Artesanato da Mente

De dentro pra fora. De fora pra dentro

img_0038

Uma música especial que conheci recentemente me levou a refletir profundamente sobre um tema universal, os RELACIONAMENTOS AMOROSOS. Nesse texto, você conhecerá um pouco mais sobre os relacionamentos a partir de uma perspectiva bem bonita e original. Trata-se da música “Serra do luar”, composição de Walter Franco e que trago para você ouvir uma versão da Leila Pinheiro.

Amor, vim te buscar

Em pensamento

Cheguei agora no vento

Amor, não chora de sofrimento

Cheguei agora no vento

Eu só voltei prá te contar

Viajei…Fui prá Serra do Luar

Eu mergulhei…Ah!!!Eu quis voar

Agora vem, vem prá terra descansar

 

Viver é afinar o instrumento

De dentro prá fora

De fora prá dentro

A toda hora, todo momento

De dentro prá fora

De fora prá dentro

A toda hora, todo momento

De dentro prá fora

De fora prá dentro

 

Tudo é uma questão de manter

A mente quieta

A espinha ereta

E o coração tranquilo

Tudo é uma questão de manter

A mente quieta

A espinha ereta

E o coração tranquilo

A toda hora, todo momento

De dentro prá fora

De fora prá dentro

A toda hora, todo momento

De dentro prá fora

De fora prá dentro

**********

A mensagem contida nesta música é muito profunda, vou me ater apenas a algumas partes que considero principais.

O autor diz que chegou no vento, veio mergulhar e voar. Essa ideia tem relação com a ENERGIA da pessoa, que vai ao encontro da pessoa amada não importando a distância, já que energia não tem distância, não é mesmo?

Em seguida vem o refrão com a mensagem principal: “Viver é afinar o instrumento/ De dentro prá fora/ De fora prá dentro/ A toda hora, todo momento/ De dentro prá fora/ De fora prá dentro…”

Existe toda uma explicação metafísica por trás destas palavras.

Precisamos afinar o nosso instrumento o tempo todo, de dentro pra fora e de fora pra dentro.

Esse “afinar” nada mais é do que SE MANTER EM EQUILÍBRIO.

De dentro pra fora são os sentimentos mais profundos, a verdade individual, os sonhos, os desejos, os impulsos, e por aí vai.

De fora pra dentro é tudo aquilo que te alimenta, seja física, energética, mental ou espiritualmente. Do que você tem se alimentado? Tem sido um alimento rico em felicidade? Em amor? Em saúde?

É aqui que quero transmitir a principal mensagem deste texto.

Muitos relacionamentos entram em conflitos ou mesmo se encerram porque houve um desafinamento deste instrumento que é a própria vida. Por algum motivo a pessoa se desequilibrou e passou a vibrar de uma maneira desafinada.

Pense nos músicos profissionais autodidatas! Quando eles escutam o som de um instrumento desafinado eles só faltam se contorcer por dentro! Por quê? Porque eles têm SENSIBILIDADE. Essa é a grande questão, a sensibilidade.

Para um relacionamento amoroso ser feliz e duradouro, o casal precisa vibrar na mesma sintonia e de forma afinada, emitindo um som em consonância, que seja agradável para ambos.

O que faz com que a nossa vibração e afinação mude? Uma série de coisas, mas a principal é o autoconhecimento.

No nosso processo evolutivo, vamos mudando de afinação à medida que crescemos em amor, em consciência, em autorespeito etc.

Porém, este é um processo individual e é bem comum acontecer de apenas um dos dois levar esse processo de autoconhecimento à sério e com profundidade, buscando ser cada vez melhor a cada dia.

Nessa hora, começam a acontecer conflitos que se não trabalhados e colocados “em pratos limpos”, levam a um desgaste cada vez maior da relação até desembocar no término do relacionamento.

Infelizmente, muitas pessoas continuam por muitos anos sendo infelizes nos seus relacionamentos porque houve uma ACOMOCAÇÃO, houve muita DEPENDÊNCIA, e estes são os maiores causadores de conflitos.

Existem também aquelas pessoas repletas de condicionamentos, que morrem de medo de se separar por causa de um sacramento de matrimônio, ou por causa da família, por causa dos filhos, mas nunca por causa da própria felicidade!

É preciso desenvolver a CORAGEM para sermos nós mesmos e somente prosseguir em um relacionamento quando sente que está sendo bom e saudável para ambos.

Se seu instrumento está desafinado, antes de qualquer coisa, se aquiete e reencontre esse equilíbrio, só assim sua afinação voltará!

Para concluir! Vem a mensagem dos versos finais: “Tudo é uma questão de manter/ A mente quieta/ A espinha ereta/ E o coração tranquilo”.

Nessas poucas palavras estão resumidas as chaves para alcançar o equilíbrio na vida, que é ter uma mente pacificada que não fique fazendo tanto barulho o tempo todo e gerando ansiedades e inquietações, a espinha ereta, que é estar autoconfiante para encarar a vida e todos os seus percalços de frente, e um coração tranquilo e sereno, com a sensação de estar seguindo no caminho certo.

É fácil conseguir isso? Garanto a você que não, e muito menos o autor desta música, o Walter Franco. É por isso que ele diz: “A toda hora/ a todo momento”.

Não podemos descuidar da nossa vida um único dia sequer meus amigos! Com amor e cuidado, podemos ser muito felizes, não só no amor a dois, o amor romântico, mas também em todos os outros setores da vida.

Para fechar com chave de ouro, é com alegria que compartilho com você o programa especial de rádio que ouvi e me inspirou a escrever esse texto profundo! Trata-se do programa “Entrevidas”, com Marcello Cotrim, cujo título é “Serra do luar”. Vale muito a pena ouvir, garanto que você pode aprender muito com ele, assim como eu aprendi!…

Programa Entrevidas – Serra do luar

 

 

 

 

 

 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *