, não há desde a primeira página de Gênesis até a última de Apocalipse nenhuma definição de cânon bíblico). A Bíblia é sagrada porque a Igreja a declarou assim e a canonizou desta forma. E de fato, as milhares de denominações protestantes são criações de homens. Desde Lutero, Zwinglio, Calvino e afins, elas não param de se proliferar, sobre os nomes mais absurdos. Tem um tópico aqui, se não me engano, com os nomes bem criativos destas seitas.

    O ‘nome’ “católico Apostólico Romano” não é um nome, é uma definição. Somos católicos porque nossa Igreja é universal (o primeiro uso desta definição foi dado no início do séc. II por Santo Inácio de Antioquia, se não me engano), ou seja, estende a salvação para todos por Cristo. É Apostólica porque sua liderança descende de forma direta dos apostólicos, de modo contínuo, ininterrupto. E diz-se romana, porque sua sede encontra-se em Roma, onde o Apostolo São Pedro, tendo sido bispo daquela Igreja, foi o primeiro chefe. Quanto à acusação à igreja de Roma, é um belo absurdo!

    O Texto de Mateus é claro como a mais branca neve. Jesus fala diretamente a Pedro.. “tu és Pedro” , “eu te darei as chaves do Reino dos Céus”, “tudo que ligares”, “tudo que desligares”. De fato, não atribuir a Pedro o título de “pedra” é tornar turva a interpretação real deste texto. Isso sem contar que em Aramaico, língua que Jesus falava, o nome Pedro simplesmente não existe! Pedro era chamado de “pedra”. Em outras palavras, em Aramaico Pedro=Pedra, e o nome correspondente em aramaico é “Kepha” (no filme ‘A Paixão de Cristo’ se pode ver que é assim mesmo que Jesus e os outros chamam Pedro). Somente no grego esta diferença entre Pedro e Pedra passou a existir, e no Latim, e assim por diante.

    Um fato interessante, é que esta igualdade entre Pedro e Pedra se manteve em francês, de modo que Pedro=pedra=Pierre. De fato, Cristo é a cabeça da Igreja, porém todos sabem quem tem a autoridade máxima conferida por ele aqui na terra (Jo 21,17).

    OUTRA FONTE
    http://www.veritatis.com.br/article/575/pedra

    http://caiafarsa.wordpress.com/pedro-e-um-fragmento-da-rocha-que-e-cristo/

  • Maria disse:

    Sr.Luís

    Jesus conferiu o ato de desligar não somente a Pedro.Que te custa proclamar a verdade?

  • Aderson disse:

    Quero saber se quando vcs morrerem nao vão pro céu……MEU POVO VAMOS DISCUTIR O Q NOS UNIR, E RESPEITAR O Q NOS DIVERGE…

    NOSSO IRMAO DUNGA DA CANÇÃO NOVA HOJE PREGOU PARA NÓS NO SORRINDO PRA VIDA, DEU UM EXEMPLO, ACESSEM…

    http://clube.cancaonova.com/materia_.php?d=12746

  • Luis disse:

    Boa noite cara sra. Maria. Ainda que me custe a vida, peço a Deus que me dê forças pra que eu proclame a verdade, sempre! Se falei alguma inverdade por favor me corrija e serei eternamente grato!

    Quanto ao ato de ligar e desligar este foi conferido também aos demais apóstolos e, consequentemente, aos seus legítimos sucessores. No texto que eu citei (que não é meu) este assunto não é abordado porque a polêmica se desenvolve em torno de uma outra passagem bíblica, como a senhora pode ver ao ler o texto.

    Boa noite, boas festas!

  • ELDER DE LIMA disse:

    Por favor alguém poderia me informar sobre algum ministério que não pregue o: egocentrismo, a vaidade de suas lideranças e membros, o dinheiro , o poder, a inveja, a ganância e ( principalmente ) a soberba; mas a PURA, CINCERA, HONESTA E PODEROSA PALAVRA DE DEUS?

  • João disse:

    Protestantes contra protestantes e todos contra o papa! Todo reino dividido contra si mesmo será dividido.

  • Peu disse:

    verdade, parece uma Legião. E utilizam a mesma tatica do cão: distorcer o Palavra de Deus e ainda utilizando varias citações biblicas.
    QUE HAJA UNIDADE ENTRE NÓS EM DEUS.

  • Penso que está faltando Deus no coração desse pessoal, falta ler a Palavra. Se colocarmos Deus em primeiro lugar em nossas vidas não vamos nos incomodar com a vida alheia, só ajudar em oração ou dialogando com o próprio. Salvação é INDIVIDUAL. Nós que estudamos a Bíblia sabemos reconhecer os FALSOS PROFETAS, portanto, não vamos entrar nesse jogo de criar inimizades, temos que Amar nosso próximo, se os Pastores não respeitam esse mandamento é um problema deles com Deus. Vamos orar por eles e por todos nós, somos seres humanos e erramos só que temos que vigiar e orar a todo instante, e procurarmos a santidade.
    Paz!

  • MARCIO disse:

    “SOU CATOLICO OS INCOMODADOS QUE SE CONVERTAM”

  • Ronaldo disse:

    Ja reparam como as igrejas serias/de verdade/ .Aquelas identificadas como historicas ou tradicionais,parecem nem existir quando o assunto e essa bagunca tipo briga de doido ninguem ten rasao? os citados sao ramificacoes pentescostais e assemelhados movidos puro din din,muitas vaidades e pouquissima submissao ao criador. saudacoes de um exitoso adventista do setimo dia, apesar das mazelas reiais elamentaveis.

  • sergio mitoso disse:

    Poxa, Vanderlucio a sua sabedoria é impressionante. infelizmente esses protestantes não param com esses protestos tão ultrapassados e insignificantes. coisa de quem não conhece a palavra. e o pior é que usam a palavra como argumento de defesa para justificar sua própria ignorância.
    estou orgulhoso pelo ensinamento que deste a eles, espero que estes, possam converter-se

  • V.De Carvalho disse:

    AS SEITAS QUE MILITAM CONTRA O CATOLICISMO

    Alguns grupos que se auto intitulam como protestantes demonstram comportamentos típicos de seitas e entre seus objetivos destaca-se o ódio e preconceito contra o catolicismo que, sendo sua principal vítima é constantemente atacado com calúnias e fatos não registrados pela história.
    Na verdade ninguém sabe se de fato são protestantes porquanto suas doutrinas misturam uma série de crenças e práticas de outras religiões e a grande maioria ignora o contexto da reforma protestante do século XVI. Uns atacam os outros de hereges e todos ao mesmo tempo se dizem salvos, eleitos e inspirados pelo Espírito Santo.
    Espero que fique claro que a grande parte dos protestantes, especialmente os históricos, não assumem tais comportamentos e um bom número deles nutre sentimentos de carinho e respeito em relação a doutrina católica e ao povo católico.
    Estas seitas desenvolvem um doutrinamento que torna o fiel, normalmente chamado de crente, como uma espécie de soldado pronto para repetir frases feitas e espalhar toda a sorte de inverdades contra o catolicismo.
    O contexto a seguir destina-se especialmente aos católicos, mas serviria também para os protestantes que buscam com sinceridade a verdade e a observâncias ao preceitos divinos e que de certa forma também são vítimas ou confundidos com estas seitas agressivas.
    COMO SE DÁ O DOUTRINAMENTO ?
    O crente é retirado do contexto social. Nada de família, amigos ou lazer. Sem futebol, praia, cinema ou reuniões sociais com pessoas não protestantes. Quanto mais trabalhos na denominação melhor. Tudo que é de fora é considerado obra do diabo ou do “mundo”.
    Ele recebe o nome obreiro e perde o contato com o mundo e já não pode confrontar idéias ou conceitos.
    Ele é levado a acreditar que está fazendo a Obra de DEUS. Mas não está. Está fazendo tão e somente a obra do doutrinador de sua seita.
    Ele se fecha para o mundo e passa a viver apenas o que a denominação lhe ensina e seu isolamento é amparado por textos bíblicos pinçados do contexto, tais como: “A Bíblia ensina que não podemos nos tornar cúmplices das obras más”, “Não podemos nos por a mesa com os escarnecedores”.
    Ora, Jesus Cristo comia com os pecadores e por isto causava escândalos. É ele mesmo quem disse: “Acaso não são os doentes que precisam de médico ?” A caridade católica não faz acepção de pessoas. O católico deve estar pronto para ir a qualquer lugar e prestar assistência a quem precisa. E ao contrário destes sectários, não perguntamos o famoso “você aceita Jesus”, mas acolhemos quem está em dificuldades, sem indagarmos de que religião é o nosso próximo.
    Alguns líderes mais audaciosos costumam dizer que assistência aos mais necessitados é problema dos governos. E outros, sem quaisquer escrúpulos, chegam a dizer que a Bíblia não dá autorização a ninguém para suprir materialmente os mais desfavorecidos. Cuidado com os lobos !
    Todos conhecemos o conselho de Jesus: “A verdadeira religião é visitar órfãos e viúvas.” Trazendo para os atuais dias, podemos dizer que a verdadeira religião é visitar os mais carentes e necessitados. Prestar-lhes assistência. O próprio senhor nos disse: “Tive fome e me destes de comer, tive sede e me destes de beber…”
    Contudo, o crente que não pode assistir materialmente os mais necessitados, deve adquirir livros, DVDs e CDs de seus líderes ou de outros que são produzidos pelas gráficas e gravadoras dos próprios doutrinadores.
    Outro dia um destes pregadores da prosperidade condenou quem faz dívidas para adquirir bens domésticos. Disse ele que “cristão” não faz dívida. Logo a seguir ofereceu seus produtos em parcelas no cartão de crédito.
    O doutrinamento funciona ainda com as repetições de certos chavões, os quais proferidos e escutados por milhares de vezes tornam-se “verdades” absolutas para os frequentadores destas denominações.
    Vários deles são conhecidos: “Nós somos o povo de DEUS….”, “Porque os mariólatras…”, “A idolatria da Igreja Católica…..”, “Não devemos nos submeter aos homens como fazem os papistas, mas apenas a Jesus……”, “O catolicismo ensina que se deve adorar Maria e os santos”, “Não aceito julgamento de homens. É DEUS quem vai me julgar.”
    Este último jargão esconde um enorme orgulho disfarçado de pretensa humildade e que na verdade permite ao crente esquivar-se da confissão dos pecados ao sacerdote. Ora, se os apóstolos receberam poder para reter ou perdoar pecados, é lógico que para tal é preciso que alguém lhes confesse os pecados.
    O fato é que depois de escutar tais expressões por tantas vezes, o mau protestante acredita que apenas ele e seus pares pertencem ao povo de DEUS. Ora, Jesus foi muito claro. “…sua mãe e seus irmãos são todos aqueles que lhe dão ouvidos e praticam…” Ou seja, pertencem a sua família aqueles que lhe escutam e agem. E nós, católicos em grande parte, escutamos e agimos. E o que será daqueles que não deram de comer ou beber a Jesus Cristo ?
    Creio que a maioria dos protestantes age com sinceridade, e ainda imagino que um bom número de denominações não se enquadra nesta vertente. Também creio que grande parte dos pregadores, talvez a maioria, não se encaixa no contexto que propus.
    Por questão de justiça, me vejo obrigado a dizer que se nem todo aquele que concorda conosco é bom, também é verdade que nem todos os que discordam de nós são maus. O fato de alguém aderir ao protestantismo ou discordar da doutrina católica não lhe torna alguém que mereça nossa repugnância. Discordar ou concordar são direitos legítimos.
    Retomando: O doutrinamento de um membro de seita ainda se dá da seguinte maneira:
    Quando vai iniciar uma campanha financeira para arrecadar fundos, o doutrinador antecipa em “ato profético”, por exemplo, que será vítima de calúnias, difamações, intrigas e fofocas na internet ou na mídia. Naturalmente, quando o crente se depara com as críticas da sociedade em relação ao seu líder já está convencido de que aquilo é obra do diabo. Diz o doutrinador que o diabo está incomodado porque eles estão fazendo a “obra de DEUS.” E desta forma, o mesmo doutrinador conclama seus seguidores aos mais espúrios desafios para “afrontar” o diabo.
    Para finalizar e com o objetivo de alertar os católicos, destaco aqui as principais características destas seitas:
    1)RELIGIÃO – Quando acuados, os doutrinadores que passam a vida dizendo que religião não serve para nada, gritam que estão sendo vítimas de perseguição religiosa. Isto mesmo. Perseguição religiosa para alguém que não crê em religião;
    2)MARIA – João Batista estremeceu de alegria quando ouviu a saudação de Maria. Estes maus protestantes se enfurecem. Isabel ficou cheia do Espírito Santo quando ouviu a vóz de Maria. O mau protestante chega a espumar de raiva. O anjo do Senhor disse a Maria que ela era plena de graça. O mau protestante diz que Maria foi barriga de aluguel. Alguns sectários promovem ataques às imagens de Maria e dos santos. Não raras vezes nos deparamos com o noticiário que dá conta de ataques às Igrejas Católicas ou mesmo templos de outras religiões;
    3)PROFECIAS – Estas seitas costumam fazer profecias que não se cumprem e seus “profetas” permanecem gozando de prestígio e respeito nas suas denominações e afins. É o caso daqueles que disseram ser o Papa João Paulo II a besta do apocalipse e o caso daqueles que disseram que Jesus retornaria no ano de 2007;
    4)FIM DO MUNDO – Constantemente estas seitas e seus membros enfatizam que o fim do mundo está próximo e assim conseguem que seus fiéis fiquem indiferentes as questões sociais para mergulharem com profundidade nos projetos de “salvação” das denominações e que normalmente envolvem doações financeiras;
    5)ESTATÍSTICAS E MÍDIA – Embora acusem uns aos outros de hereges, quando o assunto é estatística estas seitas dão pouca importância ao Cristo que se prega em outras denominações. Para fins de pressão e propaganda, costumam repetir que o “Povo de DEUS” já representa determinado percentual da população brasileira ou que tantas milhões de pessoas no Brasil já estão salvas porquanto “aceitaram” Jesus em templo protestante. É como se as pessoas fossem salvas pelo rótulo e não pelo cristianismo que praticam;
    6)TÍTULOS – Os líderes destas seitas costumam atribuir a si próprios títulos pomposos como apóstolos, patriarcas, missionários ou bispos, entre outros. Não estamos dizendo que todos que desfilam com tais títulos são membros ou donos de seitas, mas todos donos ou membros de seitas utilizam-se destes títulos para exercerem controle, liderança e submissão de seus súditos.
    7)OBRAS – Estas seitas costumam desprezar as obras, especialmente aquelas que visam assistir aos mais desfavorecidos. Lógico. Se alguém supre a necessidade alheia com seus recursos, evidentemente que estes mesmos recursos faltarão aos projetos dos doutrinadores.
    Para desistimular o crente a assistir quem quer que seja, estes líderes espalham acusações mentirosas contra o catolicismo, especialmente a máxima de que se ensina na Igreja Católica que Jesus não é necessário para a salvação, mas apenas a realização de boas obras;
    8)EXPRESSÕES – Estas seitas e seus sectários tem expressões que lhes são próprias. Em debates contra católicos e mesmo entre afins, expressões como “biblicamente correto”, “De acordo com a palavra” e “Porque a palavra diz…”, são mais do que conhecidas e repetidas aos quatro ventos.
    Contra os católicos as expressões mais repetidas são: “Católicos leiam a Bíblia” ou “Falta conhecimento bíblico ao povo católico” ;
    9)JARGÕES – Estes protestantes costumam decorar capítulos e versículos da Bíblia e cita-los fora de contexto. Isto não só impressiona os mais débeis, bem como parece ser uma sentença terminativa para quem lhes dá atenção.
    Os textos mais citados são: “Tudo posso naquele que me fortalece”, “Em todas as coisas somos mais do que vencedores”, “DEUS vai me restituir tudo que me foi tomado”, “Só me calo diante de DEUS”, “DEUS É FIÉL”, e, talvez o principal que é dirigido aos católicos: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.”
    10)ESCÂNDALOS – Uma das principais características das seitas é utilizar dois pesos e duas medidas em seus julgamentos . Quando há um escândalo ou uma notícia sobre homens católicos, toda a sorte de acusações é lançada sobre a Santa Igreja. Expressões como pedófilos, assassinos, antro, romanistas, sistema podre, idólatras, mariólatras, entre tantas outras, são repetidas exaustivamente.
    Registra-se o fato de que estatísticamente existem mais casos de pedofilia entre pastores protestantes do que no clero católico. Nem por isto iremos dizer que o protestantismo é uma religião que favorece a pedofilia. Pelo contrário. Por certo o protestantismo combate a pedofilia. Não temos dúvida disto. Os pedófilos são doentes e religião para estes por certo é apenas um meio de acessar crianças indefesas. Os pedófilos devem ser tratados com o rigor da lei, sejam católicos ou não.
    Entretanto, quando um homem evangélico se vê envolvido em qualquer confusão, os julgamentos proferidos por seus membros e sectários encontram outros tipos de confissões:
    “Ai de quem toca no ungido do Senhor” ,“Deixa que ele está fazendo a obra de DEUS”, “Não toca no escolhido por DEUS”, “A emissora de TV tal tem ódio dos evangélicos”, “O diabo está com raiva porque estamos fazendo a obra de DEUS.”
    11)PROTESTANTISMO HISTÓRICO – Estas seitas pouco sabem ou nada sabem de Lutero, Calvino e cia. Estas seitas se dizem protestante, mas desconhecem todo o contexto da reforma. Elas se caracterizam por misturar várias doutrinas. Usam parte de Lutero, em especial o “Só a Bíblia “ e o “Só a fé” , partes da doutrina de Calvino, ignorando este reformador quanto a necessidade de igreja para a salvação e quanto a virgindade perpétua de Maria, e, agregam ainda doutrinas orientais, tais como a confissão positiva ou a teoria da determinação, elementos das religiões africanas desenvolvidos em seus cultos evangélicos de cura interior, libertação e descarrego, elementos do judaísmo com a ênfase no velho testamento e algumas denominações com a prática do evangelho judaizante, e ainda, as doutrinas humanas de seus falsos mestres e/ou as doutrinas pessoais de cada crente que julga poder interpretar a Bíblia pessoalmente com a assistência do Espírito Santo, muito embora a mesma Bíblia o proíba de faze-lo(Pedro);
    12)CONSTANTINO – Uma das características destas seitas é a ênfase de que teria sido Constantino fundador da Igreja Católica. Nota-se que os protestantes históricos não fazem tal afirmação e por isto mesmo se consideram católicos reformados.
    O que não consegue explicar o mau protestante é como ele abraça as teses de Lutero que seria tão e somente um sacerdote da igreja de Constantino. Este mau protestante toma a igreja Católica por criação humana e sua pretensa reforma por criação divina. É o ápice da contradição.
    Como é possível a estas seitas abraçarem o Sola Scriptura e o Sola Fide de Lutero que seria membro da Igreja de Constantino ?
    Pior ainda fazem os que alegam pertencer a Igreja primitiva ou que dizem que antes de Lutero já havia outros grupos. Estes desconhecem que Lutero desaprovava tais grupos e não se dão conta não ser possível a Igreja Primitiva gritar “Só a Bíblia” em uma época que não existia Bíblia.
    13)PASSADO CATÓLICO – Chama a atenção de qualquer pessoa de bom senso que os crimes praticados por homens católicos parecem alcançar efeitos perpétuos no tempo e no espaço. Uma situação ocorrida 500 anos atrás parece aproveitar os homens católicos de hoje.
    Os inimigos da igreja continuam espumando de raiva e literalmente babando quando falam da inquisição ou de outras situações.
    Estas seitas e seus membros engrossam o coro constituído por outros inimigos da Igreja Católica e fazem parecer que os crimes atribuídos a um determinado sacerdote séculos atrás, são delitos praticados pelo clero atual e por todos fiéis católicos espalhados mundo afora.
    É como se todos aqueles criminosos que se diziam católicos ainda estivessem por aqui ou como se todos os católicos atuais, incluindo o clero, apoiassem os crimes por eles cometidos e de alguma forma todos nós devêssemos pagar pelos pecados e delitos alheios.
    Os crimes praticados por outras religiões na atualidade não recebem tanta indignação quanto os crimes praticados por católicos cinco séculos atrás.
    Os crimes praticados no passado pelos sistemas totalitários e outros praticados por sistemas de governos na atualidade parecem não ter a menor importância quando se sabe que nos anos de 1418 ou 1523 um determinado sacerdote católico cometeu adultério ou praticou algum ato de corrupção.
    Se nos dias atuais um ditador qualquer ordenar a execução de um ativista de direitos humanos ou um adversário político isto parece não afetar a atual sociedade. Repetidas vezes assistimos a indiferença até mesmo dos governantes atuais e pseudo religiosos com as perseguições políticas ou religiosas em países de regimes totalitários.
    Os próprios crimes dos principais reformadores e mesmo as citações de Lutero contra Cristo são ignoradas por estes maus protestantes.
    No caso da pedofilia, percebe-se nitidamente pessoas quase que torcendo por novas ocorrências tão e somente para poderem atacar o catolicismo. Estes “indignados” pouco se importam com os sofrimentos das crianças ou de suas famílias.
    Estes sectários que gostam de esconder os erros atuais de seus líderes dizendo: “Olha para Jesus”, quando fazem referência aos sacerdotes católicos costumam não agir com a mesma complacência.
    É curioso que os crimes atuais praticados por membros ou dirigentes vivos destas seitas são rapidamente minimizados ou mesmo esquecidos.
    Registra-se o fato de que a Santa Igreja é inerrante. Nunca erra. Nunca ensina errado. Nunca comete crimes de qualquer espécie. Quem comete crimes são os homens que podem ou não ser ou se dizerem ser católicos.
    Diferente dos maus protestantes que varrem suas sujeiras para debaixo do tapete, dizemos em bom som: “O perdão não substitui a justiça.”
    Em minha modesta opinião, a pedofilia deve ser combatida como uma praga e uma doença nojenta, sendo irrelevante a religião do criminoso e deve causar indignação em toda a sociedade e não apenas quando os autores deste crime abominável forem sacerdotes católicos.
    14)DÍZIMOS E OFERTAS – Estas seitas dão ênfase às contribuições financeiras e desafios que envolvem sempre campanhas de arrecadações. Como seus líderes estão sempre dando destaque a proximidade do fim do mundo, os fiéis são convocados para adesão aos projetos que teriam por objetivo “pregar” o palavra de DEUS mundo afora. Os doutrinadores costumam definir o engajamento dos fiéis nos projetos das seitas como uma espécie de Ministério para o qual cada um é chamado de forma particular a participar da “obra de DEUS”.
    15)SALVAÇÃO – Utilizando expressões que são repetidas rotineiramente e que acabam sendo cristalizadas nas mentes dos fiéis como verdades absolutas, os líderes costumam fazer referências aos membros das próprias seitas que lideram como “POVO DE DEUS”, “POVO ELEITO”, “RAÇA ELEITA”, entre outras expressões.
    16)CRÍTICAS AO CATOLICISMO – As seitas não se entendem. Isto é fato. Uns acusam outros de hereges e qualquer divergência em uma das denominações já sugere o início de uma nova seita. Mesmo nas críticas ao catolicismo as seitas divergem entre si e opinam de formas diferentes dependendo do momento ou conjuntura. Por vezes atacam a Igreja Católica como arcaica, dogmática e ultrapassada. Em outras situações, lhe acusam de ter deturpado o evangelho e introduzido profissões de fé e costumes não praticados nos tempos remotos do cristianismo. Uma hora a Igreja Católica é taxada de moderna pela suposta introdução de novidades e outra hora é chamada de arcaica pela manutenção de credos e hábitos que não se modificam.
    17)PATRULHAMENTO – Os sectários controlam uns aos outros. Um líquido amarelado no copo pode sugerir consumo de álcool e merecer a repreensão do líder ou de outro membro da seita. Constantemente estes sectários referem-se aos católicos como aqueles que “bebem, fumam e dançam.” Assumem a postura de que o desapego a estas coisas indica certeza de salvação.
    18)APELIDOS – Os santos católicos são constantemente ignorados até mesmo como exemplo de bons cristãos. Pelo contrário, recebem destes sectários apelidos de toda ordem. São Sebastião é tião, São Jorge é jorginho e a Santíssima Virgem é chamada de deusa do catolicismo ou deusa pagã. Estes sectários que gostam de dar nomes bíblicos aos filhos jamais usam Pedro para os filhos homens ou Maria para as filhas mulheres. Já vi quem dissesse que um determinado pregador da prosperidade fez mais pelo ser humano do que Madre Teresa de Calcutá.
    19)POLÊMICAS – As seitas polemizam sobre “rezar” ou “orar”. Polemizam sobre “adorar” ou “venerar”. Vivem basicamente do anti catolicismo. Se temos papa eles contestam. Se temos santos eles condenam. Se há celibato eles gritam. Se temos a Eucaristia eles dizem tratar-se de uma mera “bolachinha”. Se recitamos o Pai Nosso eles protestam. Se não batemos palmas somos frios. E se sairmos em procissão somos idólatras. O essencial é a guerra contra o catolicismo. Não importa o que façamos pois sempre seremos os maus.
    20)IGREJA – Os membros destas seitas repetem constantemente: “Placa de Igreja não salva ninguém.” Menosprezam a Igreja, muito embora a Bíblia indique justamente o contrário. Em Timóteo é possível percebermos que a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade. Ou seja, sem a Igreja a verdade não se sustenta. Estas seitas ignoram até mesmo os reformadores, entre os quais Calvino que dizia ser a Igreja essencial a salvação do homem. Diga-se de passagem, Calvino só não soube dizer que igreja seria esta. Talvez não pudesse dizer. Talvez não quisesse. E estes protestantes que condenam a Igreja, tudo que mais sabem fazer é fundar mais e mais “igrejas” a cada dia.
    21)INTERPRETAÇÕES – Estas seitas costumam usar a interpretação literal para cobrar doutrinas católicas. Seriam, por exemplo, os casos do purgatório e da Assunção de Maria. Quando confrontadas, procuram esquivar-se da mesma interpretação literal que antes lhes servia. Seriam os casos da edificação da Igreja sobre Pedro e da Bem Aventurança de Maria, por exemplo, onde o que está escrito repentinamente deixa ser o que está escrito.
    Se verifica o mesmo em relação as tradições que foram recomendadas por São Paulo e a orientação explícita de que a fé sem obras é morta no evangelho de Tiago.
    A mesma interpretação literal antes usada para interrogar os católicos, deixa de ser aplicada ao Pai Nosso e também na Eucaristia onde Jesus diz que a sua carne é verdadeiramente comida e seu sangue verdadeiramente bebida. Para estes protestantes o verdadeiramente de Jesus é o “relativamente” de seus líderes.
    Em determinadas ocasiões usam Lutero e dele fazem um “enviado” e um grande “reformador”. Indagados por que não permaneceram com Lutero e por que permanecem reformando o que DEUS já teria “reformado”, esquivam-se apontando defeitos no “escolhido” por DEUS. Pelo jeito DEUS enganou-se ou será que Lutero não foi levantado por DEUS ?
    Acatam Lutero no Sola Scriptura e no Sola Fide, mas o ignoram na devoção a Virgem Maria e nos sacramentos, por exemplo.
    O mesmo fazem em relação a Calvino e a outros reformadores. E quando necessário, utilizam-se do grego, aramaico ou hebraico para justificarem suas práticas ou para condenarem o catolicismo e mesmo os seus pares.
    Além disto, promovem a constante substituição da Bíblia por literaturas diversas escritas por líderes carismáticos. É grande a profusão de livros produzidos pelos líderes destas seitas e DVDs ou CDs com “pregações” e “estudos”.
    E depois de toda esta salada doutrinária, dizem ainda a Bíblia é de fácil compreensão. Dizem seus líderes que qualquer um pode ler a Bíblia.
    É como se todos os sectários e membros destas seitas fossem conhecedores de grego, aramaico, hebraico, Lutero, Calvino, Wesley e ainda lhes fosse possível de quebra aplicar uma regra por eles criadas e por eles seguidas de quando usar ou descartar a interpretação literal.
    Contudo, quaisquer que sejam os critérios adotados para cada momento, nada é provado pela Bíblia que juram defender.
    Em resumo, estas seitas usam quaisquer critérios para justificarem seus costumes e hábitos desprezando qualquer ordenamento lógico ou histórico. Na direção oposta, não necessariamente usarão os mesmos critérios para classificar seus opositores como hereges.
    Vale sempre o que cada seita, líder ou sectário quiser que seja aceito como doutrina.
    22)ASSÉDIO – Um aspecto muito importante é o assédio das seitas aos católicos. É como se não fossemos cristãos. Mesmo que digamos a um deles bem alto que Jesus Cristo é o Senhor, ainda assim estes sectários irão tentar nos convencer de que devemos aderir ao protestantismo e “aceitar” Jesus. O católico deve ficar atento com o assédio sutil destas seitas que normalmente se dá da seguinte maneira:
    Protestante: “Posso falar um minutinho com o senhor ?”
    Católico: “Sim”
    Protestante: “O Senhor crê em DEUS ?”
    Católico: “Sim”
    Protestante: “O senhor crê na Bíblia ?”
    Católico: “Sim”
    Protestante: “O senhor concorda que a Bíblia é a verdade ?” Nesse ponto o católico será doutrinado e muitas vezes convencido.

    A resposta do católico a pergunta do protestante naturalmente é sim. Lógico que o católico crê na Bíblia.

    Então o protestante diz, por exemplo: “O senhor diz crer na bíblia. Portanto, o senhor concorda que tudo aquilo que está fora da Bíblia não deve merecer crédito ?”

    Resposta de um católico sem instrução: “Sim. O que está fora da Bíblia tem que ser rejeitado.” O católico está pronto para questionar a fé católica e o magistério da Santa Igreja.

    Prossegue o protestante: “O senhor poderia me mostrar pela Bíblia onde está escrito que Maria é medianeira ?” Ou então: “O senhor poderia me mostrar na Bíblia onde está escrito que Maria foi assunta ao céu ?”

    O católico não instruído e que concordou com o protestante começa a se enrolar. A resposta católica a pergunta protestante deveria ser:

    Católico: “Creio sim na Bíblia. Creio tanto que sigo o magistério da Igreja, coluna e sustentáculo da verdade. E dessa forma, não questiono seus dogmas e confissões de fé. Não duvido, não divido e não careço de provas. Creio de todo o meu coração.”

    E o católico deveria perguntar ao protestante:

    “Onde está na sua Bíblia que própria Bíblia é a única fonte de revelação ? Onde está na sua Bíblia a definição do Canon ? Onde está na sua Bíblia a definição dos livros inspirados ? Onde está na sua Bíblia a definição de Lutero como grande reformador ? Onde está na sua Bíblia que devemos praticar o “Sola Scriptura” ? Onde está na sua Bíblia a definição da Bíblia protestante como a Bíblia correta ? Onde está na sua Bíblia a definição de João Ferreira de Almeida como tradutor insuspeito ? Onde está na sua Bíblia que o senhor é infalível ou mereça ser ouvido ?”

    Infelizmente, grande parte dos católicos desconhece que o depósito integral da fé católica constitui-se de Sagradas Escrituras,Tradição Apostólica e o magistério da Igreja. Por isso alguns católicos acabam aceitando os argumentos infantis e dúbios destes maus protestantes.

    Não estamos obrigados a provar nada pela Bíblia. São os protestantes que estão obrigados. Foram eles que acataram Lutero homem. Nós católicos cremos na Igreja, coluna e sustentáculo da verdade(Timóteo).

    Creio ter contribuído para que os católicos fiquem atentos quanto aos discursos destas seitas que militam contra a Igreja Católica.
    Autor: A.Silva com a colaboração de V.De Carvalho – Livre divulgação mencionando-se o autor

  • Dani Silva disse:

    As divisões e brigas são próprias dos filhos de Lutero. É só procurar na internet e verificar que não há pregador que não tenha sido chamado de herege por outro pregador e não há pregador que não chame outros de hereges. E ao final, todos se dizem inspirados pelo Espírito Santo e portadores da verdade. E quando o negócio é atacar a verdadeira Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo então todos se unem com suas divergentes doutrinas e todos classificam uns aos outros de “irmãos em Cristo”. O que prega o aborto é irmão em Cristo daquele que não prega. Quem batiza é irmão de quem não batiza. Quem aceita o divórcio é irmão daquele que não aceita. De comum apenas o ódio contra a Igreja Católica e os dízimos. Cada crente é infalível para si mesmo. Todos contestam o dom da infalibilidade, mas todos ao mesmo tempo se julgam infalíveis. Basta um crente discordar do outro que já surge o embrião de uma nova denominação. E aos milhares trocam de denominações atrás de toda a sorte de doutrinas ?
    E nada é amparado pela Bíblia que juram defender.
    Onde está na Bíblia que o crente pode mudar de denominação ?
    Onde está na Bíblia que o crente pode trocar de denominação1, 2 ou 10 vezes ?
    E quem está salvo ? Quem ficou na denominação ou quem dela saiu ?
    E onde está na Bíblia que um crente descontente pode fundar nova denominação ?
    Quem está salvo ? Quem fundou uma nova denominação ou quem permaneceu na outra ?
    E onde está na Bíblia que alguém pode se separar de Lutero, o grande “anjo”, “enviado”, “escolhido” por DEUS para consertar os “erros” do catolicismo ?
    E onde está na Bíblia que a própria Bíblia é a única fonte de revelação ?
    Onde está na Bíblia que devemos praticar o “Sola Scrptura” ?
    Onde está na Bíblia que a Bíblia protestante é a Bíblia correta ?
    Onde está na Bíblia que João Ferreira de Almeida é o tradutor ofical de Jesus Cristo e dos apóstolos ?
    Onde está na Bíblia a definição dos livros inspirados ?
    Onde está na Bíblia a definição do canon ?
    E depois gritam os filhos de Lutero: “Católicos leiam a Bíblia”
    O herege e filho do diabo Marinho Lutero definiu bem o pensamento protestante: “Quem não crê como eu está destinado ao inferno. O meu juízo e o juízo de DEUS são a mesma coisa.”
    Os “super papas” infalíveis protestantes não concordam nem mesmo uns com os outros.
    Contrariado o crente faz beicinho, muda de denominação, chama todo mundo de herege e não raras vezes funda uma nova seita sob a regência de um novo “super papa” “infalível” que é ele mesmo.
    A idolatria do crente se dá a si próprio como “mestre” infalível e intérprete das escrituras sagradas. O crente é um apologista de si mesmo e para si mesmo. E substituindo a Igreja que é coluna e sustentáculo da verdade(Timóteo), cada crente faz de sua própria leitura particular a doutrina que pretende seguir e impor aos demais. E interessante é que a Bíblia condena a interpretação privada(Pedro). Resta-nos dizer para seguidores de homens: “Falta conhecimento bíblico ao povo evangélico.”

  • Bebel disse:

    A falta de amor entre protestante é notória. Razão pela qual brigam e se dividem em milhares de denominações. Um protestante jamais concorda com outro e querendo tudo ensinar e não julgando-se sábio aos seus próprios olhos introjectam que nada precisam aprender. Não por acaso acusam-se uns aos outros de hereges e a união de todos só se dá quando resolvem atacar a Igreja Católica. Ainda assim, mesmo nas críticas ao catolicismo as opiniões se dividem. É comum ouvirmos que a Igreja Católica é arcaica, dogmática e nunca se moderniza. Mas é comum também ouvirmos que a Igreja Católica modificou a doutrina e não seguiu a Igreja primitiva. Uns dizem que a igreja é moderna demais e outros dizem que é ultrapassada. A crítica pela crítica e o que é apresentado aos adoradores de Lutero é uma mera caricatura da Igreja Católica muito bem elaborada pelos lobos devoradores que objetivam os fiéis católicos como possíveis clientes e patrocinadores de suas seitas heréticas.

  • edenir barbosa disse:

    irmaos amai uns aos outros porque Deus é amor ,se vc nao ama seu irmao que vc ver, como amar a Deus a quem nao ver pensem nisso ,nós nao estamos aqui para julgar ninguém deixem que Deus esta la no ceu para isso

  • Raymoriá disse:

    Que deselegante homens que se dizem de DEUS brigando disputando poder, será que não sabem que o Poder só a DEUS pertence, olha isso é falta de conversão, vão para o joelho e para a boca no pó, o que adianta ganhar o mundo inteiro para DEUSe perder sua salvação. já esqueceram o que aprenderam no inicio,lembra o que Jesus disse apartai-vos de mim eu não vos conheço que triste ouvir isso, se concertem por favor CRISTO está voltando ou vocês não acreditam no que pregam? estão brincando de ser DEUS? cuidado abram seus olhos enquanto há tempo. Que a Paz eo Amor de Jesus único e verdadeiro tranborde em seus corações.

  • Vilma disse:

    Charada para os protestantes.

    Havia uma denominação protestante com 1.000 seguidores.

    Um dia o pastor da denominação começou a pregar a teologia da prosperidade. Parte do grupo revoltou-se e começaram brigas e debates em torno daquela pregação. Um grupo que discordou veementemente do pastor resolveu sair da denominação. Era um total de 200 membros dissidentes. Estes acusavam o pastor de pregar contra a palavra de DEUS. Destes 200 membros dissidentes, 10 abriram novas denominações. Os outros 190 restantes dividiram-se por outras denominações já existentes. Vamos dar um exemplo de como ficaram as divisões a partir da denominação que tinha inicialmente 1.000 membros:

    800 seguidores permaneceram na denominação do pastor que começou a pregar a teologia da prosperidade.

    Dos 200 ex seguidores, agora dissidentes,10 deixaram a denominação e fundaram mais 10 novas igrejas protestantes.

    Estas 10 novas denominações adotaram linhas diferentes. 1 abraçou Lutero, 1 abraçou Calvino, 1 abraçou Wesley, 1 tornou-se batista, 1 virou pentecostal, 1 virou neo pentecostal, 1 abraçou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, 1(uma) outra permitiu que mulheres fossem pregadoras, 1 começou a pregar o evangelho judaizante e 1(uma) última adotou a confissão positiva.

    Os outros 190 ex seguidores dividiram-se em outras denominações já existentes, sendo que:

    20 foram para uma denominação que batizava e repudiava o divórcio.

    30 foram para uma denominação que também repudiava o divórcio, mas não batizava.

    40 foram para uma denominação que batizava, repudiava o divórcio, mas que praticava o evangelho judaizante condenado pelas demais.

    10 foram para um denominação cujo pregador líder era favorável ao aborto.

    Os outros 100 membros dissidentes dividiram-se ainda por diversas igrejas, sendo que parte tornou-se luterana, parte tornou-se calvinista, parte tornou-se batista e um outro grupo resolveu adotar igrejolas neo pentecostais favoráveis a unção do zoológico ou a unção do leão ou ainda a adoração da Arca da Aliança. Um grupo ainda pequeno resolveu abraçar o grupo conhecido como “sem igrejas”.

    Quais são as nossas dúvidas ?

    1)Qual destes grupos reteve a sã doutrina dos apóstolos ?

    2)Qual destes grupos pratica o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo ?

    3)Qual destes grupos deve ser considerado como herege ?

    4)Todos estão salvos ?

    5)Estando todos salvos, independentemente de denominação e do Cristo que cada grupo segue em cada igreja, poderíamos dizer que o importante para a salvação é tão e somente o rótulo protestante ?

    6)Se todos estão salvos, por que brigaram e se dividiram ?

    7)Se todos estão salvos, por que precisam agrupar-se e criar igrejas ?

    8)Qual destes grupos representa a igreja primitiva ?

    9)Se todos estão salvos e salvação não pode ser perdida, e se uns chamam aos outros de hereges, razão pela qual se dividiram, podemos dizer que heresia não condena ninguém ao inferno ?

    10)Se heresia não leva ninguém ao inferno, podemos dizer que não faz diferença o Cristo que se prega ou Cristo que se pretende seguir ?

    11)Se heresia não condena ninguém e a salvação está restrita aos grupos protestantes, ainda que escandalosamente divergentes entre si, podemos dizer que o importante para a salvação é tão e somente levantar o dedo em qualquer denominação protestante e “aceitar” Jesus ?

    12)Se todos estão salvos a partir do “aceitar” Jesus, por que pastores, por que templos, por que cultos, por que pregações, por que dvd’s, por que música Gospel, por que dízimos ? O que pode ser mais importante do que a salvação ?

    13)Se a salvação não pode ser perdida, estando todos os grupos protestantes salvos, independentemente do cristianismo que abraçaram, que diferença faz pagar ou não dízimos ? Escutar ou não música Gospel ? Alguém fica mais ou menos salvo se praticar ou não todas estas coisas ?

    14)Se os “sem igreja” estão salvos tal como os que frequentam denominações, podemos dizer que igrejas protestantes não servem para nada ? Porque todos os grupos se dizem salvos, incluindo os “sem igreja”. E todos se dizem inspirados pelo Espírito Santo.

    15)Qual destes grupos ou denominações está interpretando corretamente a Bíblia ?

    16)Se nem todos estão interpretando corretamente a Bíblia, quais destes grupos que está de fato sendo assistindo pelo Espírito Santo ?

    17)Se alguns permaneceram com o pregador da teologia da prosperidade, outros dele fugiram, e os que se foram também não permaneceram juntos, pergunta-se onde está na Bíblia a permissão para cada grupo tomar a decisão que tomou ? Onde está na Bíblia a permissão para se trocar de denominação ? Onde está na Bíblia a permissão para permanecer na denominação ?

    Quem está certo ?

    Onde está na Bíblia a quantidade de vezes que cada crente pode mudar de denominação ?

    Onde está na Bíblia que alguém insatisfeito pode fundar uma nova denominação ?

    Qual é o único ponto comum em todos os grupos protestantes ?

    Resposta:

    O ódio ao catolicismo do qual nada conhecem e cuja caricatura lhes é apresentada por lobos devoradores.

    Autor: ASilva/V.De Carvalho – Livre divulgação mencionando-se o autor

  • Você disse ser estudante de jornalismo, então deve melhorar quando for apurar, há muita asneira sem fundamento!

  • Felipe Denarqui disse:

    Bom blog ,sou evangélico e tenho vergonha do que meus irmão postaram contra você, a verdade seja dita, na igreja evangélica tem muita contenda e fofocas que as vezes penso que ser evangélico é servir ao demonio e tem muito falsos profetas , eu acho que todos os evangélicos vão sim encontrar o criador , mas é o que mora lá embaixo.

    parabéns pela matéria

  • Muitos serão chamados mas poucos serão escolhidos, no final de toda essa guerra quem realmente será escolhido, pois jesus esta voltando

  • sheila disse:

    JESUS AMA A TODOS E ESTA VOLTANDO … SE PREOCUPE COM A SUA LAMPARINA PARA QUE NÃO SE APAGUE

  • Odair Pallegg disse:

    “meu povo peca por não ter conhecimento”

    LOUCOS

    primeiro terá que conhecer a verdade… ai assim a verdade os libertaras…

    Ai em cima muitos poucos conhecem o amor de JESUS e seus ensinamentos.

    Religião não salva ninguém:
    JESUS SIM;
    PENSE NISTO;
    A PAZ PRA TODOS

  • Dani, Bel e Anderson disse:

    Respondendo ao Odair Pallegg que sem especificar diz que muitos que opinaram antes dele não conhecem o amor de Jesus.

    Para começar quem sonda corações é DEUS e não o Sr.Odair.

    Isto é o que ensina a Bíblia e assim estamos livres do julgamento do Sr.Odair.

    Ele diz que religião não salva ninguém.

    De fato não salva. Mas pertencer a religião certa ajuda bastante.

    Dizer que todas as religiões são iguais equivale a dizer que todos os caminhos levam a DEUS.

    Respeitamos aqueles que discordam de nós, mas reafirmamos que somente Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida.

    Portanto, pertencer a religião certa é um ótimo caminho para se alcançar o céu.

    E quando falamos religião certa, estamos também fazendo referência a Igreja certa. Aliás, a única Igreja que Jesus Cristo fundou na terra.

    Pois como sabemos, o Senhor Jesus não é adúltero. Ele só tem uma esposa.

    Curiosamente, quem chamou Jesus de adúltero e bêbado foi Martinho Lutero pais dos protestantes e evangélicos e que criou as teologias que eles seguem e que cobram. dos católicos, mesmo sabendo que não somos seguidores de Lutero, mas apenas de Jesus e de sua Igreja.

    As teologias de Lutero seguidas por todos os protestantes e evangélicos e ensinadas pelos auto intitulados pastores, bispos e apóstolos malafaias, valadões, macedos, santiagos, soares, hernandez e tantos outros, são especialmente o Sola Fide(Só a fé) e Sola Scriptura(Só a Bíblia).

    Cada aluno tem o professor que merece !

    Mas será que algum protestante ou evangélico deseja conhecer as pérolas que Lutero disse ou escreveu sobre a Igreja, sobre Jesus ou sobre o Altíssimo DEUS ?

    Certamente que não.

    Sobre a questão religião, ponderamos:.

    São os pastores protestantes que dizendo que religião não serve para nada alegam perseguição religiosa quando criticados. Isto mesmo ! Perseguição religiosa para quem não dá valor a religião.

    Vamos ver se DEUS fala ou não de religião em sua palavra infalível que o evangélico jura conhecer:

    Ísaias 42, 1: “Eis meu servo que eu amparo, meu eleito ao qual dou toda a minha afeição, faço repousar sobre ele meu espírito, para que às nações a verdadeira religião.”

    2. Ele não grita, nunca eleva a voz, não clama nas ruas.

    3. Não quebrará o caniço rachado, não extinguirá a mecha que ainda fumega. Anunciará com toda a franqueza a verdadeira religião; não desanimará, nem desfalecerá,

    4. até que tenha estabelecido a verdadeira religião sobre a terra, e até que as ilhas desejem seus ensinamentos.Isaías,42´

    Retomemos Isaias 42, 1 e notemos que o profeta inspirado usa a expressão verdadeira religião.

    Expressão similar e com o mesmo sentido, será usada no Novo Testamento no texto:

    “A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.
    (Tiago 1.27)

    Isto é de pirar a cabeça de um protestante honesto que diz que religião não serve para nada, quando o próprio DEUS vivo fala em religião no velho e no novo testamento.

    Isto é que acontece quando alguém deixa de ouvir a Igreja verdadeira para ouvir o pastor.

    Falta de entendimento bíblico maior do que este é impossível.

    Definitivamente: PROTESTANTE NÃO LÊ A BÍBLIA E QUANDO LÊ NÃO ENTENDE.

    Por isto é que a Bíblia define em Timóteo a Igreja como coluna e sustentáculo da verdade. É a Igreja que dá sustentação a verdade.

    Por isto o eunuco da rainha clamou por explicação alegando que as Escrituras não podem ser compreendidas facilmente.

    Por isto é que São Pedro diz que interpretação alguma é de caráter privado.

    Por isto é que as Escrituras são úteis para instrução e não suficientes.

    Por isto São Paulo recomendou que guardássemos a tradição de tudo que nos foi ensinado quer por escrito ou não(transmissão oral).

    Por isto que Jesus diz aos fariseus que eles imaginam erradamente que a vida eterna encontra-se nas Escrituras e quando são elas próprias que dão testemunho dele e ele nem percebem. Leram e não entenderam.

    Por isto que se diz que a fé vem pelo ouvir e não pela leitura bíblica.

    Por isto que se diz que a letra mata, mas o espírito vivifica.

    Não por acaso, os cristãos dos três primeiros séculos eram melhores cristãos do que nós e certamente mais provados na fé e
    nunca tiveram Bíblia.

    Como sabemos a Bíblia não foi entregue por Jesus a nenhum protestante e nem caiu do céu no colo de Martinho Lutero.

    Foi a Igreja Católica que guardou os escritos originais, debateu, concluiu e produziu a Bíblia que hoje todos conhecemos.

    Ora, todo livro requer uma autoridade que o certifique.

    Por isto eu creio na Bíblia. Porque a Igreja me diz que devo crer.

    Lamentavelmente, como bom protestante, o Sr.Odair não contesta nada objetivamente e também como de costume usa a palavra de DEUS e a transforma em jargões do tipo: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.”

    Faltou ao Sr.Odair dizer que DEUS é fiel. E ele é fiél mesmo.

    Quando ele diz que as portas do inferno não prevalecerão sobre sua igreja, é melhor acreditar. Pois ele prometeu e irá cumprir.

    Quem fez de Lutero ou Calvino pessoas indispensáveis, na verdade não creu que DEUS é fiel.

    Quem toma Macedos, Valdemiros e outros como ídolos ou gurus, e, deixa de ouvir a esposa de Cristo, deveria lembrar-se das promessas do redentor do gênero humano a São Pedro.

    Tu és Pedro…

    Apascenta minhas ovelhas…

    A ti darei as chaves do céu…

    O que ligares na terra será ligado no céu…

    Confirma teus irmãos na fé…

    Passar bem Sr.Odair. Paz de Cristo e Salve Maria !

  • Lilian disse:

    A falta de amor e intolerância são características marcantes em grande parte dos protestantes.

    Faz-se a justa ressalva que boa parte dos protestantes realizam muitas boas obras e a própria Igreja nos ensina que não devemos culpar pela divisão aqueles que já nasceram em comunidades protestantes. Não façamos a eles o que eles fazem a nós.

    Sobre os líderes citados acima, podemos dizer que de certa forma não podemos nos queixar de suas críticas e até perseguição.

    Se odeiam a Igreja Católica, e isto é fato, também são intolerantes com seus próprios pares..

    Basta uma desavença, e, isto ocorre toda hora, já surge uma nova “igreja” sob a tutela de um novo super “teólogo” e “sábio”.

    Consenso entre protestantes ???

    Não vamos generalizar como eles fazem conosco. Existem pessoas sérias e responsáveis e que combatem esta gama de heresias que são vistas em larga escala por aí.

    Entretanto, no que diz respeito aos líderes acima citados, a concordância entre eles se dá em três temas:

    a)Todos chamam uns aos outros de hereges e todos são acusados pelos outros de heresias;

    b)Todos são ávidos por dízimos e dinheiro. E todos estão ricos. A teologia da prosperidade funciona de fato. Mas somente para os líderes;

    c)Uns odeiam os outros. A união entre eles se dá somente quando o negócio for atacar e difamar a Igreja Católica. Em especial, omitem as doutrinas que praticamos e as que não praticamos são atribuídas a nós.

    Está escrito sobre estes líderes: “Não entram no reino e não deixam que outros entrem.”

    E sobre os súditos: “…atrás de toda a sorte de novidades, ajustarão mestres para si.”

    Não por acaso disse Santo Agostinho: “Fora da Igreja Católica encontra-se certamente quem tenha honra. Encontra-se quem diga amém ou aleluia. Encontra-se quem defenda a trindade ou o evangelho. Fora da Igreja Católica tudo pode ser visto e encontrado. Menos salvação.”

    A paz de Nosso Senhor Jesus Cristo.

  • Concordo com muitos aqui. Mas…a Iracema é a típica protestante, ao questionar o catolicismo de forma superficial e sem juízo de valor.

  • Marcondes Fernandes Pessoa disse:

    Antes de se fazer qualquer comentario, é bom saber destinguir o que é Igreja cristã e o que não é. Vamos colocar nos comentários so assunto que diz respeito as Igrejas cristãs, quem não for participante de igreja cristã não tem argumento nenhum. SALVE MARIA A MÂE DE DEUS.

  • leandro disse:

    7 Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!
    há safadeza em todo lugar, não somente com evangélico. o problema é que há pessoas que em vez de aprender a palavra, ficam somente ocupados com a vida dos outros

  • amanda disse:

    o que importa a briga dos outros,JESUS ESTÁ VENDO TD,e todos serão julgados pelos seus atos,devemos nos preocupar mas com o q nós fazemos,e com a nossa salvação ao invés de ficar se importando com a briga alheia*_*

  • amanda disse:

    E para o marcondes fernandes pessoa,quem disse q DEUS tem mãe antes de maria existir DEUS já era DEUS,como ainda é o criador de td que há na terra e todo lugar,maria simplismente foi escolhida para dar a luz ao filho de DEUS,mais devemos todo nosso louvor e adoração a JESUS pois ele que sofreu e morreu na cruz pelos nossos pecados e ainda tem gente que prefere adorar a imagens sem vida,JESUS é o nosso salvador,nosso intercessor foi quem morreu por nós isso já é o bastante pra saber que JESUS É O NOSSO SENHOR!

  • Luiz Vieira disse:

    Esse bla,bla,bla é uma grande feira religiosa, doentes e fanáticos se trocando em nome da verdade de cada um. desculpa Dona Iracema mas eu espero que toda essa escoria religiosa vá literalmente para o inferno e sabe porque? Porque tudo que o Brasil não precisa no momento é desse comportamento doentio que nos levará inevitavelmente a uma guerra santa. Cuidem de suas vidas e deixem Deus em paz, ele mesmo não esta dando nenhum sinal de que esta por perto.
    Com toda essa briga cristã, roubos e assaltos cometidos pelas religiões em nome de Deus, será que tudo isso já não significa que Deus não acredita mais nessa humanidade? Deus é a única verdade e só é preciso ter ele dentro de si mesmo. Que se danem as religiões.

  • Ytallo Bezerra disse:

    JESUS ESCOLHEU 12 REPRESENTANTES DA PALAVRA ,
    NOSSOS REPRESENTANTES HOJE SÃO EXATOS ,MACEDO ,MALAFAIA ,R.R.SOARES,VALDOMRO
    FALTAM EXCLUSIVAMENTES 08 PARA COMPLETARMOS A MESA
    AS CONTENTAS FAZEM PARTE DO INTENDIMENTO DOS INTEGRANTES QUE CREEM NA PALAVRA A FÉ NO NOSSO SENHOR E APLAVRA É O QUE IMPORTA , SENDO ASSIM LEIAM A PALAVRA

  • Anderson disse:

    Comentário para o comentário de Ytallo Bezerra: Sem comentários.

    Quando alguém acredita realmente que Jesus escolheu para seus representantes Soares, Santiago, Malafaia e Macedo, não há nada mais que alguém possa fazer por esta pessoa.

  • Carlos Sousa disse:

    Esse ytallo bezerra deveria ler a bíblia, lê tabom. 2pedro cp2 inteiro. Também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras ficticias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e sua destruição não dorme. ….. Só para deixar bem claro sou evangélico cristão pentecostal. Ok

  • sergio de sousa disse:

    eles brigam entre si, pelo simplis fato, de nao perderem fatias do bolos para os adversario, e uma atividade comercial altamente lucrativa, e o markentig que usam e difamando uns aos outros. para tirarem credibilidade, de seus adverssarios.mas enquanto houver pessoas ignorantes que segeum lixos como waldomiro santiago silas mala sem alca.rr soares entre outros, ia me esquecendo do professor de todos estes hitler voces evangelicos tem que comer capim

  • Marcelo Eduardo oliveira disse:

    Quero expor minha opinião e logo sem seguida vou para o evangelho ….
    Realmente o números de igrejas protestantes vem aumentando vertinosamente, mas a pergunta é essa: qual a motivação de abrir uma igreja?
    Se o intuito é pregar o evangelho de cristo ….esta de acordo, pois a palavra de cristo foi essa ( ide pregai o evangelho a toda a criatura )… bom não importa se é dentro da igreja ou em um prostibulo, o importante aqui é anunciar o evangelho…. a igreja de hoje extrapolou com sua missão, e se enveredou para um caminho tortuoso, onde vemos uma verdadeira torre de Babel, onde ninguém se entende, e as coitadas das ovelhas perecem ,e são tida até como massa de manobra para eleger os pseudo Pastores ávidos por ganancia e poder.
    As pessoas religiosas fanáticas por religião, alimentam esse sistema de coisas, inclusive tentando negociar com DEUS, trocar e tudo mais, um sacrifício aqui outro ali, vão de vento em poupa enganando a si mesmo e por outro lado sendo enganados.
    A verdadeira igreja é invisível aos olhos humanos, somente os verdadeiros convertidos que amam a DEUS e a seu próximo fazem parte dela, agora com relação a essa igreja institucional vale lembrar que não será conhecida diante de DEUS, pois não é invisível , e a palavra me diz que o caminho é cristo, que a salvação esta nele.
    Não importa se vc possui uma igreja, o que importa para sua salvação e trazer os mandamento de DEUS nas tabuas de seu coração e pratica-los…. Jesus disse filho é aquele que faz a vontade daquele que e enviou ( JEOVA) YHVH.
    convido você religioso católico , protestante, budista , macumbeiro … a tirar a religião do coração entregar sua alma a cristo ,só assim poderemos ser um povo unido na mesma fé e na mesma disposição mental, caso contrário seremos humilhados por um sistema aonde o dinheiro, ganancia, ego, e poder estão presentes .
    Religião ópio do povo.

  • Léllison disse:

    Concordo com você Marcelo Eduardo Oliveira, muitos estão dentro de uma construção chamada igreja mas não são”igrejas” de Deus lá fora, apenas seguem um sistema religioso e participam de alguma coisa como se fosse um ritual, e Deus não está nem aí com isso, um péssimo exemplo.
    Quanto aos líderes aqui na minha cidade acontece isso sempre, frequento uma igreja que foi aberta em 1972, mas não é dessas igrejas que se intitulam uma porta do céu não, é uma igreja simples e recebemos gente de todo tipo, e estimulamos as pessoas e serem igreja de Deus lá fora, mas me assusta o que vejo aqui, igrejas que abrem por causa de uma discussão e”revelações”específicas, mas logo essa mesma já gera uma outra…, e outra…, tanto que teve igrejas que fecharam por falta de membros e condições de se manter.
    Agora quanto as brigas aí sobre os famosos já presenciei algumas até de perto, mas o R.R. e a Valnice atacarem alguém nunca vi não, inclusive o R.R. que é cunhado do Bp. Macedo já se pronunciou sobre isso na TV alegando que apenas seguiram caminhos diferentes mas que servem o único Deus, acredito pelo fato da IURD pegar pesado em prosperidade e R.R. apesar de ser da mesma linha neopentecostal ser mais moderado, já a Valnice durante alguns anos que assisti nunca vi ela criticar nenhum líder, mesmo em uma época que ela era duramente atacada por cauda de umas supostas revelações nos tempos do G12 que ela teria tido, agora os outros só falta sair tiro kkkkkkkk…..

  • O povo precisa se unir para exigir leis que prendam estes estelionatarios e ladroes percam suas igrejas e salvem as almas que se perdem a cada dia por pouca in formaçao e desespero.Ajude a mostrar os videos que foram colocados na internet a estas pessoas.Deus nos abençoe e mae Maria nos ajude nesta batalha contra o demonio Amem

  • luiz disse:

    Muito bom o resumo , sou protestante e realmente esses líderes causam muia polêmica no meio dito evangélico, entretanto falta ao texto um consideração importante sobre igrejas sérias protestantes históricas que são relevantes à sociedade e que fazem diferença na vida de milhares de brasileiros que entenderam que o evangelho é crer e pensar , sob a máxima de jonh stot f´[e que pensa , razão que crê… esses líderes são destoantes e não se constituem modelos de fé protestante sob o crivo da escritura sagrada.

  • luiz disse:

    vejo muita briga , mas temos muitas semelhanças so a diferença quanto a questões cerimoniais , doutrina da salvação , graça , sacerdórcio universal do crentes , penitências , intermediação dos santos , papado , marianismo ..entretanto concordamos quanto a trindade ,Jesus enquanto Logos de Deus , etc … podemos dialogar como religiões cristãs , mas soteriologicamente falando somos profundamente distantes .

  • José Ulisses de Souza disse:

    Não encontrei na Igreja Evangélica o Pastor Silas, Caio Fábio, Valdemiro, RR Soares ou Edir Macedo. Encontrei JESUS. Esse sim transformou minha vida. Quando católico, encontrei muita coisa, forte liturgia religiosa, muita organização, como também muita idolatria. De várias formas. Não olho pra Papas ou Pastores. Olho e procuro viver segundo a Palavra de Deus a BIBLIA. Tenho me dado muito bem.

  • Servo do Deus Altíssimo disse:

    Ola pessoal
    Vim relatar alguns erros do Catolicismo e do Evangelicalismo
    Mas uma grande diferenca entres esses 2 Sao esse:
    Os Católicos ñ requonhecem seus erros e tenta defende-los na maior cara de Pau,mesmo sabendo q estao errados ñ saem do erro mas continuam a praticar o erro
    Ja os Evangélicos reconhecem muitos erros,mas ñ fazem nada para melhorá-los,ou muito pouco para melhorá-los

  • Nara disse:

    Olhando e lendo tudo isso aqui,vou mencionar em pouquíssimas palavras:fui católica,criada no meio católico,tendo os sacramentos dela,e educada em colégio de irmãs. Realmente fui aprender a conhecer Deus e Jesus,na igreja evangélica.Porque isto :pq na minha infância herdei a religião de meus pais,onde só se ouvia falar em idolatrar Maria.Com o passar dos tempos ,vi que não era isso,e hoje idolatro só Jesus. Falo e repito várias x comigo: porque JESUS não me levou a idolatrar ELE a mais tempo em minha infância e mocidade !?

  • servo do Deus Altíssimo disse:

    Eu ñ entendo ainda que existe tantos católicos burros,pois a verdade são lhes apresentada e mesmo assim eles continuam no erro.
    Vou falar agora sobre infalibidade papal,espero que os católicos leem isso e sai dessa IGREJA PROSTITUTA:Em Salmos 146:3-4 diz:Não confieis em princípes nem em filhos de homens,em quem nao ha salvaçao.Sai lhes o espírito,e eles tornam-se em sua terra:naquele mesmo dia perecem os seus pensamento.
    Homem nenhum pode se dizer INFÁLIVEL.Se o papa é Sucessor de PEDRO porq ela ñ faz igual Pedro fez com Cornélio quando este o queria ADORAR,VENERAR,com esta escrito em ATOS 10:25-26:E aconteceu que,entrando Pedro,saiu Cornélio a recebe-lo,e,prostando-se a seus pés,o adorou.
    Mas Pedro o levantou,dizendo:levanta-te,que eu tambem sou homem

  • servo do Deus Altíssimo disse:

    Pedro ñ aceitou que homem algum o adorasse ou venerase,
    Em Apocalipse o Apóstolo Joao disse que se lançou nos pés de um anjo para o adorar(Ou venerar,como os catolicos gostam de dizer,como desculpa pra ñ dizer q adoram os santo,anjos,Papa…)e este o repreendeu dizendo:Olha não faças tal;sou teu conservo,e de teus irmaos,que tem o testemunho de Jesus,adora a Deus.(APO 19:10)
    Agora o Papa,um homem pecador se diz infalivel,sendo q ate os proprios anjos ñ aceitam ser chamados assim
    MEU DEUS QUANTA HERESIA

  • servo do Deus Altíssimo disse:

    Em outra parte da bíblia q ñ me lembro agora disse que DEUS ñ confia nem nem nos seus ANJOS,que encontra loucuras nele quanto mais num homem
    Saim dessa heresia pessoal,pois se vcs permanecerem no catolicismo irão pro inferno vem pra CONGREGAÇAO CRISTA NO BRASIL

  • servo do Deus Altíssimo disse:

    Ñ vou falar mais,pois ja falei o suficiente
    pois se alguem confia Em homens e quer permanecer numa igreja Cheia de Heresia e problema seu,mas Deus esta de braços abertos esperando q vcs aceitem o verdadeiro evangelho
    Deus vos Abençoe e tenha misericordia de suas almas

  • Que triste, essas discussões lembrem que está
    Escrito que Jesus vai escolher para o seu reino
    Aqueles vestir o que está nu, o que visitá o preso,
    O enfermo, o que amar o próximo como a si mesmo, e todos devemos praticar tais feito com amor, porque sem amor de nada adianta,,
    Então meus irmãos prestem atenção a palavra
    Não diz que Jesus vai escolher católico ou protestante não.

  • Que triste, essas discussões lembrem que está
    Escrito que Jesus vai escolher para o seu reino
    Aqueles vestir o que está nu, o que visitá o preso,
    O enfermo, o que amar o próximo como a si mesmo, e todos devemos praticar tais feito com amor, porque sem amor de nada adianta,,
    Então meus irmãos prestem atenção a palavra
    Não diz que Jesus vai escolher católico ou protestante não.ok

  • joel disse:

    Tudo o que ligares na terra sera ligado também no céu. Palavras do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. E viva a igreja católica.

  • Claudio disse:

    Em primeiro lugar quero fazer um comentário para a Nara
    Nara você foi como alguns católicos a inda o hoje são fez tudo sem entender nada,
    se você tivesse entendido alguma coisa, o sacramento do crisma que quer dizer confirmação já ti da o direito de ficar na fé a onde seus Pais escolheram ou seguir outra.
    Outra situação se seus Pais te ensinaram a idolatrar Maria te ensinaram errado, no Crisma você poderia ter percebido este erro onde é explicado isto e muito mais outras situações
    nos veneramos Nossa Senhora, não adoramos e para completar você nunca foi católica.
    Agora vamos ao Servo do Deus Altíssimo Você é daqueles que sabem tudo fala de situações que não viveu e o pior de tudo já toma o lugar de Deus e sabe de ante mão quem vai para o céu e o inferno e com você não vou nem gastar meu tempo porque se esconde atrás de pseudônimos e por ultimo quero falar umas palavras a Roseane, em seu comentário de quem pode ou não se salvar além deste trecho que você mencionou existe outros, mas a salvação só a Deus pertence e por ultimo Roseane na sua vida todas as vezes que aparecem situações onde precise se posicionar sobre assuntos você deixa de ter opinião para não discutir, tem horas que com respeito e educação devemos defender aquilo que cremos. Que todos tenham um 2016 com saúde e paz e nos esforcemos para dar o testemunho verdadeiro de Jesus. Falar sobre Jesus é fácil mas viver como ele viveu que é difícil, tenhamos isso sempre em mente fazer sempre o que o mestre nos ensinou.

  • Luiza disse:

    Lamentável e para todos. Basta uma coisa: Jesus:-):) usem a palavra do Senhor, não para disputar quem vai vencer o discurso e sim com o propósito de Jesus:-):). Conhecereis a verdade e ela vos libertará. Eu amo Jesus:-):).

  • osvaldo luiz disse:

    É curioso os católicos afirmarem que Pedro foi o primeiro papa. O apóstolo Pedro escreveu
    duas cartas e em nenhum lugar ele afirma ser uma autoridade superior aos demais. Na primeira carta, cap. 5, vers. 1 o apóstolo diz que é um presbítero (líder de uma igreja local).

  • Renata disse:

    Irmãos.. Deus n é religião.. N fiquem se martirizando. Pois Deus só existe um que se chama Jeová.. Q é misericordioso.. Amoroso..infinita bondade..e que provou q nos ama entregando seu filho amado (Jesus Cristo) para …pagar todos os nosso pecados ….então só temos q agradecer..amar uns aos outros como ele nos pede..em seu segundo maior mandamento… E ser temente a Deus sempre…deixar ele nos guiar assim como nossos filhos nos pede auxílio em tudo quando são criança.. Vms ser como uma criança pra Deus assim ele como nosso pai saberá o melhor caminho para tds nós!! Q a paz de Deus reina em tds os corações!!!

  • Adriano S P disse:

    Senhora e Senhores, onde está a unidade da fé cristã? Onde está a crença em Nosso Senhor Jesus Cristo e em Deus? Acredito que é isso o que importa, cristão deveriam ter mais unidade e aceitarem uns aos outros, cristãos não deveria perder tempo com mazelas que não ajudam em nada, cristãos deveriam se dedicar a ter mais Igrejas Cristãs, não deveriam se ater em criar denominações pentecostais, Deus é amor, Adventista, Batista, Metodista, Santos dos Últimos Dias, Jeová etc. Afinal não são todos Cristãos? Ou algumas denominação dessas serve ao anjo do mal? Aqui na Terra somos um simples instrumento de Deus, e para fazer a sua vontade basta crer nele. Os cristão se subdividem infelizmente em denominações religiosas para justificar seus EGOS, ora Jesus não tinha ego nem preconceito, esteve em meio aos leprosos, as meretrizes, aos coxos, e até junto daquele que o traíram na cruz e mesmo assim pediu a Deus para que OS PERDOASSEM. Digo isso porque essas denominações influenciam as pessoas de uma forma tentam nos influenciar com temas como: você tem que aceitar a Jesus, ora como cristão eu já aceito, não preciso aceitar de novo: o batismo de crianças não pode ser possível pois crianças não sabem o que fazem, meu Deus se a criança é batizada quando bebê é porque desde o nascimento ela já faz parte de uma comunidade tal qual Jesus participou e foi batizado ainda bebê, fato esse negado por protestantes. Também a questão do Jugo Desigual: ora se somos cristãos onde está escrito na Bíblia que cristãos de denominações diferentes não devem se casar? Alguém pode me responder isso? Pois se eu gosto de uma mulher de uma denominação religiosa diferente da minha mesmo sendo cristã não posso casar com ela, onde está coerência do jugo Desigual? Por fim volto a dizer que cristão é cristão e ao invés de falar mal da Igreja Católica ou os Protestantes ficarem se digladiando entre suas denominações deveriam encontrar um jeito de encontrar a unidade da fé cristã, acho que está aí a receita para a paz no mundo.

  • Valderson "CRENTE" disse:

    Filhos. Muitos vao me criticar pois falo a verdade, mais a igreja nao e onde os “crentes” que nem vocês dizem vão. Mas a igreja é um conjunto de pessoas nao o templo, e vocês povo da igreja católica como é que pode dizer que vão para o céu que adora imagens isso está nos Dez Mandamentos meu povo isso é bíblico nao pode. so existe um digno de gloria horra e louvor olha da próxima vez que vocês falarem dos crentes olhem se não tem nada de errado com vocês. Tenham base bíblica pra falar dos crentes se nao as pessoas não vão se convencer do que vocês falam!
    Nos crentes pregamos o evangelho. Voces a perdição. Nos somos sal da terra e luz do mundo. (MT 5.13-16)

  • Luiz Guimarães disse:

    Farei aqui uma revelação : A maioria dessas igrejas, vão sumir, pois inúmeros pastores, se aproveitam da fragilidade e da fé dos fieis, induzindo os mesmos a lugar nenhum. Temos o velho testamento, e a vinda de Jesus, que veio para salvar o homem. Foi muito claro em suas parábolas, mas o homem, tenta interpretar suas palavras, de acordo com a igreja que criou. Nada será ocultado e tudo será revelado no momento adequado. Falsos profetas. Uma pena que tenham tantos fiéis , frágeis, oprimidos e que tem apenas Deus para se apegar, e esses crápulas, ficam milionários as custas dos mais humildes. Vão queimar no inferno. Irmãos abram seus olhos. A quanto tempo vão em suas igrejas e o que mudou na sua vida , se não fosse seu próprio esforço ?

  • Elisângela Moura de Melo disse:

    Com todo o respeito, sou evangélica, e sei que existem problemas nas igrejas, até por que elas são formadas por pessoas e somos imperfeitos. Ñ concordo c/ às igrejas que são formadas por Pastores que se auto unge pastores por desavenças, que em muitos casos fica evidente a falta de subordinação a instituição. Mas gostaria de ponderar que em igrejas católicas também tem problemas, como citei acima as igrejas são formadas por pessoas, e ñ somos perfeitos. Digo isso pois na fala final onde diz que enquanto isso às igrejas católicas continuam na unicidade, dá a entender que a igreja católica é a única que segue fiel aos mandamentos bíblicos. Existem muitas Igrejas e Pastores sérios que foram enviados por Deus, p/ pregar o Evangelho de Cristo. Assim como nas Igrejas Católicas também existem os seus líderes enviados por Deus. Temos que falar às pessoas o que Jesus fez por nós, Ele entregou a sua vida por nós e ñ criar mais divisões entre as pessoas, pois afirmamos que somos cristãos e Cristo é um só.

  • Adaylton S. Az disse:

    O único fato incontestável dentro dessa confusão sem precedentes é que nenhuma, absolutamente nenhuma dessas organizações religiosas foi criada por Deus. Nenhuma delas está nas escrituras, aliás, até estão, nos versos relativos à divisão, afinal, a igreja de Deus foi edificada sob o princípio do um só corpo e a doutrina, é a doutrina dos apóstolos, também chamada de sã doutrina. Só congrega e defende essas agremiações e seus líderes, quem, além de ñ conhecer as escrituras da maneira correta, também ñ dá à ela, o devido crédito. Jesus sim, denominações, nunca.
    Algumas ref.: Atos 20. 29 e 30/ Romanos 16. 17/1ª Coríntios 3. 1 – 7…

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 14 =