Clube da Luta

Anderson Silva diz que ‘tirou peso das costas’ com a derrota e cogita aposentadoria no MMA

1384 13
Imagem de Anderson após a derrota. Foto: UFC/Divulgação

Imagem de Anderson após a derrota. Foto: UFC/Divulgação

Por mais que seja difícil tirar da cabeça sua 1ª derrota no UFC, tudo o que Anderson Silva diz querer no momento é esquecer o MMA e o mundo das lutas por um tempo. O foco, segundo ele, é descansar, ficar com a família para depois, quem sabe, voltar ao octógono.

O futuro, no esporte, é uma incógnita. A aposentadoria é uma possibilidade admitida por ele. “Me aposentar? Essa pergunta vai ficar no ar. Talvez eu pare de lutar”, declarou o ex-campeão dos pesos-médios do UFC, em entrevista exclusiva à TV Globo, minutos após a derrota para o americano Chris Weidman, em Las Vegas.

No bate-papo, Anderson não mostrou sinais de abatimento pelo revés e revelou estar se sentindo aliviado. Afinal de contas, foram sete anos ostentando o título do UFC com 10 defesas seguidas de cinturão com vitória. “Tirei um grande peso das minhas contas”, disparou Spider.

Depois de descartar uma revanche contra Weidman, Anderson foi taxativo ao afirmar que não lutará por cinturão no UFC. “Vou torcer muito para que outro brasileiro conquiste esse título”, finalizou o atleta, de 38 anos.

VEJA TAMÉM

VÍDEO: confira o clipe com as cenas mais marcantes do UFC 162: Anderson Silva x Chris Weidman

Charles do Bronx protagoniza grande luta, mas é superado; Roger Gracie estreia com derrota

Atropelou! Brasileiro nocauteia com apenas 17 segundos de luta no UFC 162

Suspeita de ‘luta armada’ irrita o presidente do UFC: “Coisa mais idiota que já ouvi”