Clube da Luta

Fabrício Werdum deu volta por cima para ser campeão

Fabricio Werdum | Foto: divulgação

Fabricio Werdum | Foto: divulgação

*Matéria publicada na edição do jornal O POVO desta segunda (17) e assinada pelo blogueiro Bruno Balacó

Fabrício Werdum, 37 anos, é diferente da maioria dos lutadores do UFC. No lugar do jeitão sério, o sorriso; para promover as lutas, nada de provocações. Carismático e brincalhão, o lutador gaúcho colocou o Brasil de volta no topo da divisão mais nobre do UFC.

Na madrugada de ontem, Werdum nocauteou o neozelandês Mark Hunt na luta principal do UFC 180, na Cidade do México. Um triunfo que lhe rendeu o título interino dos pesos-pesados do Ultimate.

Feito notável para quem, há apenas seis anos, amargava o mais duro golpe da carreira ao ser demitido do mesmo UFC, após ser nocauteado pelo compatriota Júnior Cigano. Desde o revés, em outubro de 2008, Werdum fez 9 lutas. Venceu 8. Agora, espera a recuperação de Cain Velasquez para tentar unificar o título dos pesados.

Caminhada
Após quatro anos afastado da maior organização de MMA do mundo, o brasileiro ganhou nova chance no UFC em 2012. E soube aproveitá-la, vencendo quatro lutas consecutivas e conquistando o direito de disputar o título dos pesados contra Velasquez, então detentor do cinturão.

A luta foi marcada para 15 de novembro deste ano. No mês passado, porém, o norte-americano sofreu lesão no joelho e foi cortado. Para movimentar a categoria de até 120 kg, que havia um ano não tinha uma disputa de título, o UFC convocou Mark Hunt para encarar Werdum.

Luta
Frente a frente com Werdum, na madrugada de domingo, Hunt até assustou. No 1° round da luta, aplicou knockdown no brasileiro. No assalto seguinte, foi a vez de Werdum responder com uma joelhada voadora, que decretou sua vitória. Além do título interino, o gaúcho faturou bônus de cerca de R$ 130 mil.

Na coletiva de imprensa após o evento, o brasileiro festejou: “Ganhar um cinturão como este é um sonho muito antigo. É um trabalho de muito tempo. Hoje é o dia mais feliz da minha vida”.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *