Clube da Luta

Análise UFC 173: TJ Dillashaw superior em todos rounds contra Renan Barão derruba meu palpite

718 1
TJ Dillashaw com o cinturão do peso-galo. Foto: reprodução/UFC/Twitter

TJ Dillashaw com o cinturão do peso-galo. Foto: reprodução/UFC/Twitter

Meu palpite sobre uma fácil vitória de Renan Barão no UFC 173 foi por água abaixo logo no primeiro round, quando o adversário conseguiu aplicar um knockdown. TJ Dillashaw mostrou que mapeou cada passo do potiguar dentro do octógono. Durante os cinco rounds, o norte-americano sempre se mostrou dois passos à frente do brasileiro.

Barão, um atleta explosivo e de golpes variáveis, se tornou pela primeira vez na carreira presa fácil para um adversário. O potiguar parecia atordoado a cada round que passava, e não sabia qual estratégia seguir. Porém, senti falta do Renan “pegador”, que não costuma dar espaço, mantem à distância facilmente e derruba quando aperta em cima.

TJ Dillashaw Drops Renan Barao UFC 173

Antes do duelo contra Dillashaw, assisti novamente à luta do brasileiro contra Michael McDonald – naquele confronto, realizado em fevereiro de 2013, Barão mostrou todo seu poder de grappling com ótimas quedas. Diante de TJ, o potiguar sequer tentou derrubar o adversário.

Porém, se Renan lutou dessa forma foi porque TJ impôs um jogo feroz. Com movimentação intensa de pernas, Dillashaw sumia da frente de Barão e o golpeava com contundência. Além de mapear a performance do potiguar, Dillashaw subiu ao octógono com sequencias de socos e chutes afiadas – em uma delas, ele abriu o caminho para o nocaute.

TJ Dillashaw Head Kicks Renan Barao UFC 173
TJ Dillashaw Stops Renan Barao UFC 173

Depois de bater na trave algumas vezes com Urijah Faber (contra Barão) e Chad Mendes (José Aldo), a Team Alpha Male conseguiu finalmente tirar um cinturão da Nova União. Agora, o Brasil possui apenas um cinturão no Ultimate: o do peso-pena de José Aldo.

Alpha Male e Nova União estarão frente a frente outra vez no dia 2 de agosto, quando será realizada a revanche entre Aldo e Chad Mendes pelo cinturão da categoria até 66 kg.

Recomendado para você

1 comentário

  • Levi Feitosa disse:

    Apesar do amplo domínio do americano, acredito que Barão irá reconquistar o cinturão em breve. Ele venceu adversários duríssimos no UFC e tem um cartel impressionante.

    Acredito até que o próprio Michael Mcdonald seja superior ao novo campeão. De qualquer forma, foi uma atuação impecável de TJ Dillashaw.

    O MMA brasileiro precisa de renovação, de sangue novo. Temos Aldo, Barão e mais alguns atletas com grande potencial, mas a maioria dos nossos atletas é composta por lutadores veteranos, com idade bem avançada (e alguns já sem condições de lutar no UFC).

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *