Clube da Luta

Palpites do MMA – UFC em Estocolmo: Gustafsson x Johnson

GUSTAFSSON

Gustafsson é a estrela principal da noite de lutas no UFC em Estocolmo | Foto: UFC/Divulgação

Amigos do Blog Clube da Luta, chegamos a mais uma seção dos ‘Palpites do MMA’. Dessa vez, o assunto é o UFC em Estocolmo, na Suécia, onde será realizado neste sábado, 24, o evento com a luta principal entre Alexander Gustafsson e Anthony Johnson.

Os palpiteiros de plantão entram em ação mais uma vez! Os blogueiros Bruno Balacó e Lucas Mota deixam suas impressões sobre os três combates mais interessantes do card, além do nosso convidado Miguel Pontes, que sabe tudo de MMA. Vamos lá!

Gustafsson x Johnson

  • Bruno Balacó – São dois caras incontestavelmente muito duros, com grande poder de absorção de golpes. Ambos, com mãos pesadas e grande poder de nocaute. Mas acredito que esse combate vai parar na mão dos juízes, após muita intensidade, trocação e um pouco de luta agarrada. Creio que o Gustafsson leva a melhor porque trabalha bem a distância, tem mais recursos, como os golpes com cotovelo e os chutes, o que devem lhe render bons pontos para confirmar uma vitória por decisão unânime. Palpite: vitória de Gustafsson por pontos.

    Lucas Mota – O duelo que vale o posto de desafiante ao título de Jon Jones. Gustafsson ainda está um passo a frente de Anthony Johnson. O sueco já vem enfrentando os principais nomes da divisão, ficou no quase contra o campeão e possui uma envergadura que pode complicar a vida do americano. Explosivo, o atleta da American Top Team (ATT) pode surpreender no infight. Aposto em uma equilibrada, mas com o ídolo da Suécia fazendo um jogo de movimentação e de boxe, com a velha estratégia do bate-sai para conquistar mais uma vitória. Palpite: Gustafsson por pontos.

  • Miguel Pontes – Essa luta é muito aguardada não só por “provavelmente” definir o próximo adversário de Jon Jones, como por trazer ao octógono um confronto entre dois “strikers” de alto nível. Gustafsson está buscando sua revanche e permanece com a credibilidade inabalada, sendo constantemente lembrado como “o cara que mais se aproximou de uma vitória contra Jon Jones”, e todos esperam ansiosos para que uma revanche entre os dois aconteça. Mas Anthony Johnson é aquele cara que pode literalmente acabar com a festa. Johnson já enfrentou vários problemas com o peso no UFC, até ser demitido e se reencontrar nessa categoria na qual se mantém invicto desde então. Ele vem de uma vitória contra Phil Davis e um nocaute contra Minotauro. Espero uma luta muito cautelosa de início, com Gustafsson tentando achar a distância e, posteriormente, dominando Johnson com aqueles jabs certeiros, combinações e esquivas. Já Johnson deve ir pra cima e trocar com o sueco buscando um nocaute. Apesar do inegável poder de nocaute de Anthony Johnson acredito que Alexander “The Mauler” Gustafsson seja mais completo, mais preciso e com mais gás. Ele ganha essa luta, de quebra, terá a tão sonhada revanche. Palpite: Gustafsson por pontos.

Mousasi x Henderson

  • Bruno Balacó – Acredito que o condicionamento físico vai ser decisivo nesse combate. Dan Henderson, que tem oscilado boas e más atuações, se mostra a cada dia mais lento e, quando pressionado, tem sentido bastante o desgaste e fica abatido com o cansaço. Nocautear talvez uma missão árdua para Mousasi, tendo em que, até hoje, apenas Vitor Belfort obteve essa primazia. Mas creio que a chave para vitória seja o Mousasi aproveitada uma vacilada do americano, deixando o pescoço exposto. Dessa forma, vejo Mousasi vencendo por finalização. Palpite: vitória de Mousasi por finalização
  • Lucas Mota – Minha torcida é pelo velho Hendo. Mesmo com 44 anos, Henderson é um atleta duro na queda. Mas, fôlego do americano não é mais o mesmo. Mousasi fazerá valer a diferença de 15 anos de idade e enquadrará o veterano. Apesar de ser fera na trocação, o holandês não se arriscará tanto no infight, pois sabe do poder das mãos de Dan. A estratégia será cansar Henderson e levar para o chão. Após trabalhar o “ground and pound”, a finalização será o próximo passo. Palpite: Mousasi por finalização.
  • Miguel Pontes – Dan Henderson é uma lenda viva do MMA. É inegável seus feitos dentro do esporte, seja no Pride, StrikeForce ou UFC. A contribuição que esse cara já deu para o MMA como um todo é enorme. Parece discurso de aposentadoria? Sim. Veremos muito disso depois de ele perder mais essa luta. Essa luta é totalmente do Mousasi, faz tempo que o wrestling de alto nível de Henderson não o acompanha dentro do cage e nem sua tão famosa bomba aparece mais. Mousasi vai dominar o veterano que, provavelmente, ficará na defensiva a luta inteira jogando no contra ataque e tentando sobreviver com seu jogo de chão. A beleza do MMA me faz acreditar que uma bomba milagrosa possa salvar essa lenda do esporte, mas não vejo isso acontecendo nesse sábado. Talvez seja a última vez que veremos o grande Dan Henderson lutar no UFC. Palpite: Mousasi por nocaute.

Davis x Bader

  • Bruno Balacó – Não tenho muitas expectativas positivas sobre essa luta. Tanto Ryan Bader quanto Phil Davis possuem um histórico de lutas amarradas, mornas e de pouca intensidade. São dois lutadores oriundos do grapplling e curtem a luta agarrada. Ainda assim, vou ousar no palpite. Acredito que a luta vai se estender pelos três rounds, mas até do término do combate, Ryan Bader vai surpreender e conseguir um nocaute técnico, batendo por cima do oponente. Isso porque tenho notado Davis meio fora de forma nas últimas lutas. Acho que pode se render após uma sequência de golpes. Palpite: nocaute de Ryan Bader .

    Lucas Mota – Minhas previsões são as piores possíveis. Aposto que o encontro entre os dois wrestlers será o pior combate da noite. Em duelo truncado, Davis vai aliar wrestling e força para levar vantagem. Depois de dominar Glover Teixeira no UFC 179, Ryan Bader não será um desafio tão difícil para o “Mr. Wonderful”. Palpite: Davis por pontos.

    Miguel Pontes – Phil Davis constantemente contraria as previsões de qualquer um, tendo vitórias contra grandes nomes que julgávamos ser impossível perder para ele. Estou falando de Lyoto Machida, Alexander Gustafsson e até Glover Teixeira. O jogo dele é muito inteligente, ele pressiona e tenta a queda para depois impor seu wrestling. Sua grande envergadura lhe dá uma vantagem defensiva e é comum vermos ele marcar muitos pontos com quedas. Bader tem um bom jogo de boxe e um bom wrestling, porém é mediano, e não o vejo ganhando essa luta. Aposto em uma luta morna. Veremos aquele mesmo jogo defensivo de Davis, com o Bader tentando atacar e sendo contido e pressionado na grade. Poderemos até ver uma finalização de Phil Davis, mas acredito que a luta vá para a decisão dos juízes, na qual Phil Davis tem sido constantemente agraciado com a vitória por pontos. Palpite: Phil Davis por decisão.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *