Ancoradouro

Diocese esclarece “banho em padre” diante do Santíssimo Sacramento exposto

9796 3

Imagem que circula na internet desde esta sexta-feira, dia 6, mostra um jovem despejando balde de água em um padre diante do Santíssimo Sacramento exposto. O vídeo repercutiu bastante e despertou muitas críticas.  O episódio foi esclarecido pela Diocese de Iguatu.

Nota esclarece o ocorrido.

Acompanhe a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO sobre o ocorrido no III Reviver do EJC

O III Reviver do EJC, da Diocese de Iguatu, reuniu, cerca de 700 jovens sob o tema ‘Se não for para ir para o céu, não vale a pena viver! ’, e foi cercado de vários e importantes momentos que se traduziram em uma rica experiência da juventude católica.

Podemos afirmar que o III Reviver do EJC foi considerado um evento que superou todas as expectativas do Clero, deixando-nos felizes pelos resultados apresentados. Foi um dia extraordinário quando os jovens cantaram, rezaram, meditaram e produziram excelentes reflexões. A Santa Missa, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Edson de Castro Homem, foi concelebrada pelos padres ligados ao Movimento, com a liturgia dominical bem participada.

Um fato destoou ao final da Adoração, pois, ainda com o Santíssimo Sacramento exposto, foi dado ‘um banho de água’ no padre, vindo da Arquidiocese de Brasília. Protegeu a cabeça com um boné, após o ocorrido. As imagens foram repassadas e criticadas, como era de se esperar, devido à presença da Santíssima Eucaristia. Dom Edson conversou com o referido padre para se certificar dos fatos. O sacerdote aceitou com humildade a reprovação do Bispo. Afirmou não ter tido a intenção de profanar a Sagrada Eucaristia.

Tudo indica que a empolgação juvenil e a expressão de contentamento, próprias dos jovens, no final de um encontro cheio de emoções, não permitiram que eles ponderassem que o momento era inadequado para brincadeiras.

O fato, porém, motiva que se faça com os jovens do EJC e aqueles de outras expressões juvenis a necessária catequese eucarística.

 

Pela Assessoria de Imprensa da Diocese de Iguatu, Ceará

Luís Sucupira

Recomendado para você

3 Comentários

  • Luiz disse:

    SOBRE O ATUAL COLAPSO DA FÉ

    “Estou convencido de que a responsabilidade primária de todo esse colapso na Fé deve ser assumida pelos sacerdotes. Em seminários e universidades católicas, não raramente, ensinamos pouca ou nenhuma doutrina. Ensinamos o que mais gostamos! O Catecismo para crianças foi abandonado. A Confissão desprezada. Além disso, não há mais padres nos confessionários! Somos, portanto, parcialmente responsáveis por tal colapso. Nos anos 70 e 80, em particular, cada padre fazia o que bem queria dentro da Missa. Não havia duas Missas que se assemelhassem; por consequência, isso foi o que dissuadiu tantos fiéis de estarem ali. O Papa Bento XVI apontou que a crise na Liturgia desencadeou a crise da Igreja. Lex orandi, lex credendi: nós rezamos como cremos. Se não temos mais Fé, a Liturgia é reduzido a um espetáculo, um show, um folclore e os fiéis afastam-se. Nós provavelmente somos culpados por tamanha negligência. Sempre tem graves consequências a dessacralização da Liturgia. Queremos humanizar a Missa, torna-la compreensível, mas ela permanece e permanecerá um mistério para além de qualquer compreensão humana.”

    Cardeal Sarah.

  • Antônio Scarcela Jorge disse:

    estes senhores “com licença a palavra” antecede o fato e depois pedem desculpas; atacam como PT e se defendem como igreja. É regra deles!

  • Antero Coelho disse:

    Terra Brasilis…a Terra do mimimimimi..
    Até quando a juventude expressa, a sua maneira, alegria e satisfação em estar com Deus…tem mimimimi
    Depois certas religiões perdem devotos e não sabem porque…

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *