Blog do Leão

Vila Nova 0x0 Fortaleza – Revogada a Lei do Ex

1533 22

Boeck defende pênalti de Alan Mineiro e garante o 0x0 no Serra Dourada

 

 

Caros tricolores, conquistamos o primeiro ponto verdadeiramente suado e com muito sufoco na reta final da partida. Com nítidos sinais de cansaço na etapa complementar, o time se obrigou a passar por minutos de aflição para segurar o empate sem gols no Serra Dourada.

Jogando um primeiro tempo como de costume, com quase 70% de posse de bola, a equipe comandada pelo professor Rogério até que conseguiu impor seu ritmo, porém encontrou uma equipe entrosada e bem postada na defesa, fator característico de um time que mantém o mesmo treinador há mais de ano.

Tudo bem que o juizão deixou de marcar um penal absurdo em Marlon que foi nitidamente empurrado por trás ainda no primeiro tempo, mas não vamos tirar o mérito da solidez defensiva dos goianos por causa deste lance isolado, pois temos consciência que mesmo com a posse de bola não fizemos o goleiro rubro tomar grandes sustos.

A segunda etapa da partida foi a linha descendente da montanha russa, principalmente no quesito físico. Nosso goleiro e nossos defensores foram exigidos em seus máximos. Achando pouco o erro do primeiro tempo, o homem do apito acabou inventando um pênalti pra lá de mandrake a favor do time da casa. Alan Mineiro foi pra bola lambendo os beiços para executar a Lei do Ex, só não contava com a revogação do presidente Boeck, que também não deixou o volante Moacir executar tal lei num belo chute de fora da área.

Enfim, o jogo como um todo foi bom, o ponto conquistado é deveras importante, mas ficamos com a imagem da necessidade de trocas para o próximo embate. Tinga e Jean Patrick são dois que nitidamente precisam de oxigênio. Pelo menos!

E no geral, a rodada foi boa. Simbora, Leão!!

 

 

Vila Nova 0x0 Fortaleza

Local – Estádio Serra Dourada

Renda – R$ 44.595,00

Público – 2.840 pagantes

Arbitro: Vinícius Furlan (SP)

Assistentes: Alberto Poletto Maseira (SP) e Vitor Carmona Meteslaine (SP)

Vila Nova – Mateus Pasinato; Maguinho, Wesley Matos, Diego Giareta e Gastón; Wellington Reis, Moacir e Alan Mineiro (Alex Henrique); Vinícius Leite, Felipe Silva (Ramon) e Mateus Anderson. Técnico: Hemerson Maria

Fortaleza – Marcelo Boeck; Tinga, Bruno Melo, Diego Jussani e Ligger; Jean Patrick (Felipe), Derley, Edinho (Leonan) e Dodô; Marlon e Gustavo. Técnico: Rogério Ceni