Artesanato da Mente

Onde está a minha esperança?

“Se eu souber onde mora a minha esperança, terei razões para viver e razões para morrer. E a vida ficará bela mesmo no meio das lutas.

Sei muito bem onde minha esperança não está. Não está também nas elites, sejam ricos ou doutores, intelectuais ou empresários. Não está em partido político algum, de direita ou de esquerda. E nem nos poderes legislativo, executivo, ou judiciário. Também não está nas igrejas nem nos movimentos religiosos.

Não coloco minha esperança em coisa alguma que seja definida por categorias sociais. Olho para todas elas com profundo desinteresse. Jamais comprometeria a minha vida com qualquer delas.

Onde está a minha esperança? A minha esperança está numa multidão de indivíduos, independentemente do seu lugar social ou econômico, que vivem possuídos pelo sonho da vida, da beleza e da bondade. A esperança de Camus estava no mesmo lugar que a minha:

“Já se disse que as grandes ideias vêm ao mundo mansamente, como pombas. Talvez, então, se ouvirmos com atenção, escutaremos, em meio ao estrépito de impérios, e nações, um discreto bater de asas, o suave acordar da vida e da esperança. Alguns dirão que a tal esperança jaz numa nação; outros, num homem. Eu creio, ao contrário, que ela é despertada, revivificada, alimentada por milhões de indivíduos solitários, cujos atos e trabalho, diariamente, negam as fronteiras e as implicações mais cruas da história. Como resultado, brilha por um breve momento a verdade, sempre ameaçada de cada e todo homem, sobre a base de seus próprios sofrimentos e alegrias, constrói para todos”.

Rubem Alves – do livro “Pimentas”

**********

Essas lindas palavras do grande Rubem Alves nunca foram tão atuais. Estava relendo esse texto e ele me remexeu por dentro, porque o Brasil nesse momento está vivendo o pico do pico da pandemia do coronavírus, com a média de mortes diárias entre 2000 a 3000 pessoas.

Ver esse verdadeiro massacre tem deixado milhões de pessoas desesperançadas. Eu quero nesse breve texto me unir a você num movimento de resgate da esperança!

Eu concordo 100% com o Rubem Alves. Esperar que as coisas melhorem a partir do governo, dos partidos políticos ou das igrejas é no mínimo de uma ingenuidade que beira o ridículo! Não meus amigos! A melhora da sociedade e a travessia dessa crise gigantesca do coronavírus se dará através do movimento de cada um de nós como INDIVÍDUOS.

Nesse momento, assim como tem havido milhares e milhares de mortes, também está acontecendo um movimento lindo de ajuda às comunidades carentes através de ONGs e campanhas nas redes sociais. Há centenas e centenas de cursos incríveis sendo ofertados gratuitamente para as grandes massas. Há milhares e milhares de pessoas fazendo Lives no Instagram e compartilhando conhecimentos preciosos das mais diversas áreas do conhecimento. Há inúmeras pessoas gravando podcasts ou escrevendo textos em blogs promovendo ampliação de conhecimentos e consciência (é o que eu venho fazendo com bastante afinco!) e milhares de outras obras magníficas que são desenvolvidas silenciosamente, sem alarde, sem holofotes, sem glamour.

É nessa esperança que eu me firmo todos os dias e quero estimulá-lo a se firmar também. Juntos nessa energia somos mais fortes e podemos ir muito mais longe. Fé em Deus, fé na vida, fé na humanidade…

Quero concluir convidando você a ouvir também um breve podcast que gravei no mesmo dia da escrita desse texto e publiquei no meu canal do Soundcloud e do Spotify. Nele ampliei essas reflexões e também compartilhei uma linda música da banda “Aliados” chamada “Esperança”. Certamente você vai gostar bastante de ouvir! Segue o link abaixo…

 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *