Clube da Luta

Jon Jones: um campeão imbatível

1327 4
Jones disse não a revanche contra Gustaffsson. Foto: UFC/Divulgação

Jones já defendeu oito vezes o cinturão do meio-pesado.. Foto: UFC/Divulgação

Ninguém conseguirá parar, tão cedo, a sequência vitoriosa de Jon “Bones” Jones. Campeão implacável na categoria dos meio-pesados, ele é a principal estrela do UFC atualmente. Sempre que entra no octógono da franquia, seja contra quem for, vários comentários de fãs e especialistas apontam as possibilidades do fim da hegemonia. Depois de Daniel Cormier, a impressão é que ninguém vai conseguir derrotá-lo. Jones está num patamar muito acima dos demais lutadores da divisão.

As armas para o sucesso são o controle impecável da distância, o wrestling de primeira linha e um arsenal de golpes para frear qualquer desafiante ao título. Desde que o atleta de 27 anos conquistou o cinturão ao derrotar o brasileiro Maurício Shogun, ele enfrentou os lutadores mais perigosos da divisão. O campeão tem um dos melhores currículos do esporte. A trajetória para manter o título não foi nada fácil. Jones precisou vencer nomes como Vitor Belfort, Lyoto Machida e Rashad Evans.

O próximo oponente do campeão deve sair do confronto entre Alexander Gustafsson, que já foi derrotado por Jones, e Anthony Johnson. Não importa, Bones vai anotar mais uma vitória contra qualquer um dos dois. Se o americano quiser um teste maior para a carreira, o caminho é subir para a categoria dos pesos pesados.

– Meu plano é ser o maior lutador de todos os tempos. É algo que está tão próximo, tão possível,  que eu só tenho que me manter focado, acreditar em mim, da forma como eu acredito e trabalhando duro para que isso aconteça. Vou solidificar isso em 2015. Sem desrespeito ao Anderson Silva, a quem admiro tremendamente, mas acredito que tenho o currículo mais forte na história desse esporte. Já enfrentei tantos atletas maravilhosos que, muitas vezes, as pessoas acharam que eu iria perder. Acho que Anderson e Georges (St-Pierre) estão acima de mim nesse quesito. Essa atitude de colocá-los à minha frente vai me manter honesto e determinado até eu chegar ao ponto em que isso será indiscutível. 2015 será o meu melhor ano, disse Jones durante a coletiva de imprensa após o UFC 182.

Concordo com o campeão em relação ao currículo. Jones enfrentou os principais nomes da categoria, numa lista com cinco ex-campeões da organização. Com apenas 27 anos, Bones tem bastante luta pela frente. O recorde de Anderson Silva está seriamente ameaçado por Jon. O meio-pesado possui oito defesas bem-sucedidas, enquanto o Spider ostenta dez.

Em relação a ser o maior de todos os tempos, creio que vai ser difícil concordar com isso. Vejo Jones como um atleta excepcional, capaz de se reinventar e de se superar durante um duelo. Mas, Jones não possui a capacidade de terminar um duelo quando bem entender, como Anderson costumava fazer.

Talvez pela maestria de controlar a distância, aliada a envergadura, Jones esteja se especializando em pontuar. O poder de definição de Bones tem ficado em segundo plano. O último nocaute ocorreu contra o falastrão Chael Sonnen, em abril de 2013. Depois vieram Gustafsson, Glover e Cormier. Todos eles foram derrotados na pontuação.

Recomendado para você

4 Comentários

  • Thiago disse:

    A luta de Jones contra Cormier infelizmente não foi o que todos esperavam, combate definitivamente fraco, a pesar do tamanho desfavorável de DC teve um bom desempenho durante a luta, já JJ não me surpreendeu e se mostrou bem cansado no decorrer da luta.
    Espero que dia 24/01 Gustafsson vença Johnson e mostre a Jones que não é imbatível.

  • Ernesto Matos disse:

    O redator está esquecendo que ontem foi divulgado que o antidoping dele deu positivo, para uso de cocaína. Desprezo qualquer atleta que use de recursos ilegais para levar vantagem sobre os seus adversários, é desonesto e coloca em dúvida se o atleta é mesmo bom, ou está vencendo os adversários com a ajuda do recurso ilegal utilizado. Prefiro a derrota limpa que a vitória SUJA.

  • André Barros disse:

    Concordo Tiago, O Gustafsson Tem a mesma envergadura, um Boxe afiado e tem totais condições de vencê-lo, acho até que na 1a Luta ele venceu, mas é o queridinho do evento fazer o quê, o Gustafsson soube manter a distancia ( pois tem a mesma altura do JJ ) e cortou o rosto do JJ, torcer para vencer na luta para lutarem novamente.

  • André Barros disse:

    Hoje ele treina com um dos melhores Westriling ( Phil Deivis ) do planeta, tem totais condições não concordo com a matéria.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *