Artesanato da Mente

Não se apegue a bolhas de sabão

2zrjjeq1

Infelizmente, em nossa sociedade atual, a maior parte das pessoas se apega às coisas mais triviais e passageiras possíveis, e por conta de todo esse apego, acabam sofrendo em demasia, se estressando, ficando doentes, infelizes, e lá na frente acabam se lamentando por terem passado a vida inteira correndo atrás daquilo que não preenche de fato o nosso coração.

Vou fazer uma breve reflexão sobre o desapego a partir das sábias palavras do místico oriental Osho. Leia com bastante atenção.

“Você pode estar muito apegado a seu poder e posição, mas eles são como bolhas de sabão. Hoje eles estão aqui; amanhã eles não deixarão nem um traço. (…)

Todas as nossas posições, todos os nossos poderes, nosso dinheiro, nosso prestígio, respeitabilidade são todos bolhas de sabão. Não fique apegado a bolhas de sabão; senão, você estará em contínua miséria e agonia. Essas bolhas de sabão não se importam por você estar apegado a elas. Elas continuam estourando e desaparecendo no ar e deixando-o para trás com o coração ferido, com um fracasso, com uma profunda destruição de seu ego. Elas o deixam triste, amargo, irritado, frustrado. Elas transformam sua vida num inferno.

Compreender que a vida é feita da mesma matéria que os sonhos é a essência do caminho. Desapegue-se: viva no mundo, mas não seja do mundo. Viva no mundo, mas não permita que o mundo viva dentro de você. Lembre-se que ele é um belo sonho, porque tudo está mudando e desaparecendo.

Não se agarre a nada. Agarrar-se é a causa de sermos inconscientes.

Se você começar a se desprender, uma tremenda liberação de energia acontecerá dentro de você. A energia que estava envolvida no apego às coisas trará um novo amanhecer ao seu ser, uma nova luz, uma nova compreensão, um tremendo descarregar – nenhuma possibilidade para a miséria, a agonia, a angustia.

Ao contrário, quando todas essas coisas desaparecem, você se encontra sereno, calmo e tranquilo, numa alegria sutil. Haverá um riso no seu ser.

Se você se tornar desapegado, você será capaz de ver como as pessoas estão apegadas a coisas triviais, e quanto elas estão sofrendo por isso. E você rirá de si mesmo, porque você também estava no mesmo barco antes. O desapego é certamente a essência do caminho.”

********

Se você prestar bastante atenção nessas palavras e realmente colocá-las em prática na vida, você pouco a pouco vai se transformar em um ser humano meditador. Esse era o despertar que o Osho plantou nas pessoas durante toda a sua vida.

Falo isso me baseando na minha própria vida, durante meu tempo de imaturidade, a vida chegava até mim com muitos revezes como acontece com qualquer pessoa, aí eu me desesperava, ficava angustiado, arrancando os cabelos, até que cheguei ao limite do meu limite. Ao ponto do “Não aguento mais”. A partir daí começou realmente o meu caminho em direção à serenidade e à paz. Esse caminho certamente foi trilhado pelo desapego.

Eu não tinha consciência, mas era exatamente o meu apego a tudo o que é passageiro a fonte de todos os meus sofrimentos. Aprendi a abrir mão, acredite meu amigo! Abrir mão é, sem sombra de dúvida, um dos maiores aprendizados na vida.

Se você quiser ler um pouco mais sobre isso, compartilho um dos textos que mais gostei de ter escrito até hoje, esse tema complementa a abordagem desse texto que você lê agora. Segue o link abaixo…

A alegria de abrir mão

Uma das melhores experiências que pode haver na vida de qualquer pessoa e que tem esse potencial latente de nos fazer enxergar que tudo é transitório, sabe qual é? O DESEMPREGO.

No início de 2014 eu tive essa experiência em um nível “very hard”, e quase não falei sobre ela aqui no blog. Fiquei boa parte do ano desempregado, porque estava inserido em uma realidade que queria por um ponto final e não sabia como. Mergulhei no autoconhecimento e na meditação para buscar as respostas que tanto estavam me afligindo, até que todo esse mergulho dentro de mim mesmo me fez enxergar tudo com novos olhos.

Hoje estou em um emprego muito melhor, muito mais feliz, e colhendo os frutos dessa mudança de consciência. A vida continua me desafiando, continuo tendo meus revezes igual a todo mundo, mas uma coisa fundamental mudou em mim, hoje eu encaro todos os desafios com serenidade e confiança. Você não faz ideia da diferença que isso representa na vida, por mais que eu tente lhe descrever como é, você não vai conseguir captar o sentimento. Você só saberá quando de fato por em prática esse desapego do que é efêmero, que o grande Osho está ensinando nesse texto.

Questione-se! No que você está apegado? Você está buscando prestígio? Fama? Status? Será que você precisa disso para ser feliz?

Desapegue-se e você verá a sua vida se transformando em uma meditação constante, na qual nenhuma ventania mais forte, nenhum contratempo, nem nada parecido retirarão a sua paz.

Com amor no coração, com fé em Deus e com desapego do efêmero, sua vida se tornará um céu aqui mesmo! Acredite e verá isso acontecer…

 

 

 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *