Ancoradouro

"Fui estuprada e terei a criança". Conheça a história de Irmã Lucy Veturse,a freira que foi violentada

1428 29

Uma história comovente. Irmã Lucy Veturse, da Bósnia, foi estuprada e optou em não usar a violência contra o feto gerado no ato indesejado. Acompanhe o testemunho da freira que foi publicado na Revista Pergunte e Responderemos.

Confira a carta da religiosa

Reverendíssima Madre Geral,

Eu sou Lucy Veturse, uma das Junioristas que foram violentadas pelos milicianos sérvios … acontecimento que atingiu a mim e às duas Irmãs Religiosas: Tatiana e Sendria.

Seja-me permitido não descer a certos particulares do fato. Há experiências tão tristes na vida que não podem ser comunicadas para ninguém a não ser àquele Bom Pastor a quem me consagrei no ano passado com os três votos religiosos.

freiraO meu drama não é a humilhação padecida, como mulher, nem a ofensa insanável feita à minha escolha existencial e vocacional, mas é sobretudo a dificuldade de inscrever na minha fé um acontecimento que certamente faz parte do insondável e misterioso plano dAquele que eu continuarei a considerar sempre o meu Divino Esposo.

Tinha lido, poucos dias antes, o ´Diálogo das Carmelitas´ de Bernanos e me tinha sido espontâneo pedir ao Senhor poder eu mesmo morrer mártir. Ele me tomou na palavra,…mas de que jeito! Encontro-me atualmente numa angustiante noite escura do espírito. Ele destruiu o projeto de vida que eu considerava definitivo para mim. De improviso me inseriu em um novo desígnio que neste momento é , para mim, ainda a ser descoberto.

[…]

Escrevo, Madre, não para receber da senhora conforto, mas para que me auxilie a agradecer a Deus por me ter associado a milhares de minhas compatrícias ofendidas na honra e forçadas à maternidade indesejada. Minha humilhação junta-se à delas e, pois que não tenho outra coisa para oferecer para a expiação dos pecados cometidos pelos anônimos violentadores e para uma pacificação entre as duas opostas etnias, aceito a desonra padecida e a entrego à misericórdia de Deus.

Agora eu sou uma entre elas, uma das tantas anônimas mulheres do meu povo com o corpo destruído e a alma devastada. Nosso Senhor me admitiu a participar de seu mistério de vergonha; mais ainda a mim, Religiosa e freira, concedeu o privilégio de compreender até o fundo a força diabólica do mal.

Sei que, de agora em diante, as palavras de encorajamento e de consolação que conseguir extrair do meu pobre coração, serão com certeza aceitas, porque a minha história é a história delas e a minha resignação, sustentada pela fé, poderá servir, se não de exemplo, pelo menos de referencial para as suas reações morais e afetivas.

[…]

Lembro que, quando freqüentava em Roma a Universidade ´Auxilium´ para a formatura em Letras, uma idosa docente de Literatura Eslava citava os seguintes versos do poeta Alexei Mislovich: ´Tu não deves morrer, porque tu escolheste ficar do lado da vida´. Na noite em que fui dilacerada pelos sérvios, por horas seguidas continuava a repetir para mim mesma aquelas palavras que me pareciam como um bálsamo para a alma, mesmo no momento em que o desespero parecia aflorar para me apanhar. Agora tudo passou e, se me volto para trás, tenho a impressão de ter tido um terrível sonho feio.

Tudo passou, mas, Madre, tudo está para começar. No seu telefonema, depois de suasconvento-de-la-luz-brozas_big palavras de conforto, de que ficarei agradecida por toda a minha vida, a senhora me colocou uma clara pergunta: ´Que farás da vida que te foi jogada no seio? ´. Percebi que sua voz tremia ao me colocar esta interrogação, à qual achei pouco oportuno responder logo, não porque não tivesse já refletido sobre a escolha, a decisão a ser tomada, mas para não atrapalhar as eventuais propostas e projetos seus a meu respeito.

Eu já decidi. Se for mãe, o menino será meu e de ninguém mais. Sei que poderia confiá-lo a outras pessoas, mas ele tem direito, mesmo não sendo esperado por mim, nem pedido, ao meu amor de mãe.

Não se pode arrancar uma planta de suas raízes. O grão caído no chão precisa de crescer lá onde o misterioso semeador, mesmo sendo iníquo, o jogou. Realizarei minha vocação religiosa, mas de outra maneira. Não peço nada à minha Congregação, que já me deu tudo. Fico agradecida pela solidariedade fraternal das coirmãs, que nestes dias me encheram de atenções e amabilidades, em particular por não me ter incomodado com perguntas indiscretas. Irei embora com meu filho, se Deus quiser. Não sei ainda aonde, mas Deus, que interrompeu improvisamente minha maior alegria, me orientará e indicará o caminho a percorrer para cumprir sua vontade.

Voltarei a ser uma moça pobre, retomarei meu velho avental, meus tamancos, que as mulheres usam nos dias de semana, e irei com minha mãe a recolher a resina da casca dos pinheiros dos nossos vastos bosques.

Deve mesmo haver alguém que comece a quebrar a corrente de ódio que deturpa, há tanto tempo, os nossos países. Ao filho que vier (se Deus quer que venha) ensinarei mesmo somente o AMOR. Ele, nascido pela violência, testemunhará, perto de mim, que a única grandeza que honra a pessoa humana, é aquela do PERDÃO.

Participe da Marcha Pela Vida

marcha pela vida 200

Recomendado para você

29 Comentários

  • Luis disse:

    Diante de um testemunho desses só consigo chorar e rezar para que Deus dê o devido discernimento e ampare esta filha e a sua criança.

    Nossa Senhora seja seu auxílio.

  • Rita de Cássia Nunes Lima disse:

    Muito lindo este testemunho de resignação à vontade de Deus… uma jovem mulher com espírito de santidade. Minha eterna admiração e respeito.

  • Idailton moreira de souza disse:

    Uma experiencia muito forte,nesta extrema dor tem um sentido de Deus ,que o senhor alcança seu coracao é abraça a cruz é este testemunho que forte

  • CERTAS SITUAÇÕES DECORRENTES DE SERES QUE DESCONHECEM A DEUS, NADA MAIS NOS RESTA A NÃO SER IMPLORAR A JESUS CRISTO QUE RESGATE ESSAS OVELHAS PERDIDAS E OS AJUDE A SAIR DESSA VIDA DE CEGUEIRA E PECADOS. POIS A NÓS QUE O CONHECEMOS, CREMOS QUE O SEU AMOR É MAIOR QUE OS PECADOS QUE PERMEIAM AS ALMAS FRACAS E DESGUARNECIDAS DE SUA PRESENÇA SALVÍFICA. ESSA CRIANÇA SERÁ A LUZ QUE EXTERMINARÁ A ESCURIDÃO QUE MANCHA A ALMA DESSA DOCE CRIATURA QUE É A IRMÃ LUCY VETURSEA.

  • Orlando Daniel disse:

    É ORAR!!!
    ISSO SÓ DA PARA CHORAR..

  • Manoel disse:

    Que testemunho lindo, de uma santa que foi maculada, que decisão diante da vida… Deveriam servir exemplos, para as mulheres, para os governos e para pessoas que não dão valor a vida. Que frase linda: “Fui estuprada e terei a criança”… Vinda de uma consagrada, optando pelo Amor e o Perdão. Dom de Deus, que abençoe a sua vida e da criança. Amém!

  • luzineide disse:

    DEUS SEJA LOUVADO SEMPRE!!!!
    VIVER EM SANTIDADE E VERDADE.
    SER FIEL MESMO NA DOR.
    JESUS E MARIA É NOSSO MAIOR BEM E CONFORTO.A VIDA É O AMOR MAIOR…SÓ DEUS PODE TIRA LÁ. GUARDADREI PARA SEMPRE ESTA HISTORIA EM MEU CORACAO.OBRIGADA IRMÃ PELO SEU TESTEMUNHO DE FÉ.

  • rita disse:

    Deus talvez fez isso para ver ate que ponto ia a vocacao da irma, por isso vai ajuda la dando o melhor conselho para a sua vida e fazer com que eduque a crianca da melhor maneira dentro da sua religiao. Deus nao vai abandona la. So tenho a respeita la como merece .

  • ana lucia Bernardo Vieira disse:

    Com profundo respeito,também caminho para uma vida de consagração e tenho a plena certeza que no caso dessa irmã o senhor indicará o melhor caminho,já que ela com sua liberdade opitou pela obediência aos desígnios do senhor!

  • anteria disse:

    Fico feliz em saber que o mundo com tanta violência existe pessoas com o coração tão cheio de amor

  • Manuel Felício disse:

    A emoção é enorme perante a tamanha fé da Freira. Posso tirar as seguintes ilações: Uma mulher violada, está ofendida na sua dignidade e diz a irmã ter um corpo destruído e a alma devastada. São palavras fortes que descreve como que a ponta do iceberg de quão ´´e profunda a dor de uma mulher violada, dor esta que radica no facto em si da violação e não pelo facto da concepçao. por isso envergonha-me ouvir aqui e acolá pessoas em defesa do aborto, em nome da protecçao da mulher violada……

  • Maura Lúcia Bueno Ramires disse:

    linda !!!!! Que bela e preciosa decisão …..

  • Wemerson Rocha Ferreira disse:

    Quanta grandeza de espírito em tamanha fragilidade… A santidade brota até na dor! O que importa ao final é o Amor de Deus! Sou grato aa irmã Lucy por tanto amor e pela lição! Deus a abençoe!

  • Sâmia disse:

    Show de bola…Ainda acredito em pessoas como ela!É um ser imitável!

  • Maria Belizia C.dos Santos disse:

    Simplesmente me desabei em lagrimas!
    Sinceramente não consigo entender os desígnios de DEUS!!!
    Eu só tenho a certeza que “Deus sabe. O que faz”
    Amém!!?

  • Sandra Elena de Sousa madeira disse:

    Diante de tudo isso está mulher foi escolhida para confundir os sábios. O amor a Deus e maior do que a vida dela.. A renúncia para fazer a vontade de Deus é tão grande que prova que a vida é de fato mais importante do que a sua própria. Rezarei por você.

  • cesar Almeida disse:

    Nossa ficou muito feliz por esta jovem ter decidido por ter essa criança .peço a Deus e a Nossa senhora q a proteja sempre e a faça uma mãe generosa ao tratar desta criança que chegar ao mundo de uma forma tão brutal.Deus à abençoe.

  • Soraia disse:

    Deus a abençoe pela bravura e pela doçura. Nossa Senhora a ampare sempre!

  • Maria Geralda disse:

    Esta estória se resume numa frase:
    O Amor colocado em prática!
    Estou emocionada!
    Senhor nós confiamos em Vós!

  • Danilo Nogueira disse:

    Deus a ampare! Nossa Senhora de Guadalupe (hoje é o dia dEla), São José, todas as freiras santas e os Anjos da Guarda (dela, de sua mãe e do filho) intercedam por todos!

    Amém.

  • daniel serpa disse:

    Acima de tudo, exemplo de respeito à vida!

    Atitude altamente plausível,apesar de ser extremamente difícil!

  • Maristela disse:

    Diante de um testemunho tão poderoso, penso que Deus cada vez mais se mostra Soberano sobre nossos planos de vida.

  • Ana Cristina disse:

    Um espírito admirável e verdadeiro testemunho de fé em Deus e na vida. Seu exemplo reduz nossas dificuldades a pó. Bênçãos à sua vida e da criança que está a caminho.

  • Dr. Sem Noção disse:

    Muito bonito, espírito elevadíssimo…mas não julguem a mulher que tomar uma decisão diferente. Cada um tem uma história, uma força, uma forma de lidar com os problemas. Que façamos nossas escolhas, livremente, mas que compreendam também os limites de quem optou por um caminho diferente.

  • Felipe Nascimento disse:

    Meu Pai , Isto e verdade ! não tem como uma irmã , ter uma filho (a) dentro do convento.. mais meu pai , abençoe esta Freira , que ela tenha a vida eterna quando chegar sua hora ! pois viveu oque tinha prometido ao senhor …

  • Annelise disse:

    Absurdo certas pessoas acharem que estupro é coisa de Deus. Por que vcs condenam as mulheres mas não condenam o estuprador? Que Deus é esse? Se estupro é coisa de Deus então o estuprador é um instrumento de Deus para gerar a nova vida??? Não dá para entender esse raciocínio de vocês

  • Mariane disse:

    Coitada dela, não há Deus nenhum.

  • Roberta Brito disse:

    Concordo com Annelise! Deus não mandou nada pra ela. Foi vítima de estupro! Vítima de um crime! Crimeeee!!!! O mais agravante é por ser uma serva de Deus.
    Pergunto a vocês.. …
    Vocês aceitariam uma criança nascida do estuprador de suas filhas? Irmãs?

  • Renato dos Santos disse:

    Uma situação desta natureza não tem nada de poesia! Contudo, penso que ela entendeu a essência do Evangelho de Jesus: O PERDÃO, que, sob minha ótica, é a parte mais difícil na vida de quem quer seguir o Mestre. Perdão é a consequência natural do AMOR. Só perdoa quem ama. Que lição de vida! Há quem não consegue ter esta leveza espiritual para decidir pela vida. Não nos cabe julgar. Cabe-nos acolher e amar…

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 1 =