Educação

Ministério Público pede suspensão de brinquedos em fast foods

549 4

Ministério entrou com uma ação determinando que redes como Mc Donald’s, Burger King e Bob’s suspendam as promoções que combinam brinquedos com a venda de trios compostos por sanduíches, refrigerantes e batatas-fritas.obesidade-infantil

Três meses depois de ter enviado às grandes redes de fast food uma recomendação para que tirassem dos seus cardápios os brinquedos que acompanham os sanduíches – leia mais sobre essa recomendação aqui – o Ministério Público Federal entrou com uma ação ontem, segunda-feira, 15 de junho, em São Paulo, para que redes como o Mc Donald’s, Bob’s e Burger King suspendam a comercialização de brinquedos em suas lojas.

De autoria do procurador da República, Márcio Schusterschitz da Silva Araújo, a ação apóia-se no argumento de que os brinquedos incitariam as crianças a consumir alimentos de alto teor calórico e baixo valor nutricional, o que contribuiria para o aumento da obesidade infantil.

De acordo com o procurador, a estratégia de marketing de vincular a entrega de brinquedos ao consumo itens como sanduíches, batata-frita e refrigerantes poderia criar uma associação prejudicial na mente das crianças além de colaborar para a formação de um hábito de consumo não-saudável.

As redes de fast food ainda não responderam se irão recorrer da determinação do MP. Caso a ordem seja acatada, tradicionais promocionais como McLanche Feliz, Lanche Bkids e Trikids poderiam deixar existir – ou, no mínimo, deixar de distribuir os brinquedos-surpresa que acompanham os respectivos “trios”.

Até quando vamos ignorar a lei? Publicidade dirigida a crianças é crime!

Colaboração: Victor Chidid

Fonte: Meio & Mensagem

Recomendado para você

4 Comentários

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *