Clube da Luta

Conversa franca com Lucas Mineiro: promessa brasileira prepara “show” para UFC Rio

Lucas Mineiro é atleta da Chute Boxe | Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto

Lucas Mineiro é atleta da Chute Boxe | Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto

Uma das promessas do MMA nacional, Lucas “Mineiro” Martins, entrará no cage do UFC Rio 5, em 25 de outubro, contra o americano Darren Elkins – número 13 do ranking. O atleta da Chute Boxe planeja ingressar no top 15 do peso-pena com uma vitória no Rio de Janeiro. Com estilo trocador, o striker brasileiro tem agradado os fãs e a organização com lutas movimentadas. O Blog Clube da Luta conversou com lutador de Montes Claros (MG) sobre os planos no Ultimate e o novo adversário.

Blog Clube da Luta: Dos três triunfos, Darren Elkins (#13) é o melhor ranqueado dos seus adversários passados. Você está pronto para dar esse passo na sua carreira?

Lucas Mineiro: Com certeza será uma das lutas mais importantes da minha carreira. Acredito que vencendo o Elkins entro no top 15, que é o meu  grande objetivo. Tenho que subir cada vez mais na categoria e estou focado nisso.

BCDL: Vem mais um show do Lucas Mineiro no UFC Rio?

+ Joelhada voadora: relembre nocaute de José Aldo em 8s

LM: Vou tentar ar o meu melhor. Quero dar show, andar para frente e buscar o nocaute o tempo todo. O importante é vencer. Sei do talento do Elkins, mas vou entrar naquele octógono sabendo que tenho totais condições de nocautear.

BCDL: O Darren é um cara duro. Só perdeu em quatro oportunidades e foi nocauteado apenas duas vezes. Ele já pegou strikers e conseguiu suportar a pressão e vencer. Você acha que ele aguenta os punhos de Lucas Mineiro?

LM: Espero que não (risos). Mas vou andar para frente, como disse. Quero o nocaute, mas o importante é vencer de qualquer maneira. Se for no chão, estou preparado para tentar finalizar. Treinei defesas de queda também.

 

Lucas Mineiro lutará no mesmo card que seu parceiro de treino, Felipe Sertanejo | Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto

Lucas Mineiro lutará no mesmo card que seu parceiro de treino, Felipe Sertanejo | Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto

BCDL: Uma das derrotas de Elkins ocorreu contra Charles Do Bronx. Você pegou alguma dica com ele?

LM: O Charles e muito meu amigo, conversamos muito sobre lutadores que enfrentamos. Com certeza ele me deu uns conselhos, que sei que vão ajudar muito dentro do octógono.

BCDL: Você tem animado quem assiste suas lutas, andando sempre para frente em busca do nocaute. Essa forma de lutar pode ser a chave para ir longe na divisão dos penas?

LM: Acredito que sim. Par chegar longe tenho que impor meu jogo e esse é o meu jogo. Ando para frente sempre. Sou striker e entro no cage visando o nocaute.

BCDL: Quais pontos positivos você destaca no jogo do Elkins? E quais são as principais falhas?

LM: Ele é bom em todos os quesitos, tanto que as vitórias dele estão divididas entre finalizações e nocautes. Acho que ele leva bem para chão e sabe trocar. Mas em pé, acho que sou mais preparado.

+ Conversa franca com Felipe Sertanejo: peso-pena da Chute Boxe busca primeira sequencia de vitórias no UFC

BCDL:Vencendo o Elkins, você acredita que mereça entrar no top 15 da divisão?

LM: Sem dúvidas. Acho que entro. Tanto que me botaram para pegar um lutador top 13.

BCDL: Você já estaria pronto para vencer qualquer um do top 15?

LM: Estou focado em luta por luta. Tem uqe se rum passo de cada vez. Vencendo o Elkins agora, quero o Stephens, que vai perder para o Charles do Bronx. Conquistando essas duas vitórias, se o UFC atender meu pedido, devo lutar contra algum do Top 7 ou Top 5. Um passo de cada vez.

BCDL: Você, Thomas Almeida, Felipe Sertanejo, entre outros nomes da equipe, estão mostrando mais uma vez a força da Chute Boxe. Você pensa em fazer história como outros nomes que passaram pela equipe?

LM: Claro que sim. Acho que estou, com humildade, conquistando meu espaço. Quero estar no topo, sou jovem, e posso chegar lá.

BCDL: Em qual lutador você se inspira?

LM: Me inspiro nos meus companheiros sempre, Felipe, Charles e no meu treinador Diego Lima, que sempre me ajudou em tudo.

UFC 179
25 de outubro de 2014, no Rio de Janeiro (RJ)
CARD PRINCIPAL
Peso-pena: José Aldo x Chad Mendes
Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Phil Davis
Peso-meio-pesado: Fábio Maldonado x Hans Stringer
Peso-pena: Darren Elkins x Lucas Mineiro
Peso-leve: Diego Ferreira x Beneil Dariush
CARD PRELIMINAR
Peso-meio-médio: William Patolino x Neil Magny
Peso-leve: Yan Cabral x Naoyuki Kotani
Peso-mosca: Wilson Reis x Scott Jorgensen
Peso-pena: Felipe Sertanejo x Andre Fili
Peso-leve: Gilbert Durinho x Christos Giagos
Peso-leve: Fabrício Morango x Tony Martin

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *