Ancoradouro

“Isto é uma ofensa”, classifica Bispo sobre Carnaval na Semana Santa em Aracati

O Prefeito de Aracati, Bismark Maia (PTB), além de realizar o carnaval na Semana Santa, utiliza termos da religião cristã para o marketing do evento, como  “Paixão no Aracati” e o slogan ” a melhor semana santa do estado”. Os termos  não agradaram  a católicos e evangélicos que reivindicam respeito ao período mais especial do ano para a sua fé. O Bispo da Diocese de Limoeiro do Norte, Ceará, Dom André Vital, classificou o evento como “ultraje e ofensa”, e conclamou à população que assine uma petição contra a realização do carnaval neste período do ano.

Dom André Vital, Bispo de Limoeiro do Norte , Ceará.

“Iniciamos uma grande campanha de coleta de assinaturas  para manifestar a nossa indignação diante do carnaval fora de época que a Prefeitura de Aracati vai promover na Semana Santa, os dias mais importantes da nossa fé cristã. Isto é um ultraje, uma ofensa à nossa sensibilidade cristã e também à nossa cultura, marcada profundamente  pela fé cristã”, pontuou o Bispo.

Clique aqui para assinar. 

 

“Os  cristãos precisam se unir e lutar pelos seus direitos, isso é um direito nosso garantido pela Constituição Federal: o de viver com liberdade a nossa fé. Há tantos outros momentos para realizar  esse tipo de evento durante o ano. Por que [realizá-lo] justamente na Semana Santa ?”, questionou Dom André. “Isto é uma ofensa”, disse mais uma vez.

Artistas vão receber mais de 1 Milhão de Reais por shows durante a Semana Santa, em Aracati.

Ao final, o Bispo de Limoeiro fez um apelo ao prefeito. “Pedimos aos que estão promovendo, sobretudo ao prefeito, que abra sua mente e o seu coração e compreenda que este é um caminho errado“, denunciou.

O Abaixo-assinado intitulado “Carnaval em Aracati durante o  Tríduo Pascal – não ao escárnio contra o povo cristão “, já conta com quase vinte e cinco mil subscrições. O texto criado pela Diocese de Limoeiro do Norte revela o montante que será pago aos artistas, mais de um milhão de Reais.

São estes os artistas que vão se apresentar em festa durante a Semana Santa com o nome “Paixão”, uma alusão ao sofrimento de Cristo.

“As paróquias que compõem a Diocese de Limoeiro do Norte estão solidárias com o povo de Aracati e mobilizadas para tomar outras providências contra esse abuso de poder.  Por fim, esperamos que o prefeito recobre seu bom senso e desista desta absurda destinação da verba pública e respeite o sentimento religioso do povo, que é seu verdadeiro empregador’, lê-se no documento.

As paróquias de Nossa Senhora do Rosário e de Santo Antônio, de Aracati, já se posicionaram contrárias à realização do evento, assim como  o Regional Nordeste I da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB. Pastores evangélicos também engrossaram o coro contra o evento de Bismark Maia. Pastor Beto classificou o evento como um “sacrilégio”.

Última polêmica

Tem sido recorrente afronta ao povo cristão no período do carnaval, a última delas aconteceu em 2020, antes da pandemia, quando no desfile de uma escola de samba atores protagonizaram a cena chocante do Diabo arrastando Jesus pela Marquês de Sapucaí.

Nas redes sociais circula um texto questionando onde estão os cristãos de Aracati.

ONDE ESTÃO OS CRISTÃOS DO ARACATI ?

Aracati é uma cidade turística, no Ceará, localizada a 273 quilômetros de Fortaleza. O pequeno município está prestes a se tornar o cenário de um sacrilégio com dia para acontecer: 15 de abril, data da Sexta-feira da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Isso mesmo.

Foi para estendia que o Prefeito, Bismark Maia, do PDT, marcou o início do carnaval 2022. Tem mais, a propaganda usada para a festa toma o termo Paixão e o emprega para nominar a festa.

O filho do prefeito está numa felicidade só. Guilherme Bismark é o Chefe da Casa Civil do gabinete do … Pai. Coisas do Brasil. O slogan da festa é – leiam com atenção – “a melhor semana santa do Estado”.

Uma verdadeira afronta ao povo cristão daquele município e do nosso Estado.

Por falar em povo, os cristãos de Aracati permitirão este sacrilégio ? Vão deixar impune o uso desses termos ? Vão permitir que o sentimento religioso de um município inteiro seja ferido dessa forma ?

Imagine, leitor, a cidade pequena com milhares de turistas bêbados pelas ruas na Sexta-feira da Paixão, ocupando as praças e a frente das igrejas!

Católicos e evangélicos, uni-vos. Hoje vilipendiam a semana mais importante para a vida dos católicos, amanhã poderá ser o culto da sua igreja a ser sufocado.

A desculpa do prefeito é arrecadar dinheiro. Preocupação muito parecida com a de um personagem marcante relembrado neste dia: Judas, o Iscariotes. Aquele que vendeu o Senhor por algumas moedas de pratas.

Junto com o prefeito e o filho – animadíssimo com o marketing mequetrefe, diga-se de passagem, alguns artistas também farão o escambo do respeito à fé de um povo por alguns tostões. Provavelmente, outros se unirão ao grupo pela cega busca de alguns trocados.

Em Aracati, Judas ganhará novos seguidores nesta Semana Santa.

Resta saber, mais uma vez, onde estão os cristãos do Aracati? Ficarão silentes e coniventes com este escárnio a Nosso Senhor?

Cada um examine sua consciência e receba a paga segundo o seu procedimento.

“De Deus não se zomba”. Gálatas 6,7

 

Recomendado para você