Clube da Luta

VÍDEO: cearense Viviane Sucuri fala da expectativa para sua luta no UFC 212

Viviane tem 12 lutas e 12 vitórias na carreira. Foto: FCO Fontenele/O POVO)

O frio na barriga e o nervosismo da estreia já ficaram para trás. Agora, em sua segunda luta pelo UFC, amanhã, no Rio de Janeiro, a cearense Viviane Sucuri tem o desafio de mostrar a que veio e confirmar que pode ir longe na sua categoria, a peso-palha (até 52kg) feminino. Se no duelo contra a ex-desafiante ao cinturão Valérie Létourneau, em dezembro passado, Sucuri demorou um pouco a soltar seu jogo, desta vez, contra a americana Jamie Moyle, se espera que controle as ações desde o início do combate e pressione a adversária com o que ela tem de melhor: a trocação de golpes em pé.

Como boa striker que é, tentará o nocaute a todo custo, para não correr o risco de deixar a luta à mercê da decisão dos juízes, o que é sempre muito perigoso. Afinal de contas, Sucuri coloca em jogo sua invencibilidade profissional no MMA. Até hoje, foram 12 vitórias em 12 lutas, sendo quatro por nocaute, duas por finalização e seis por pontos.

Para emplacar o 13° triunfo, a cearense precisa estar preparada para se livrar do jogo de luta agarrada de sua adversária, que é faixa-roxa de jiu-jitsu e tentará levar vantagem sobre a brasileira na luta de solo. A exemplo de Sucuri, Moyle vem de vitória, sobre Kailin Curran, no TUF 24 Finale, em dezembro.

Quem sair vitoriosa no combate, o 3° do card preliminar do UFC 212, garante um lugar no Top 15 peso-palha. Colocando tudo na balança, não resta dúvida: Sucuri é favorita. Conversei com ela a poucos dias da luta. Confira o vídeo da entrevista:

UFC 212: O QUE ESPERAR
O card do UFC 212 traz como grande atração o duelo entre José Aldo e Max Holloway, pela unificação do título dos pesos-penas. Baita teste para o brasileiro que, mesmo diante do ótimo momento do americano (que vem de 10 vitórias seguidas), é o favorito a seguir no topo da divisão. O duelo deve se desenvolver na trocação e, se durar os cinco rounds, Aldo tem tudo para levar.

As maiores chances de nocaute também são favoráveis ao brasileiro. Outra atração é o duelo entre Vitor Belfort e Nate Marquardt, um confronto de lutadores com carteis recentes bem irregulares. Mesmo vindo de três derrotas seguidas, Belfort não quer fazer feio em casa e vai com tudo em busca de redenção.

O card principal tem ainda Claudinha Gadelha, Erick Silva e Paulo Borrachinha, nocauteadores natos. O evento começa às 19h30min, com transmissão pelo Canal Combate. A TV Globo transmitirá as lutas principais.

*Reprodução do texto da coluna do Blog Clube da Luta

SERVIÇO

UFC 212
Quando: 3 de junho (sábado)
Local: Arena da Barra, no Rio de Janeiro
Horário: a partir das 19h30min. Card principal a partir das 23h
Onde assistir: Canal Combate (evento inteiro) e TV Globo (apenas as lutas principais)

CARD PRINCIPAL
Peso-pena: José Aldo x Max Holloway
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz
Peso-médio: Vitor Belfort x Nate Marquardt
Peso-médio: Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose
Peso-meio-médio: Erick Silva x Yancy Medeiros
CARD PRELIMINAR
Peso-galo: Raphael Assunção x Marlon Moraes
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Eric Spicely
Peso-galo: Johnny Eduardo x Mathew Lopez
Peso-galo: Iuri Marajó x Brian Kelleher
Peso-palha: Viviane Sucuri x Jamie Moyle
Peso-meio-médio: Luan Chagas x Jim Wallhead
Peso-galo: Marco Beltrán x Deiveson Alcântara

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *