Discografia

Grito Rock volta neste fim de semana

Por Domitila Andrade (domitilaandrade@opovo.com.br)

Uma construção primordialmente colaborativa e que é realizada para que se estabeleça um cenário de música autoral, o Festival Grito Rock Fortaleza 2012, que acontece desde 2007 no Ceará, encerra a programação com shows de bandas locais e outras nordestinas, hoje, 9, e amanhã, 10, no Brom’s Partyhouse. A quinta edição do festival, que acontece em Fortaleza desde o fim de semana passado e em fevereiro foi até Quixadá e Canindé, traz as bandas Rise of Fallen Souls (CE), Estado Anestesia (CE), Emanuel Américo e a Primeira Dimensão (PB), Monster Coyote (RN) e Swan Vestas (CE) para a noite de hoje, a partir das 20 horas. Amanhã, a partir de 16 horas, no Ateliê Marcelo do Sol, o debate sobre a atual situação da Praia de Iracema, será transmitido pela Internet no Pós TV. Encerrando a programação, às 21 horas começam os shows das bandas Boró (CE), Rafael Vasconcelos (CE), Magazines (MA), Sátiros (CE) e Batuque Elétrico (PI).

O festival, que promove a circulação de bandas, artistas, fotografias, filmes e artes visuais, em Fortaleza fomentará o debate de questões locais. “A escolha da Praia Iracema para a discussão pareceu natural, primeiro porque é onde o festival está acontecendo, e depois porque é uma temática recorrente, isso da revitalização de alguns pontos que estão abandonados. A discussão vai além do que já está sendo feito, vai para levar a reflexão do que se quer que a Praia de Iracema seja, e volte a representar para a Cidade”, explica Alejandro Vargas, coordenador do Casa Fora do Eixo Nordeste, um dos organizadores do evento.

O festival começou há 10 anos em Cuiabá, capital mato-grossense, organizado pelo coletivo Fora do Eixo, como alternativa ao Carnaval, e integrou posteriormente outras cidades. Este ano vem acontecendo desde 17 de fevereiro, e segue até o dia 17 deste mês, reunindo produtores de 200 cidades e 15 países, por toda a América Latina. No Ceará, o evento é realizado pela Casa Fora do Eixo Nordeste e pela Rede Ceará de Música, em parceria com a Panela Rock.

Este é o primeiro ano que cidades do interior do Ceará recebem o evento. “Desde que começou a integralização, a ideia era ir para cidades que não eram os centros. No Nordeste, começou pelas capitais, mas nós queremos ir levando cada vez mais para o interior. Como acontece num curto espaço de tempo em várias cidades, potencializa a circulação das bandas, que fica com um custo menor, e os músicos ganham uma maior visibilidade. Fazem show para públicos de 200 a 2 mil, 3 mil pessoas, o que pra uma banda iniciante é muito bom”, pontua o coordenador.
 
Cena local
O Grito Rock faz parte de um calendário de eventos de música independente no Ceará, do qual fazem parte eventos como o Rock Cordel e a Feira da Música, que servem de fomento para o cenário da música autoral. “Aqui é muito difícil conseguir casas que recebem música autoral, muitas casas acabam recebendo bandas covers e o espaço para o autoral é bem menor. A gente precisa ir atrás, tentar ocupar espaço público, que de certa forma é nosso direito. Mas está melhorando e os festivais, que ajudam com a formação de público, são um passo pra isso, coloca a banda para tocar, leva para fora daqui, serve inclusive de catalisador”, acredita Álvaro Abreu, músico e produtor do Panela Rock.

Mesmo sem espaços cativos para música autoral, Alejandro vê em Fortaleza um diferencial: a construção coletiva. O coordenador acredita que a Capital cearense, nesse quesito, está alguns passos a frente do Nordeste e cita o exemplo do Mova-Ce, coletivo de seis bandas que viajou até são Paulo e fez uma turnê itinerante. “Contraditoriamente, ainda assim, falta em Fortaleza a ideia de construir uma cena musical própria daqui. Acho até porque quando se pensa numa banda, procura-se fazer crescer a banda, e deixa de lado o todo”, pontua. Álvaro concorda: “Ainda existe muita competição, de ter dois eventos no mesmo dia para rachar o público. Acho que se esquece que se houvesse mais debate, e as coisas acontecessem mais colaborativamente, a cena ficaria cada vez mais forte”.

Serviço
Grito Rock Fortaleza – Brom’s
Onde:
Brom’s Partyhouse (rua Dos Tabajaras, 402, em frente ao Estoril – Praia de Iracema) e Ateliê Marcelo do Sol (rua José Avelino, 650, ao lado do Teatro da Praia – Praia de Iracema)
Quando: hoje (9), a partir das 20h, e amanhã (10) às 21h
Quanto: R$ 10 (vendas no local)
Dica: Nos dois dias os 50 primeiros ingresso levam o DVD “5 anos de Panela Discos”.
Outras info: 85 3262 5011

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.