Clube da Luta

Balanço do mês de julho: 22 brasileiros lutaram, mas apenas 10 venceram

McGregor dominou Diego na luta em pé. Foto: UFC/Divulgação

O cearense Diego Brandão foi derrotado por irlandês. Foto: UFC/Divulgação

Os eventos do UFC no mês de julho terminaram. Foram cinco cards: UFC 175: Weidman x Machida (5); TUF 19 Finale (6), UFC Fight Night 45: Cerrone x Miller (16); UFN 46: McGregor x Brandão (19); e UFC on Fox 12: Lawler x Brown (28). Ao todo, 22 brasileiros subiram ao card, mas apenas 10 saíram com a vitória nas mãos. O saldo negativo preocupa, porém, alguns nomes começam a despontar no Ultimate.

Entre as batalhas envolvendo nomes brasileiros, merecem destaque: Claudinha Gadelha, Edson Barboza, Gilbert Durinho, John Lineker e Lucas Mineiro.

Barboza venceu com um nocaute avassalador contra Evan Dunham e voltou ao caminho do cinturão do peso leve. Pupilo de Vitor Belfort, Durinho estreou com pé direito no Ultimate após vencer por pontos o sueco Andreas Stahl. Claudinha Gadelha também fez sua estreia, teve o braço erguido e mostrou ser uma forte candidata ao título do peso palha feminino. Lineker finalmente bateu o peso da divisão dos moscas e nocauteou ao seu melhor estilo com socos potentes. Mineiro está voando no UFC e alcançou sua terceira vitória consecutiva.

Melhores performances: Edson Barboza e Lucas Mineiro

Quem também representou bem o país com vitórias: Adriano Martins, Gleison Tibau, Leandro Issa, Tiago Trator e Bruno Carioca. Os atletas que decepcionaram são: Lyoto Machida, Rogério Minotouro, Hugo Wolverine, Juliana Lima, Hernani Perpétuo, Leonardo Macarrão, Thiago Marreta, Ildemar Marajó, Guilherme Bomba, Diego Brandão, Dhiego Lima e Guto Inocente.

Piores performances: Diego Brandão, Minotouro e Guto Inocente

Resultados das lutas dos brasileiros

UFC on Fox 12
Anthony Johnson venceu Rogério Minotouro por nocaute aos 44s do R1
Tim Means venceu Hernani Perpétuo por decisão unânime
Tiago Trator venceu Akbarh Arreola por decisão unânime
Gilbert Durinho venceu Andreas Stahl por decisão unânime
Joanna Jedrzejczyk venceu Juliana Lima por decisão unânime

UFN 46
Conor McGregor venceu Diego Brandão por nocaute técnico aos 4m05s do R1

UFN 45
Cláudia Gadelha venceu Tina Lahdemaki por decisão unânime (30-26, 30-27 e 30-27)
Aljamain Sterling venceu Hugo Wolverine por nocaute técnico aos 3m50s do R3
Gleison Tibau venceu Pat Healy por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
Lucas Mineiro venceu Alex White por nocaute aos 2m08s do R3
John Lineker venceu Alptekin Ozkilic por nocaute técnico aos 4m51s do R3
Rick Story venceu Leonardo Macarrão por finalização aos 2m12s do R2
Edson Barboza venceu Evan Dunham por nocaute técnico aos 3m06s do R1

TUF 19 FINALE
Adriano Martins venceu Juan Manuel Puig por nocaute aos 2m21s do R1
Leandro Issa venceu Jumabieke Tuerxun por finalização (chave de braço) aos 3m49s do R3
Derrick Lewis venceu Guto Inocente por nocaute técnico aos 3m30s do R1
Eddie Gordon venceu Dhiego Lima por nocaute técnico ao 1m11s do R1

UFC 175
Luke Zachrich venceu Guilherme Bomba por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Kenny Robertson venceu Ildemar Marajó por decisão unânime (triplo 30-26)
Bruno Carioca venceu Chris Camozzi por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Uriah Hall venceu Thiago Marreta por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Chris Weidman venceu Lyoto Machida por decisão unânime (49-45, 48-47 e 49-46)

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *