Educação

Morte de crianças e adolescentes cresceu 376% nos últimos 30 anos

783 3

Dados do “Mapa da Violência 2012 Crianças e Adolescentes do Brasil”mostram que os 8.686 assassinatos de adolescentes e crianças em 2010 representaram um aumento de 376% em relação a 1980.

O levantamento analisa as informações do Ministério da Saúde sobre as causas das mortes de pessoas entre zero e 19 anos de idade. O sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, coordenador da pesquisa, destaca o aumento na proporção de homicídios, de cerca de 11%, em 1980, para 43% em 2010.

“Os homicídios de jovens continuam sendo o calcanhar de aquiles do governo. Esse aumento mostra que criança e adolescente não são prioridade dos governos”, disse. Entre os estados em que houve maior aumento dos assassinatos de jovens estão Alagoas, com uma taxa de 34,8 homicídios por 100 mil habitantes, Espírito Santo (33,8) e Bahia (23,8).

3 Comentários

  • antonio carvalho disse:

    Até as pedras do calçamento sabem que o que está motivando a morte de jovens é a droga e a IMPUNIDADE deles promovida pelo estatudo da criança e adolescente. As famílias não se conformam em ver seus parentes mortos por esses pequenos marginais que ficam soltos, à vontade para praticar novos crimes. Partem então para a vingança privada, já que o estado nada faz.

  • Jlux disse:

    Enquanto isto os recursos destinados à educação continuam sendo dilapidados por nossos gestores. Resultado: – professores pessimamente remunerados + prédios escolares caindo aos pedaços + educação de má qualidade + crianças fora da escola = genocídio de jovens e adolescentes.

  • RODRIGO disse:

    Prova de que o estatuto da criança e do adolescente além de utópico e obsoleto, cria condições para a impunidade dos menores e faz com que estes se tornem soldados do crime e do tráfico de drogas, para acobertarem as ações de bandidos adultos…

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *