Clube da Luta

Anderson Silva bate Derek Brunson por pontos e volta a vencer no UFC após mais de 4 anos

Anderson celebrou bastante a vitória. Foto: Site oficial do UFC

Anderson celebrou bastante a vitória. Foto: Site oficial do UFC

Não foi bem do jeito que os fãs aguardavam. Mas para tirar o peso de uma série de resultados negativos, Anderson Silva fez o básico para reencontrar o caminho das vitórias. Longe de dar show, mas levantando o público em alguns momentos, o Spider venceu por pontos americano Derek Brunson na co-luta principal do UFC 208, disputado na madrugada de sábado para domingo, no Brooklyn, em Nova York-EUA. Após três rounds, os juízes deram vitória por decisão unânime para o brasileiro, por 29-28, 29-28 e 30-27.

Com o resultado, Anderson Silva volta a vencer no Ultimate após 4 anos e 4 meses. O último triunfo do Spider havia sido o nocaute sobre o americano Stephan Bonnar, no dia 13 de outubro de 2012, no UFC 153, no Rio de Janeiro. Desde então, ele fez cinco lutas, perdeu quatro, chegou a vencer o duelo contra Nick Diaz, em 2015, mas teve o triunfo cassado por ter sido pego no doping.

O combate entre Anderson e Brunson foi marcado pelo equilíbrio. Nos dois primeiros rounds, os atletas alternaram bons momentos, mas sem mostrar tanto contundência, tanto na luta em pé quanto na de solo. Anderson adotou uma postura mais cautelosa, buscando o contra-golpe.Já o americano muitas vezes hesitava o ataque, mostrando em alguns momento estar intimidado por ficar a frente ao maior lutador da história do MMA.

Anderson ensaiou alguns golpes de efeito, com chutes rodados e cotoveladas. E até gingou com passos de capoeira na frente de seu oponente. O 3º e último round mostrou uma clara vantagem para o americano, que conseguiu uma queda e ficou parte considerável do tempo por cima do brasileiro até o fim do combate.

O anúncio do resultado deixou Brunson bem despontado, sem acreditar. Já Anderson, ficou bastante emocionado. Pudera. Pôs fim a um incômodo de jejum de derrotas e, aos 41 anos, mostrou que ainda pode se divertir no octógono.

JACARÉ BRILHA E GLOVER VENCE!

O card do UFC 208 teve ainda a presença de outros quatro brasileiros. Destaque para Ronaldo Jacaré, que, em grande estilo, venceu o americano Tim Boestch por finalização, após encaixar uma bela chave de braço. O triunfo deixou ele cada vez mais próximo da disputa do cinturão dos meio-pesados.

Noite de vitória também para o mineiro Glover Teixeira, que bateu por decisão unânime o americano Jared Cannonier. Outro brasileiro vitorioso por pontos foi Wilson Reis, que superou Yuta Sasaki. O único revés entre os brazucas foi de Roan Jucão, que acabou derrotado por Ryan LaFlare.

Na luta principal da noite, a holandesa Germaine de Randamie venceu a americana Holly Holm por decisão unânime e se tornou a primeira campeã da categoria peso-pena feminino do UFC. A primeira desafiante ao cinturão deve ser a brasileira Cris Cyborg, que acompanhou o combate na 1ª fila, de camarote.

 

Recomendado para você