Educação

Puberdade precoce tem origem genética

A ocorrência de um tipo de puberdade precoce, denominada puberdade precoce central, apesar de atingir milhares de crianças em todo o mundo, ainda era considerado um caso idiopático — sem causa conhecida—,principalmente em meninas.

A doença pode acarretar efeitos adversos no comportamento social e no desenvolvimento psicológico, além de anormalidades físicas, como baixa estatura e maior risco de diabetes, câncer e condições cardíacas. Segundo pesquisadores do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), a resposta para o desenvolvimento da enfermidade está em defeitos no gene MKRN3.

Os resultados do estudo apontam a hereditariedade paterna como uma das possíveis causas para a doença e foram publicados na edição desta semana da New England Journal of Medicine. Definição – A puberdade precoce é definida pelo desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários antes dos oito anos em meninas e dos nove anos em meninos.

Dezesseis famílias com indivíduos nessa condição, sendo 13 brasileiras, duas americanas e uma belga, foram reunidas para que tivessem as informações genéticas analisadas. Necessariamente os núcleos familiares deveriam ter pelo menos duas pessoas com a característica. Em média, os indivíduos diagnosticados chegaram à puberdade por volta dos cinco anos.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *