Blog do Leão

São Bento 2×1 Fortaleza – A anormalidade previsível

2319 36

O Leão fez razoável partida em Sorocaba, mas perdeu a invencibilidade. Foto: Bentão TV

 

Caros tricolores, aconteceu a primeira derrota tricolor na competição. Após dez rodadas, o time comandado pelo professor Rogério conheceu o sabor da derrota. E são vários os fatores a serem levados em consideração.

Primeiramente, a própria dificuldade da competição. Não é normal, em uma Série B, passar dez jogos seguidos sem perder. A derrota em Sorocaba não é, em hipótese nenhuma, motivo para abatimento. Até porque sabemos que a vitória do Bentão foi concretizada em uma falha individual do Marcelo Boeck. A missão do goleiro é ingrata, e um dia isso tinha que acontecer. Tem crédito.
O forte ritmo imposto nos primeiros jogos causou uma queda natural de rendimento físico em alguns atletas. Agora com Derley e Bruno Melo suspensos pelo terceiro amarelo, e alguns jogadores que saíram machucados, principalmente Tinga, o professor será obrigado a fazer algumas alterações pontuais.

A gordura ainda é grande. São seis pontos de vantagem para o quinto colocado e com dois jogos seguidos a fazer na Arena Castelão. O foco a ser mantido ainda está longe de ser o psicológico. Vejo um time bem estruturado e que não se desespera com desvantagem. A atenção no momento deve ser voltada à parte física.

Sexta-feira nos vemos no Castelão para encarar o Brasil que não é o da Copa.

Arrocha, Leão!

 

 

 

 

São Bento 2×1 Fortaleza

Estádio: Walter Ribeiro, em Sorocaba-SP

Árbitro: Wagner Reway (Fifa/MT)

Assistentes: Alessandro Álvaro de Matos (Fifa/BA) e Eduardo Gonçalves da Cruz (Master/MS)

Cartões amarelos: Derley (26′ 1T), Everaldo (30′ 1T), Tinga, Doriva (4’ 2T), Bruno Melo (20’ 2T), Marlon (29’ 2T), Wilson (29’ 2T), Éverton Silva (41’ 2T)

Público total: 4.421 pessoas

Renda: R$ 69.515,00

 

São Bento: Rodrigo Viana; Everton Silva, Luizão, Douglas Assis e Marcelo Cordeiro; Doriva, Dudu Vieira (Lucas Crispim) e Rodolfo (Diogo Oliveira); Fábio Bahia, Everaldo (Walterson) e Ronaldo . Técnico: Paulo Roberto.

Fortaleza: Marcelo Boeck; Tinga (Pablo), Jussani, Ligger e Bruno Melo; Derley e Jean Patrick; Edinho, Dodô (Marcinho) e Marlon; Gustavo (Wilson). Técnico: Charles Hembert ( Rogério estava suspenso)