Educação

Participação de crianças e adolescentes na Copa terá regras-padrão

Padronizar as regras para a participação de crianças e de adolescentes em eventos da Copa do Mundo de 2014 e unificar os procedimentos dos juizados da infância e da juventude nos locais onde haverá jogos é fundamental para evitar dificuldades burocráticas, tanto para brasileiros como para estrangeiros que assistirão às partidas.

Com esse objetivo, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) começou a discutir uma recomendação que deverá ser editada por magistrados da área que atuam nas cidades-sede.  O texto em análise traz regras sobre hospedagem de adolescentes com menos de 18 anos sem a presença dos pais, sua entrada e permanência nos estádios e a participação em eventos promocionais da Copa.

Juízes e coordenadores da infância e da juventude dos tribunais de Justiça dos 12 estados que receberão jogos e representantes da FIFA estão reunidos no CNJ para tratar do assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *