Clube da Luta

Lutador brasileiro pendura provocação na porta da geladeira e a utiliza como motivação no combate

(Foto: Arquivo Pessoal)

O lutador brasileiro, Marlon Moraes, fez uso de uma provocação de Jimmie Rivera, seu rival no UFC Utica – evento realizado na sexta-feira, 1º -, como forma de estímulo. Durante uma sessão de autógrafos em Atlantic City que antecederam o combate, Rivera deixou um “recado” para Marlon e o fighter pendurou a mensagem na porta de sua geladeira.

“Ele deixou uma foto dele mesmo, escrito: “Marlon, deixei para você o autógrafo do futuro campeão do UFC”. Botei a foto na geladeira, era a motivação extra que eu precisava, todo dia olhava para ela. Foi adrenalina, guerra”, disse o lutador em entrevista ao site Combate.

Se a troca de farpas entre os gladiadores foi longa e acalorada, o combate entre os dois acabou em apenas 33s. Marlon acertou um chutaço no estadunidense e venceu a luta por combate técnico. O brasileiro não esperava que o duelo terminasse tão cedo, mas assegurou que os chutes seriam uma constante no confronto.

“Eu estava preparado para uma guerra. O chute era uma arma que a gente ia usar, vi brechas no jogo dele. O chute era uma arma que eu usaria muito na luta, ele tem dificuldades de ver o chute do lado esquerdo. Trabalhei muito isso com meus treinadores”, revelou Marlon.

Com a vitória, Marlon acredita que se credenciou ao posto de desafiante ao título da categoria peso-galo, que tem como campeão o americano TJ Dillashaw. Em agosto, o americano irá encarar Cody Garbrandt, em Los Angeles, nos Estados Unidos, e Marlon quer enfrentar o vencedor.

“Essa é a hora. Não tem o que adiar. As três últimas vitórias foram contra caras duros. Eu mereço essa chance. Se for preciso esperar, vou esperar. Estou confiante de que a minha próxima luta vai ser pelo cinturão”, planejou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *