Educação

Droga interrompe autismo em ratos

O transtorno do espectro autista é um distúrbio que se manifesta ainda na infância e leva as crianças a terem dificuldade de estabelecer relações sociais e a se comportarem de forma repetitiva e compulsiva em alguns casos.

Assim como grande parte das doenças psiquiátricas, não existe ainda um exame ou um fator biológico específico que aponte a origem do problema.

Especialistas do mundo todo concordam que a origem parece estar na união de fatores biológicos e ambientais, e diversos grupos de pesquisa buscam pelas peças desse quebra-cabeça e por tratamentos que amenizem os sintomas.

Um novo estudo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, aponta para uma droga que pode ajudar nesse último objetivo.

Publicada na revista Translational Psychiatry, a pesquisa, realizada em camundongos com sintomas semelhantes ao da doença, sugere que o autismo é consequência de uma anormalidade na comunicação celular.

Os pesquisadores observaram que um medicamento quase centenário utilizado para tratar a doença do sono é capaz de reverter essa falha.

Fonte: Correio Braziliense