Blog do Vozão

Ceará 2×2 Palmeiras – Cumpriu tabela

101 6

Vina é o único do elenco vem mantendo a regularidade na temporada (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)

Copa do Brasil agora faz parte do passado. Com uma péssima atuação no primeiro tempo, onde mais uma vez a postura em campo foi decepcionante, e os dois a zero desfavorável acabou sendo lucro, no segundo tempo o time resolveu entrar em campo e conseguiu empatar a partida, evitando uma eliminação de forma ainda mais vergonhosa.

Claro que a gente quer sempre vencer, mas nesse momento é preciso agir com a razão e entender que com o elenco que foi montado, chegar até as quartas de finais foi um grande feito. 

Lamentar a eliminação e as péssimas atuações nas duas últimas partidas, mas a missão era ir o mais longe possível na competição, e isso foi alcançando.

Com relação ao futuro do time daqui pra frente, o que posso dizer é que no mundo real dos torcedores alvinegros até os cegos veem as carências do time, já no mundo encantado do Robinson de Castro e seus pares, todos estão surdos.

Quem acompanha o Blog sabe que mesmo nas vitórias tenho alertado para a necessidade de qualificar nosso elenco, mas pelo visto a música tocada continuará sendo a mesma.

Papel de torcedor é apoiar, mas também é de cobrar e criticar, mas sempre querendo o melhor para seu time.

Agora é só Série A.

É ir a luta com o que temos.

Confira os gols da partida.

6 Comentários

  • Neto disse:

    O Vozão foi na raça. Agora é esfriar a cabeça e se concentrar para série A. SA.

  • Dragão Alvinegro disse:

    Ceará, mais uma vez, vai lutar para não cair. É lamentável que um grande Claube com uma grande torcida seja sempre um mero participante da série A. O dono do Clube não está nem aí pra isso. Pra ele só interessa obter superavit no final do ano. Há no mínimo 15 jogadores que estão em Porangabussu que poderiam ser mandados embora e não fariam falta. Estão aí so para receber salário. Acho que eles não têm culpa. O grande culpado de tudo isso é o Sr. Robinson de Casto, o dono do Clube.

  • Dylvardo disse:

    Não ganhemo e nem perdemo, empatemo. Que tendo em vista o primeiro tempo sofrível, onde sequer demos um único chute a gol até os 60 minutos de jogo, até que foi um bom resultado. E há de se destacar a dignidade, a valentia e o profissionalismo dos jogadores do Ceará, que dentro de suas limitações técnicas, se mataram em campo tentando virar o jogo, e por isso merecem o meu reconhecimento e o meu respeito, enquanto seres humanos e pais de família. Principalmente diante de mais uma arbitragem pilantra, que sempre prejudica os times do Nordeste, usando diferentes critérios no apito. Não só nos pênaltis, no uso do VAR, mas também nos tempos de acréscimo, nas faltas e nos cartões amarelos. É sempre a mesma coisa. Ah uma 12…

    Mas enquanto time, enquanto elenco, para mim, continua muito fraco. Uma vergonha. Com esse elenco e esse treinador, só com reza braba mesmo. Mais nada. Vamos apelar para um novo milagre da Irmã Dulce. Mais uma vez. Pelo terceiro ano consecutivo. Já estamos a 2 pontos da zona de rebaixamento. E o Vasco com um jogo a menos. E os nossos adversários diretos ganhando e subindo na tabela.

    Em primeiro lugar, o Ceará precisa de um treinador que tenha luz própria, que tenha autonomia, que tenha um perfil vencedor, que jogue um futebol moderno e agressivo. Enfim, precisa de um treinador que dê liga ao time, que agregue novos conceitos, que revele novos valores, que potencialize as qualidades dos jogadores que tem. Não apenas de mais um treinador que jogue para não perder o emprego. Disso o mercado está cheio.

    Aliás, por falar em mercado, o futebol sulamericano está cheio de bons jogadores. Aqui no país também. Mas tem que entender de futebol. Tem que viajar, tem que ter bons contatos. Tem que ter olhos de águia. Tem que saber pinçar. Senão, depois vamos apenas repetir a mesma ladainha de sempre, que o mercado já está saturado. Como fazemos em todos os anos. Da uma coladinha na caderneta do Lulão Pereira. Deve ter bons nomes lá. Ainda dá tempo. Não tenha vergonha. Precisamos reforçar esse elenco que está aí, se não quisermos cair de divisão.

    Então, o nome disso é planejamento mal feito. E quase sempre dá nisso mesmo, fica sempre correndo o risco do pior. Não dá para tentar se arrumar um time no meio do campeonato. Ninguém troca um pneu com o carro andando. A comissão de futebol do Ceará parece não entender nada do assunto. O gerente de futebol então, nem se fala. Contratar Lima, Baixola, Ricardinho, Cachaça, Bergson, Rodrigão, Rick, Bruno Pacheco, Picapau, Wescley, Saulo Mineiro, Marthã, Kelvyn, Eduardo, Jacaré, Léo Tchu, de uma lapada só, é foda, viu? Nunca vi tanta gente ruim num só time num mesmo ano. Deve ser um recorde mundial. Nem o Íbis.

    Aí, vendo esses caras jogando essa bolinha, me dá saudades daquele nosso time caseiro de 2010-2011, que ganhou de praticamente todos os grandes clubes brasileiros jogando aqui em casa. Era o tempo da Carroça Desembestada. A maior parte do time formada de jogadores cearenses. Sem nenhuma grande estrela. Sem nenhum salário milionário. Era somente sangue nos olhos. E o PV lotado.

    Portanto, amigos, para mim, a diretoria de futebol e a presidência do clube se superaram esse ano. Se o objetivo era o de rebaixar o Ceará, estão indo no caminho certo. Falta muito pouco. Se fizeram tudo para que desse errado, o rebaixamento já está bem ali. Nossa sina parece ser a chibata mesmo. Em um ano que com muito pouco, poderíamos estar brigando por uma vaga na sulamericana ou até mais.

    Mas também devo reconhecer que tanto o Robson de Castro, quanto o Evandro Leitão, já fizeram muito pelo clube. Nos transformaram em um clube empresa bem-sucedido. Isso é inegável, e a torcida reconhece e agradece. Temos um maior patrimônio hoje, temos um belo centro de treinamento, disputamos em todas as categorias de base no cenário nacional, no futebol feminino e no futsal. Mas toda essa grandeza não se reflete no time profissional. Alguma coisa se perdeu no meio do caminho. Esse ano está até mesmo pior do que no ano passado, porque no começo a expectativa de que iria dar certo, com aquele monte de contratação, também foi muito maior. A gandaia alvinegra acreditou. E por isso que a decepção também pode ser igualmente maior. Enfim, é o mesmo roteiro de sempre. E isso cansa.

    Infelizmente a própria torcida do Vozão também cansou e sumiu do mapa. Nem para mostrar aqui a sua indignação, não aparece mais. E isso deixa a diretoria ainda mais à vontade para fazer as merda que bem quiser. Não me parece existir uma oposição firme no clube. O Conselho Deliberativo me parece também que apenas confirma e diz amém pra tudo que é feito. E o sr. Robson de Castro deita e rola. Manda e desmanda. Mas pode ter a certeza de que eu vou continuar mostrando o meu protesto e a minha insatisfação. Esse é o sentimento de indignação de um torcedor com mais de 50 anos de sócio torcedor e um apaixonado pelo clube. Eu juro que até prefiro apenas me manifestar na forma de rimas, para trazer um pouco mais de humor para o Blog, mas diante de tal silêncio da torcida, me sinto na obrigação de falar. Então, não vou mudar minha maneira de pensar e de agir. Foda-se se a diretoria ou quem quer que seja, se sentir incomodado com a forma como eu expresso os meus pensamentos. Por sorte, sou um cara da paz, e afinal, não se pode sair por aí quebrando tudo e batendo em todo mundo, né??

    Saudações Alvinegras.

  • Dragão Alvinegro disse:

    O rival, que tem um time bem melhor que o nosso, acaba de contratar mais um jogador e anda atrás de outros. Já o dono do nosso Clube se dá por satisfeito com a mediocridade do time que tem. É por isso que, ano após ano, só fazemos papelão na série A. Vamos então, outra vez, novamente, tentar fugir do rebaixamento. Agora, com certeza, obteremos superavit no final do ano. Como o Clube passou a ser uma instituição financeira, estaremos bem na foto. Só que, quem cresce na mídia é o rival enquanto nós somos relegados a um segundo plano. Viva o dono do Clube!

  • carlos disse:

    Agora é focar no brasileirão, eu só não entendo essa letargia, de quem contrata, o copete, poderia ajudar muito o Ceará, mas a burocracia impede porque os conselheiros tem que aprovar toda e qualquer venda ou empréstimo de jogador pois vai haver eleição no próximo mês é eles não se reúnem a qualquer hora para analisar, o caso.

  • Dylvardo disse:

    O que não se lê no Blog do Vozao se lê no Cantim do Dylvardo

    https://dylvardofilho.wixsite.com/cantim

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *