Discografia

Guitarrista do Strokes diz que ainda há “ressentimento e hostilidade” dentro da banda

Do Uol

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=VH4WPceT9EI[/youtube]

Nick Valensi admite que ainda há “resquícios de ressentimento e hostilidade” dentro do Strokes. O guitarrista do grupo diz que ele e seus colegas de banda –Julian Casablancas, Albert Hammond Jr., Nikolai Fraiture e Fabrizio Moretti– se deram bem enquanto gravavam o aguardado próximo álbum do Strokes, “Angles”, mas sente que o relacionamento entre eles poderia ter sido melhor.

Ele disse: “o clima foi e continua sendo leve e divertido, com pequenos resquícios de hostilidade e ressentimento, que são parte dessa banda. Quando nos juntamos para trabalhar em algo é ótimo, mas eu estaria mentindo se dissesse que não houve elementos de hostilidade lá. Resquícios de hostilidade e ressentimento”.

“Angles” é o primeiro disco do grupo em cinco anos e Nick admite que uma motivação financeira foi necessária para fazer com que a banda voltasse ao estúdio.

Ele completou em entrevista ao MySpace Music: “levou tempo. Talvez todos precisassem de dinheiro ou coisa do tipo. ‘Precisamos pagar a hipoteca, então talvez tenhamos que fazer isso de novo'”.

Nick também acredita que as pessoas ficarão desapontadas com o álbum, pelo simples fato de que demorou demais para ser concretizado.

Ele disse: “quando se tira tanto tempo de folga assim, não importa o que se faça. Nunca será tão bom quanto as pessoas esperavam. Sinto que, não importa como será o disco, o quanto demos duro nele ou o quanto gostamos dele, não conseguirá superar a expectativa das pessoas, apenas por conta dos cinco anos entre o outro álbum e esse. Se tivéssemos lançado ele um ou dois anos depois do último disco, imagino que as coisas teriam saído melhores”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.