Clube da Luta

Cearense Thiago Pitbull promete grande retorno ao octógono: “2014 vai ser o ano do Pitbull”

1050 2

Edição impressa do caderno de Esportes do jornal O POVO deste domingo, 1º.

Thiago Pitbull (calção amarelo e azul) enfrentou o canadense Georges St-Pierre pelo título em 2010 / Foto: divulgação

Thiago Pitbull (calção amarelo e azul) enfrentou o canadense Georges St-Pierre pelo título em 2010 / Foto: divulgação

O cearense Thiago Alves “Pitbull” está há um ano e oito meses fora do octógono do UFC. Natural de Fortaleza, o lutador é uma das promessas na categoria dos meio-médios, cujo campeão é o canadense Georges St-Pierre. Pitbull enfrentou essa fera pela posse do cinturão ainda em 2010. Fez um combate bonito, mas perdeu por pontos.

O blog Clube da Luta conversou com o atleta sobre o combate com o campeão, a previsão de retorno às lutas, a vontade de se tornar o dono do cinturão e defender o título em Fortaleza.

Thiago Pitbull está treinando forte nos Estados Unidos, na equipe American Top Team (ATT), para voltar ao ringue em fevereiro de 2014. Se o retorno se concretizar nesse prazo, serão quase dois anos longe das lutas. Mas o cearense está focado em sua meta: ser campeão. “Eu vou ser campeão do UFC, não tenho nenhuma dúvida disso. Vou dar a minha alma e sangue para isso acontecer”, diz Alves.

Sobre a luta contra GSP, o cearense admitiu que não tinha treinado o bastante. “Na nossa luta pelo o cinturão, não estava preparado tecnicamente”, conta. Além disso, Pitbull lembra que houve brigas internas na equipe, o que acabou atrapalhando a preparação. “Ficou um negócio dividido e um clima chato que atrapalhou o nosso treino. Mas, sem desculpas. Eu fiz o meu melhor com o que eu tinha. O GSP é um grande campeão.”

Sobre o duelo contra Martin Kampmann, em março de 2012, em que foi finalizado, o atleta lamenta o resultado, comentado até mesmo por Dana White, presidente do UFC. “Na minha luta contra o Kampmann, eu ganhei todos os rounds. Mas, no final, a 48 segundos para terminar a luta, eu cometi o erro de tentar colocá-lo para baixo, quando eu deveria só continuar socando. O Dana White falou pra mim depois da luta: ‘Por que você tentou colocar para baixo? Você estava a dois socos de ganhar por nocaute’.”

Além de ser campeão da categoria, Thiago Pitbull tem outro sonho: defender o cinturão em Fortaleza. “Comecei a minha carreira no MMA em Fortaleza, quando tinha 17 anos. Aos 19, me mudei para a Flórida para treinar na ATT. Meu sonho é defender o cinturão em Fortaleza. E vou fazer acontecer”, promete. E finaliza: “2014 vai ser o ano do Pitbull”.

Recomendado para você

2 Comentários

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *