Artesanato da Mente

Sejamos transformadores de nós mesmos e do mundo

0 2

Esses dias me peguei refletindo sobre um aparelho eletrônico de extrema importância nas mais diversas áreas, os transformadores, cuja função é alterar a voltagem e/ou a corrente elétrica que vai alimentar um determinado aparelho. Sem eles, pode acontecer duas coisas, ou alguns aparelhos literalmente queimarem suas placas internas ou funcionarem de forma fraquinha, bem aquém do que o normal.

Se pararmos pra analisar mais detidamente esses aparelhos e a nossa própria vida nesse período de tantas crises mundiais, que foram agravadas pela pandemia do coronavírus, há muita semelhança.

Muita gente está entrando em estafa mental, emocional ou física por não estarem conseguindo ter um bom equilíbrio. Já outras estão muito desmotivadas, deprimidas, desesperançosas, porque também estão fora do seu eixo, ou seja, estão vivendo bem aquém de suas possibilidades.

O que me deixa feliz (apesar de todas as dores, sofrimentos e tristezas decorrentes da enorme perda causada pela pandemia, principalmente as mais de 150000 mortes oficiais até o momento em que escrevo esse texto) é saber que está havendo um movimento poderoso de busca pelo autoconhecimento, pelo melhoramento pessoal, por questionar o status quo, por busca de novas formas de trabalho e emprego etc.

Eu, sendo terapeuta, aprendi imensamente ao longo dos mais de 7 meses de pandemia e me vejo como um TRANSFORMADOR. Veja que bacana! TRANSFORMA+DOR, alguém que transforma a dor em algo positivo, em algo engrandecedor.

Com o meu trabalho eu tenho ajudado diversas pessoas a enxergarem seus mundos e suas vidas por novos ângulos e perspectivas, fazendo com que elas transformem suas dores em aprendizados, em crescimento, em amor, em expansão de consciência.

Tenho lido e ouvido muitas pessoas falando sobre a chamada transição planetária, que estamos vivendo a todo vapor nesse momento. Mesmo que você ache que isso seja uma bobeira, um papo de lunático ou coisa parecida, é um fato vermos que muitas estruturas no planeta estão se modificando, outras estão ruindo completamente e novas formas de pensar, de viver, de governar, de trabalhar, de se alimentar etc. estão surgindo e se firmando.

Eu me vejo como esse transformador que através das terapias, do ensino e da escrita, estou levando muitas pessoas a pensarem em novas perspectivas e assim transformem suas dores em evolução, em mudança de vida!

Como eu disse no título, primeiro devemos ser transformadores de nós mesmos, ajustarmos nosso mundo interno, nossas frequências, para que acessem frequências mais elevadas. Você sabia que uma das frequências mais elevadas que existem é a do amor incondicional? Segundo diversos estudos, a frequência cerebral desse amor é de 540 hz, e atualmente no planeta Terra muito menos de 1% da população que vibra nessa frequência. Já pensou como ainda estamos distantes de construir um planeta mais amoroso?

Porém, ao ver tudo isso me sinto super motivado a elevar minhas frequências para que um dia, quem sabe, vibre nesse amor incondicional também!

Esse nosso transformador interno pode nos levar a elevar nossas frequências para esse amor, e o que deriva naturalmente disso é que levaremos esse amor e essa consciência para todas as pessoas ao nosso redor. E esse é o movimento silencioso e contínuo de mudança e evolução coletiva entende?

Esse breve texto é apenas um pequeno lembrete a você de que esse transformador interno existe em você e em todas as pessoas, e ele pode ser ativado e potencializado pela sua dedicação ao processo de autoconhecimento e expansão de consciência.

Há muito mais a ser falado e abordado, mas essa é a principal ideia que gostaria de compartilhar com vocês! Crescemos todos juntos em consciência e amor…

Recomendado para você

2 Comentários

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *