Artesanato da Mente

Qual é o sentido da vida?

7885 12

contemplar a vida

Esta é uma pergunta que jamais ninguém terá uma resposta definitiva. Ela é tão ampla e multifacetada que seria muita arrogância dizer que existe uma resposta exata.

 Inclusive, para a mesma pessoa, ela muda completamente a resposta com o passar do tempo. Perceba! Faça essa pergunta a uma criança? Depois faça a um adolescente? A um adulto jovem? A um senhor idoso? A resposta sempre será diferente.

 Eu mesmo, fico impressionado no quanto minha vida deu imensas reviravoltas e meu sentido de vida mudou.

 Para refletirmos sobre isso, compartilho algumas sábias palavras do mestre Rubem Alves, extraídas do livro “O que é religião?”.

 “Mas o que é isso, o sentido da vida?

 O sentido da vida é algo que se experimenta emocionalmente, sem que se saiba explicar ou justificar. Não é algo que se construa, mas algo que ocorrre de forma inesperada e não preparada, como uma brisa suave que nos atinge, sem que saibamos donde vem nem para onde vai, e que experimentamos como uma intensificação da vontade de viver ao ponto de nos dar coragem para morrer, se necessário for, por aquelas coisas que dão à vida o seu sentido.

É uma transformação de nossa visão de mundo, na qual as coisas se integram como em uma melodia, o que nos faz sentir reconciliados com o universo ao nosso redor, possuídos de um sentimento oceânico, na poética expressão de Romain Rolland, sensação inefável de eternidade e infinitude, de comunhão com algo que nos transcende, envolve e embala, como se fosse um útero materno de dimensões cósmicas.

 “Ver um mundo em um grão de areia/ e um céu numa flor silvestre/ segurar o infinito na palma da mão/ e a eternidade em uma hora” (Blake)

O sentido da vida é um sentimento.”

Achei lindas suas palavras tão simples para falar sobre o que nós complicamos tanto, o sentido da vida.

Eu penso como ele. O sentido da vida está na própria vida, na magia dos momentos, na alegria de estar com pessoas queridas, no amor da família, dos pais, do namorado (a), marido, esposa…

Não precisamos buscar o sentido da vida lendo sobre extraterrestres, nem fazendo sacrifícios religiosos, nem nada fora de nós mesmos. Ele está em nós, no nosso coração, no aqui e agora. Simples assim.

Amanhã terei um sentido diferente do de hoje! Daqui a dez anos será completamente diferente do que tenho hoje. Pra que buscar um sentido exato para algo que sempre será inexato? Não faz o menor sentido.

Para concluir, deixo as palavras que nunca canso de repetir. Ame! Seja amor. Viva a sua vida com amor, a si mesmo, ao próximo, a Deus e a natureza.

Assim você encontrará o sentido da vida, o SEU sentido da vida…

* Sugestões de leitura

Sentido pleno

A vida tem sentido?

Recomendado para você

12 Comentários

  • Anônimo disse:

    Lindo, era justamente o que eu precisava ler!

  • Brilhante explicitação do que seja o “real sentido da vida”! Entretanto, as “forças concordantes” esgotam-se ao estarmos diante das ausências – bem citadas – que dão (justamente) o sentido para às nossas vidas: amor, família, namorado(a), filho(a), pais e irmãos, amizades. É justamente nesse contexto, ou melhor; de encontro de, que sempre busquei o sentido para a minha vida (própria). Não chego a dizer que sou egoísta, por desejar isso. Afinal, quem no mundo não quer algo só seu? E quando falo que quero algo, falo, lógico, nessa realidade que muito me faz falta; família. A minha família – própria. Não ter uma dessas coisas mencionadas (namorada, pai, mãe, irmão, bons amigos, etc) já é ruim. Agora imagine na ausência de quase todas estas?… Já não possuo mãe (câncer); irmão (acidente). Por ser meio “exótico de opiniões”, sem ter Face e outras mazelas virtuais, “atuo como aquele tipo estranho e contra-sistema, que a sociedade pode até admirar, vez ou outra; mas, que no fundo o teme… E por isso, não bebo faço uso de drogas, sou resistente a festas (baladas), e penso ser esse o motivo primordial da minha “solteirisse”. Além, é claro, de ser judeu. Não dá para se esconder que a vontade de “jogar-se ao suicídio”, passa a ser uma opção bem tangível. Obviamente que, quanto maior o grau de instrução do indivíduo (e me enquadro nisso), mais serão as avaliações racionais que farão inclinar-se para esta possibilidade, ou não. Um cientista, físico (e falo com respeito) não pensa, e não tem atitudes e emoções, parecidas como as de um operário com pouca instrução, que vive em situação de extrema miséria… Assim, da mesma forma, após eu passar por anos de um curso superior na área da saúde (Biomedicina) e, agora, estar em outro curso científico – história; não tenho como enxergar o mundo “sob uma forma romântica”, como querem as religiões primitivas, e que nelas de certo ponto ainda me “abasteço”.. Agora, concordo; que as maneiras de “enxergar” o sentido da vida vão mudando ao longo do tempo. E também, de acordo com as circunstâncias. E, logicamente, que circunstâncias negativas, interferem – sim, na forma mais clara e otimista de encarar a vida, e buscar um ‘sentido’ para ela. E, absolutamente, os bens materiais ou a beleza estética, NÃO contribuem para que a vida seja mais agradável e feliz. Caso fosse, eu seria a pessoa mais feliz do mundo! Pois já tive um conversível, e agora possuo uma BMW… E não fico entre os “retardatalhos” quanto a aparência…! Algo que aprendi; e não sei se serve muito, mas já me “nutri” e aproveitei-me dessa situação; é aguardar (um pouco) o tempo passar. Muitas vezes, agimos com orgulho ou rancor (mágoa) diante de um cenário penoso ou difícil de se “transpor” – ultrapassar. E, o melhor jeito (parece até risonho e patético isso..) de poder perceber “a saída” para os problemas das coisas que nos surgem, é esperar. Observar. Só para depois, aí sim – agir. E surpresas,ou , outras formas de percepção (ainda que bizarras) poderão nos ajudar, e voltar a nos alegrar. (Elbair Lages – 25/03/2017, Novo Hamburgo/RS).

    • Isaias Costa disse:

      Uau! Você já deu altas reviravoltas na sua vida Elbair! Mas isso é maravilhoso, pois nos enriquece tanto externamente como internamente! Fico feliz que esteja acompanhando e gostando do blog. Eu sempre escrevo nos textos sobre o famoso “Caminho do meio”, que considero o caminho perfeito, o caminho ue pode nos dar uma felicidade muito mais plena. Precisamos crescer materialmente, financeiramente e tal, mas tão importante quanto é o crescimento espiritual! Aliando os dois podemos desenvolver nosso próprio sentido da vida com mais amor e sabedoria!
      Grande abraço!

    • Bruno disse:

      Fala El air. Aqui é o Bruno Torquato. Teu amigo do CMPA. Se ler essa mensagem, meu número aqui é o (67) 3033-3338.

  • RAZÃO DE VIVER

    Muitas pessoas erguem-se pela manhã acreditando não existir qualquer sentido para despertarem.
    Dormem sem nenhum objetivo e acordam do mesmo modo, transformando o dia a dia, em uma experiência insossa ou vazia.
    Vagam pelas ruas, sem destino certo, à mercê do que lhes aconteça no curso do dia.
    Levam uma vida sem direção, desvalorizando o tempo e a oportunidade de estarem reencarnados.
    Deixam-se levar pelos ventos do acaso.
    Não veem significado em família, em amigos, nem em trabalho.
    Quando se estabelece esse estado d’alma, a pessoa corre o risco de ser tragada pelo aguaceiro das circunstâncias, sem quaisquer resistências morais para enfrentar as dificuldades.
    Com certeza, não é o melhor modo de se viver.
    É urgente que nos possamos sentir como peças importantes nas engrenagens da vida.
    É necessário que tomemos gradual consciência quanto ao nosso exato papel frente às leis de Deus.
    Seria muito belo se cada pessoa – principalmente as que não veem sentido para a própria vida – resolvessem se perguntar: O que posso fazer em prol do mundo onde estou?
    Para que, afinal, é que eu vivo?
    Para quem é que eu vivo?
    Dificilmente não achará respostas valiosas, caso esteja, de fato, imbuída da vontade de conferir um sentido para sua existência.
    Cada um de nós, quando se encontra nas pelejas do mundo terreno, pode viver para atender, para cuidar de alguém ou de alguma coisa, dando valor às suas horas.
    É importante dar sentido à vida.
    É importante viver por algo ou por alguém.
    Dedique-se a um ser que lhe seja querido, que lhe sensibilize a alma, e passe a viver em homenagem a ele, ou a eles, se forem vários.
    Dedique-se a uma causa que lhe pareça significativa para o bem geral, e passe a viver em cooperação com ela.
    Dedique-se a cuidar de plantas, de animais, do ambiente.
    Apoie-se em algum projeto justo, desde que voltado para as fontes do bem, pois isso alimentará o seu íntimo.
    Assim seus passos na Terra não serão a esmo, ao azar.
    Quando se encontram razões para viver, passa-se a respeitar e a honrar as bênçãos da existência terrestre.
    Cada momento se converte em oportunidade valiosa para crescer e progredir.
    A vida na Terra não precisa ser um campo de concentração a impor-lhe tormentos a cada hora.
    Se você quiser, ela será um jardim de flores ou um pomar de saborosos frutos, após a sementeira responsável e cuidadosa que você fizer.
    Dedique-se a isso.
    Empreste sentido e beleza a cada um dos seus dias terrenos.
    Liberte-se desse amortecimento da alma que produz indiferença.
    Sinta que, apesar de todos os problemas e dificuldades que se abatem sobre a Humanidade, a chuva continua a beijar a face do mundo e um sol magnífico segue iluminando e garantindo a vida em todo lugar.
    Isso porque, todos nós somos alvos da dedicação de Deus.
    * * *
    O tempo é uma dádiva que Deus nos oferece sem que o possamos reter.
    Utilizá-lo de forma responsável e útil é dever que nos cabe a todos.
    Dê sentido às suas horas, aos seus dias, e assim, por consequência, a toda a sua vida.

    Redação do Momento Espírita, com base no cap. 25, do livro Para uso
    diário, pelo Espírito Joanes, psicografia de Raul Teixeira, ed. Fráter.
    Em 2.1.2013
    =========================================
    FORMATAÇÃO E PESQUISA: MILTER – 20-03-2016

    • Isaias Costa disse:

      Que texto lindo e profundo Arnaldo! Obrigado por compartilhá-lo! Eu adoro os textos do Momento Espírita e inclusive até já publiquei um texto inspirado em um dos textos desse site!
      Participe sempre que quiser meu amigo! Abração!

  • MISSÃO DO HOMEM INTELIGENTE NA TERRA

    Muitas vezes se ouve “Qual será a minha missão, sei que tenho algo para fazer na Terra, mas o que é?”

    Todos trazemos como missão o nosso melhoramento, crescimento espiritual e contributo Aqueles que nos rodeiam, aplicado com correção e responsabilidade os atributos de que Deus nos investiu para mais uma jornada terrena.

    A inteligência é concedida ao homem como mecanismo evolutivo…

    “A inteligência é rica em méritos para o futuro, mas com a condição de ser bem empregada. Se todos os homens bem dotados se servissem dela segundo os desígnios de Deus, a tarefa dos Espíritos seria fácil, ao fazerem progredir a humanidade. Muitos, infelizmente, a transformaram em instrumento de orgulho e de perdição para si mesmos. O homem abusa de sua inteligência, como de todas as suas faculdades, mas não lhe faltam lições, advertindo-o de que uma poderosa mão pode retirar-lhe o que ela mesma lhe deu.” (E.S.E. Cap. VII; II, item 13)

    Do Livro dos Espíritos II – Cap. 4 – PRINCÍPIO VITAL – III “Inteligência e Instinto”

    Q. – A inteligência é um atributo do princípio vital?
    R. — Não; pois as plantas vivem e não pensam, tendo apenas a vida orgânica. A inteligência e a matéria são independentes, pois um corpo pode viver sem inteligência; mas a inteligência não pode manifestar-se senão por meio dos órgãos materiais: somente a união com o espírito dá a inteligência à matéria animalizada.

    “Comentário de Allan Kardec: A inteligência é uma faculdade especial, própria de certas classes de seres orgânicos, aos quais dá, com o pensamento, a vontade de agir, a consciência de sua existência e de sua individualidade, assim como os meios de estabelecer relações com o mundo exterior e de prover às suas necessidades.”
    “Não vos orgulheis por aquilo que sabeis, porque esse saber tem limites bem estreitos, no mundo que habitais. Mesmo supondo que sejais uma das sumidades desse globo, não tendes nenhuma razão para vos envaidecer. Se Deus, nos seus desígnios, vos fez nascer num meio onde pudestes desenvolver a vossa inteligência, foi por querer que a usásseis em benefício de todos. Porque é uma missão que Ele vos dá, pondo em vossas mãos o instrumento com o qual podeis desenvolver, ao vosso redor, as inteligências retardatárias e conduzi-las a Deus.” (E.S.E. Cap. VII – II – item 13)

    “À medida que a responsabilidade se lhe apossou do espírito, iluminou-se a consciência do homem.(…)”

    “Faminto de elucidações adequadas quanto ao próprio caminho, ergue as antenas mentais para as estrelas, recolhendo os valores do Espírito que lhe consubstanciam o patrimônio de revelações do Céu, através dos tempos.(…)”

    “Estabelecido, porém, o princípio de justiça e aflorando a mentação incessante, o homem começou a examinar em si mesmo o efeito das próprias ações, de modo a crescer, conscientemente, para a sua destinação de filho de Deus, herdeiro e colaborador da Sua Obra Divina.

    “A inteligência humana entendeu a grandeza do Universo e compreendeu a própria humildade, reconhecendo em suas entranhas a ideia inalienável de Deus.” (André Luiz, livro “Evolução em Dois Mundos”)

    Observemos atentamente as nossas faculdades morais, intelectuais e físicas e lembremos que nada nos foi dado por acaso, tudo tem um objetivo providencial, desta forma não desperdicemos os nossos talentos nem as oportunidades de cada dia na Terra.

    Fonte: CEFE – Évora

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/portugal/missao-do-homem-inteligente-na-terra-53698/#ixzz3qX4IeOsX

  • EIS-ME AQUI

    A alma encorajada pela fé deve buscar sempre em si mesma a presença amorosa de Jesus.

    Aquele que busca o Mestre em seus próprios sentimentos é capaz de perceber como os seus atos estão se aprimorando perante os ensinos e exemplos do Modelo e Guia do amor e da verdade.

    Na seara de reparação moral da qual fazemos parte em trabalho e redenção, que se chama Seara Espírita, somos convocados a dissolver as evidentes formas frágeis de nosso egoísmo e orgulho. Se queremos verdadeiramente auxiliar na transformação moral da humanidade, jamais deveremos nos declinar de por em prática as luzes que clarificam o recôndido dos nossos pensamentos que, muitas vezes, pedem reajustamento e correção em sintonia com as Leis Divinas, para que nos tornemos instrumentos úteis e não a pedra de tropeço que expressa sobreposições de nosso ego nos compromissos do trabalho Espírita. A ideia elevada produz indubiltavelmente os resultados de serenidade e maturidade naqueles que se entreguam dóceis aos conceitos de virtudes e sabedoria.

    Quem poderá vencer a vontade de Deus com todas as primorosas e imperceptíveis formas de alcançar o coração dos homens? A dor que dilacera o coração vazio de sentido existencial e move o ser humano ao cansaço moral por se manter inerte no aprimoramento de si mesmo é muito diferente da dor sacrossanta da fidelidade a Jesus. A dor da fidelidade é permeada pela compaixão e altruísmo por aqueles que estão rebeldes e distantes da compreensão simples, celeste e amorosa da mensagem do Mestre. Tudo na vida é convite a pacificar a própria alma e nada se posiciona contra nenhum ser da Criação.
    Por que colocar o tempo, a inteligência, os sentimentos e as ideias para se fazer contrário e adversário de quem quer que seja? Quando nosso olhar objetiva a olhar o infinito e sua grandeza, podemos perceber que jamais uma estrela busca apagar a outra e nenhuma galáxia sente o prazer em perturbar a paz do Universo em tentativa vã de se destacar.

    O tempo atual não é para o destaque das atmosferas belicosas das opiniões pessoais! O tempo é essencialmente para amarmos uns aos outros, sem impecilhos de posições ou funções. Admitamos sempre que enquanto trabalhamos para a realização do propósito iluminativo de Deus na terra, os cooperadores do Cristo nas esferas elevadas já sabem como as situações e ocorrências vão se desdobrar nos degraus das décadas pela grande escada dos séculos.

    Sirvamos, pois, com o sentimento de vitória, porque o Cristo se fez vencedor, desde o dia que misericordiosamente nos permitiu renascer, incontáveis vezes no amado globo que chamamos de lar terrestre. Ele está com todos os corações fiéis, auxiliando em tudo para que a força do amor sempre realize os objetivos divinos no coração do homem. Lembremos que quando as provações se tornarem insuportáveis ou os conflitos inadequados se tornarem quase insolúveis o Mestre estará nos aguardando no coração, com o seu amor, nos colocando a sua amorosa frase: Eis-me aqui!

    Honório.

    (Mensagem psicografada pelo médium Afro Stefanini II, na Spiritist Society of Palm Beach em Boca Raton, Flórida, em 22 de fevererio de 2017)
    Partilhar2

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/eis-me-aqui/#ixzz4bmex7fXy

    AGRADECER
    “E sede agradecidos.” – Paulo.
    (Colossenses, 3:15.)

    É curioso verificar que a multidão dos aprendizes está sempre interessada em receber graças, entretanto, é raro encontrar alguém com a disposição de ministrá-las.

    Os recursos espirituais, todavia, em sua movimentação comum, deveriam obedecer ao mesmo sistema aplicado às providências de ordem material.

    No capítulo de bênçãos da alma, não se deve receber e gastar, insensatamente, mas recorrer ao critério da prudência e da retidão, para que as possibilidades não sejam absorvidas pela desordem e pela injustiça.

    É por isso que, em suas instruções aos cristãos de Colossos, recomenda o apóstolo que sejamos agradecidos.
    Entre os discípulos sinceros, não se justifica o velho hábito de manifestar reconhecimento em frases bombásticas e laudatórias. Na comunidade dos trabalhadores fiéis a Jesus, agradecer significa aplicar proveitosamente as dádivas recebidas, tanto ao próximo, quanto a si mesmo.

    Para os pais amorosos, o melhor agradecimento dos filhos consiste na elevada compreensão do trabalho e da vida, de que oferecem testemunho.

    Manifestando gratidão ao Cristo, os apóstolos lhe foram leais até ao último sacrifício; Paulo de Tarso recebe o apelo do Mestre e, em sinal de alegria e de amor, serve à Causa Divina, através de sofrimentos inomináveis, por mais de trinta anos sucessivos.

    Agradecer não será tão-somente problema de palavras brilhantes; é sentir a grandeza dos gestos, a luz dos benefícios, a generosidade da confiança e corresponder, espontaneamente, estendendo aos outros os tesouros da vida.

    pelo Espírito Emmanuel, psicografia de Francisco C. Xavier
    da obra: Pão Nosso
    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/agradecer-55934/#ixzz4d0Vo3NYV

  • Bom, falar sobre esse tema super complicado do que é SENTIDO DE VIDA… Eu me casei aos 21 anos de idade, sem experiência de vida em nenhuma área, sem estabilidade no emprego na época, minha esposa tinha apenas 17 anos e nunca tivemos orientação de nossos pais.

    Sempre fui um cara de enxergar a vida a distancia, devido ser membro de uma família de 10 irmãos, sempre aprendi as coisas por tabela. quando um dos meus irmãos fazia besteira e minha mãe denunciava aquele ao meu Pai… Sabia que aquele ia pra lei e pro cacete, então EU já não fazia aquela estripulia.

    Casei jovem demais, mais era exatamente aquilo que eu queria que era sair de casa. Então passei a cumprir com minhas obrigações, sempre honrei minhas finanças, nunca fui de faltar ao serviço, mesmo com todas dificuldades procurei educar meus filhos da melhor maneira possível, sempre coloquei limites, éticas e moral a todos.

    hoje, estou entrando na fila dos IDOSOS (estou preste a completar 60 anos de idade), casei em fevereiro de 1980 (no próximo carnaval estou fechando 38 anos de casado com a mesma mulher)… Ao longo desses 38 anos de convivência, vivendo cada dia, cada mês e cada ano. Passamos por muitas dificuldades, mais sempre fazendo PLANOS e SONHOS em ver e ter um futuro melhor pra nossos filhos e pra nós também.

    Acabo de dar entrada na minha solicitação da merecida APOSENTADORIA, hoje vejo meus três filhos encaminhados para enfrentar as suas dificuldades, passei a ver o verdadeiro sentido de VIDA, quando estou tirando das gavetas da vida todos os projetos e planos que sempre fiz junto com minha MULHER, MÃE, ESPOSA e COMPANHEIRA.

    Tenho muito a agradecer a DEUS que nunca me abandonou em nenhum momento de minha vida até hoje… Estou dentro dos 60 anos e nunca presenciei nesses mundo cruel e perverso; nunca vi ASSALTO, CRIME, VIRADA DE AUTOMÓVEL, MORTE VIOLENTA, NUNCA SOFRI ACIDENTE… Aliás, nunca vi nem revólver nas mãos de ninguém a não ser de policial.

    Claro que tive meus DESERTOS em minha vida… a SERPENTE da droga, a SERPENTE da traição, dos ADULTÉRIOS fez morada em minha família. Más, em vez de viver nos muros de lamentações que os inimigos tem de plantão. Eu procurei primeiro me ENCONTRAR, fiz uma reflexão de vida e encontrei onde estava o verdadeiro ERRO. Fiz a prática do verdadeiro PERDÃO, dobrei meus joelhos a DEUS através de JESUS… E aos prantos pedi a DEUS que retirasse essas SERPENTES de nossa vida. resultado, hoje somos uma verdadeira família em família.

    • Isaias Costa disse:

      Nossa! Que depoimento maravilhoso o seu Francisco Alves. Você é um mega vitorioso. Ter casado tão jovem e ter conseguido superar tanta coisa e ainda estar casado com a mesma mulher, é algo raríssimo de ver no mundo de hoje. Meus parabéns! Você encontrou um profundo sentido de vida em tudo isso. Lutou, caiu muitas vezes, levantou outras tantas, e está aqui contando sua belíssima história de vida.
      Eu me sinto honrado por ver compartilhados aqui no blog depoimentos tão bonitos e profundos como o seu!
      Continue acompanhando o blog que vem muita coisa boa pela frente!
      Grande abraço!

  • pedro disse:

    Excelente artigo! Já visitei o seu blog outras vezes, porém nunca
    tinha escrito um comentário. Pus seu blog
    nos meus favoritos para que eu não perca nenhuma atualização.
    Grande abraço!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *