Educação

No Brasil, 36,9 mil crianças vivem em abrigos

Levantamento realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) revela que existem 36,9 mil crianças vivendo em instituições de acolhimento no Brasil.

Uma alteração no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em vigor desde 2009, prevê que o tempo máximo de acolhimento seja de dois anos e, por isso, o número de crianças deve diminuir.

A pesquisa mostra ainda que 60% dos acolhidos têm vínculos e recebem visita dos familiares e mais da metade deles têm menos de 11 anos.

O promotor Murillo Digiácomo, do Centro de Apoio Operacional das Promotorias da Criança e do Adolescente do Ministério Público do Paraná, afirma que “é preciso fortalecer a convivência familiar e criar mecanismos de promoção, pois as instituições nunca substituirão a família”.

Fonte: Gazeta do Povo (PR)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *