Educação

Conselho Nacional de Educação pede metas mais ousadas

O Conselho Nacional de Educação (CNE) endossou no último dia 19 o coro para que o Plano Nacional de Educação (PNE) defenda metas mais audaciosas para o próximo decênio.

O órgão apresentou uma série de propostas ao texto encaminhado pelo governo Lula ao Congresso Nacional.

Entre elas está a elevação do investimento público em educação dos atuais 5% para 10% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2020.

A bandeira dos 10% já havia sido levantada por entidades como União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e a Campanha Nacional Pelo Direito à Educação.

O PNE prevê 7% do PIB para a área até 2020. “Apesar dos avanços obtidos nos últimos anos, ainda apresentamos um quadro lamentável e gravíssimo de educação”, afirmou o presidente do CNE, Antonio Carlos Caruso Ronca.

Fonte: Gazeta de Alagoas (AL); Gazeta do Povo (PR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *