Clube da Luta

Há 4 meses nos Estados Unidos, cearense comenta treinos com ex-campeão do UFC

JV entre o ex-campeão do UFC, Rich Franklin, e o atleta Jorge Gurgel

JV entre o ex-campeão do UFC, Rich Franklin, e o atleta Jorge Gurgel | Foto: reprodução

Em busca de elevar o nível da sua preparação, o cearense João Victor, o ‘JV’, aceitou o convite do ex-lutador Jorge Gurgel para treinar em sua academia – a JG Martial Arts Academy – nos Estados Unidos. Há quatro meses morando em Middletown, Conecticut (EUA), o atleta da “terrinha” comentou a rotina de treinos, a previsão de retorno ao cage e os treinamentos com o ex-campeão do UFC, Rich Franklin.

Nos Estados Unidos, JV está treinando forte e dando aulas aos americanos. O cearense tem aperfeiçoado as técnicas com a equipe do Jorge Gurgel e está empolgado com a preparação. “Os treinos da academia do Jorge Gurgel são os melhores. Já fiz jiu-jitsu, wrestling, boxe e muay thai. São todos cascas-grossas. A academia tem os melhores coaches da região, muita gente do UFC está aqui. Realmente, os treinos são de primeira. O Jorge Gurgel me acolheu de braços abertos, é mais que um irmão para mim, é um cara nota mil!”, conta João.

+ Com apenas nove anos, cearense Bruno Lucas conquista título brasileiro de jiu-jitsu em São Paulo

O brasileiro também teve a oportunidade aprimorar suas técnicas com o veterano Rich Franklin. Além da técnica, o americano impressionou o cearense com a humildade para passar as dicas. “Foi muito boa a experiência com o campeão Rich Franklin. Ele é gente boa, humilde, muito bom mesmo. O cara continua com o condicionamento físico lá em cima. Me deu muito toque, ajudou bastante. Fiz alguns treinos com ele, foi muito bom, uma honra, o cara é fera demais!”, disse JV.

Apesar de no início João Victor ter sofrido com a adaptação no novo país, o atleta já está se sentindo em ‘casa’ e passando seus conhecimentos de luta para alunos americanos. “O começo foi difícil, cheguei no inverno. Mas me adaptei bem, está tudo legal. Estou dando aula desde que cheguei, quando assumi algumas turmas. Está sendo uma experiência legal, apesar de não ter meu inglês muito fluente, mas estou evoluindo e conseguindo passar as técnicas para eles, principalmente, o muay thai.

Com um cartel de quatro vitórias e três derrotas, o cearense está sem lutar há mais de um ano. O lutador está planejando o retorno e garante que, em breve, estará anunciando sua próxima batalha.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *