Ancoradouro

Após retirada de Faixas partidárias, participantes do 14º Intereclasial de Bases vaiam arcebispo

4421 14

O 14º Intereclesial de Bases, congresso que reúne representação das Comunidades Eclesiais de Base- Ceb’s de todo o Brasil, acontece nesse ano em Londrina, PR, desde segunda-feira. O posicionamento partidário do encontro em alguns momentos repercutiu nas redes sociais de tal forma que o arcebispo de Londrina, Dom Geremias Steinmetz precisou intervir.

Encontro acontece em Londrina.

O arcebispo tomou a palavra frente aos três mil delegados, parabenizou a realização do encontro e disse que faria um pedia “que parecia sensato”. “Eu preciso fazer uma correção no andamento [do encontro]. Nós vivenciamos na quarta-feira pela manhã um momento bonito em defesa da democracia e defesa da justiça”. Dom Geremias se referia ao minuto de silêncio que foi pedido após a conferência de Frei Betto para se colocarem em sintonia com o julgamento do ex-presidente Lula que acontecia naquele mesmo dia, no TRF 4,  em Porto Alegre.

Dom Geremias.

Dom Geremias prosseguiu afirmando que o “14º Intereclesial de Bases estava sofrendo muitos ataques de todo o Brasil”. A causa, segundo o arcebispo anfitrião do encontro: “alguma faixas que estão aqui, mas precisamente faixas que citam o Partido dos Trabalhadores. Nós somos as Ceb´s e nós não temos partido, nós somos Igreja”. Em seguida, foi feito o pedido. “Pedimos, por favor, a retirada dessas faixas que citam o Partido dos Trabalhadores que sejam retiradas para o bem do 14º Intereclesial“. Após o pedido uma sonora vaia de desaprovação dos delegados das Ceb’s ressoou no ginásio contra o arcebispo dom Geremias.

Cartazes que foram retirados 

Recomendado para você

14 Comentários

  • Dom Sérgio Colombo. disse:

    Manifesto meu apoio a Dom Jeremias, Arcebispo de Londrina.

  • Maria Ivanet klaus disse:

    Parabéns a Dom Geremias, nós somos Igreja , e nosso único partido é Jesus Cristo, esse sim tem que ser anunciado, e levado a cada coração.

  • Isac disse:

    QUER DIZER ENTÃO QUE SE NÃO HOUVESSE REPUDIO DOS CATÓLICOS INVESTINDO-SE CONTRA AS ESQUERDAS “CATÓLICAS” DAS CEBs, TUDO FICARIA COMO ESTAVA MONTADO, NÃO É DOM GEREMIAS?
    Ajuntando aí em Londrina tantos agentes marxistas, como do comunista frei Betto, do qual foi assistente, a presença do MSTista Marcelo Barros e de mais renomados afinados apenas às esquerdas, o sr bispo não sabia tratar-se planos e projetos da agenda esquerdista? Nesse *video, os devidos esclarecimentos.
    Desde quando as CEBs foram católicas, pelos pronunciamentos de varios deles foram bem ostensivos que detestam a Igreja tradicional mas aprovam o progressismo, a depravação e perversidades do lulopetismo, equivalente ao relativismo?
    Mesmo o pontificado do papa Francisco que sempre apoia, não só os movimentos sociais(milicianos comunistas), assim como as CEBs, embora gestadoras de vermelhos; por sinal, sabemos que o PT foi gerado nas CEBs!
    O video a que refiro comprova as CEBs serem esquerdistas, bastando ver os componentes delas, quais os valores defendidos e os maus elementos que incensavam, a começar do Lula, o bandido preferido delas, Dilma e outros revolucionarios marxistas, abortistas oficiais, todos material-ateístas e que possuem arraigado odio pela Igreja católica, mas adeptos da facção esquerdista TL e dos infiltrados dentro do Vaticano apoiadores de tudo quanto sejam mazelas, como contracepção, lobby gay, assim como trastes estilo Mujica, ditador sanguinario Maduro, D Vincenzo Paglia, Pe James Martin, Pe Abascal, Pe Ricca, D Luigi Capozzi…
    Dessa forma, os representantes que compareceram a esse evento eram todos renomados comunistas, atuantes em diversos setores conspiradores contra a Igreja católica de sempre, portanto, muito suspeitos, evidentemente com as bênçãos do atual Vaticano.
    Confiram o que disse D Athanasius Schneider – por detrás, apoiados por 2 arcebispos de sua diocese de Astana, Casaquistão:
    ** … “O Papa não é o “dono” das verdades católicas … Os que têm medo de enfraquecer a unidade da Igreja criticando os ensinamentos do Papa Francisco devem lembrar que o Papa é servo da Igreja, disse D Schneider. “Ele é o primeiro que tem que obedecer de forma exemplar a todas as verdades do Mistério imutável e constante, porque ele é apenas um administrador e não um dono das verdades católicas”…
    … O Papa deve “se ligar constantemente e Igreja a obediência à palavra de Deus “, acrescentou.
    D Schneider disse também que quando um papa tolera erros e abusos generalizados, os bispos não devem se comportar como os “funcionários servos” do papa”, finalizou.
    *https://fratresinunum.com/2018/01/26/o-apoio-dos-bispos-a-jararaca-o-pt-se-refugia-na-cnbb
    **Dorothy Cummings McLean. NEWSCATHOLIC CHURCH Ter Set 19, 2017 – 10:51 am.

  • Maria Canedo disse:

    Parabéns Dom Geremias. Evento religioso não pode ser palanque partidário.

  • Maria Canedo disse:

    Parabéns Dom Gsremias.Evento religioso não é palanque político partidário.

  • Mas Oama disse:

    O Arcebispo foi vaiado por um bando de comunistas safados, que não são cristãos e desejam defender esses marginais que assaltaram o Brasil, ateus bandidos e agentes do capeta. O nosso apoio total ao Arcebispo Dom Geremias!

  • Julio disse:

    Padre comunista não existe. Ou é padre, ou é comunista.

    Uma vergonha esse sacerdote ser alçado ao episcopado. Talvez porque Francisco seja tão amigo de ditadores esquerdistas tenha escolhido alguém tão próximo dos movimentos vermelhos.

    Por essas e outras razões, a Igreja Católica agoniza.

  • Ombombo disse:

    O Sr Arcebispo de Londrina, temendo o clamor dos católicos, mandou retirar as faixas petistas. A meu ver, um católico não deve temer a justiça dos homens e sim a Justiça de Deus. A reunião eclesial de Londrina assumiu claramente o partido dos homens baderneiros esquecendo-se dos princípios Cristãos. A pilhagem, o roubo, o quebra-quebra, o enriquecimento desonesto, a ganância pelo poder, enfim, a desonestidade nunca será um atributo de um verdadeiro Cristão.

  • GUILHERME MARIO SAEDT disse:

    Uma atitude sensata tomada pelo arcebispo, porém vejo que a Igreja retrocede e muito com as certidões CEBs vez que que a liderança desse movimento é muito fanático revolucionário parece os fariseus da época de Jesus, a Igreja se preocupar, está a favor dos excluídos, dos pobres e menos favorecidos mas creio que esse não seja a melhor maneira em ajuda_los, radicalismo não nos leva a nada muito menos pro céu.

  • Laércio Valverde Bento disse:

    No segundo volume de seu livro sobre a vida de Jesus, lançado oficialmente nesta quinta-feira, o papa Bento XVI afirma que o Cristo não era um “revolucionário”.

    Em Jesus de Nazaré, da Entrada em Jerusalém até a Ressurreição, o sumo pontífice diz que Jesus “não vem (ao mundo) como um destruidor. Ele não vem empunhando a espada de um revolucionário”. Em vez disso, Jesus vem “com o dom da cura”, para revelar “o poder do amor”.

    Bento XVI afirma que, na época em que Jesus viveu, não havia separação entre política e religião, e que teria sido o próprio Jesus que estabeleceu a distância entre as duas coisas.

    “Naquela época as dimensões política e a religiosa eram absolutamente inseparáveis”, disse Bento XVI. “Jesus, com sua mensagem e modo de agir, inaugurou um reino não político do Messias e começou a separar uma coisa da outra.”

    ciencia.estadao.com.b

  • Andreia Fonseca disse:

    “Não temos partido”. Imagina se tivesse então? Com a presença de Frei Beto que amigo no Lula e defende publicamente, com a presença maciça de representantes do PT e grupos de esquerda e com discurso em defesa e ampliação de ações esquerdistas., ainda afirma que a Igreja não tem partido? A Igreja se perdeu em meio a essa política suja, me desculpem, mas é a verdade.

  • Sonia disse:

    Lamentável que a igreja católica tome rumos tão ruins defendendo membros da esquerda. Sou católica e acredito que tem muitos anticristos infiltrados no meio. Ontem participando da Via Sacra seguindo o livro da campanha da Fraternidade senti nos comentários em cada estação lido pelo leitor que a CNBB apóia o comunismo descaradamente. Portanto não darei mais a contribuição que pedem no final da campanha da Fraternidade. Fraternidade vou fazer diretamente a quem precisa e não favorecer movimentos apoiados pela CNBB.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + quatro =