Educação

Jovens fazem diagnóstico das falhas na educação no Brasil

A taxa de analfabetismo entre adultos no Brasil tem caído nas últimas duas décadas e a educação pública básica já é capaz de atingir praticamente todas as crianças.

Mas por que a escola por aqui ainda é tão ruim? Essa pergunta foi feita por um grupo de dez jovens empreendedores brasileiros – metade deles com passagem por Harvard (EUA), a melhor universidade do mundo – a cem representantes de vários setores do Brasil.

A ideia foi levantar problemas e apontar soluções. Tudo isso foi reunido no manifesto “Mapa do Buraco”. Uma das questões apontadas é a baixa atratividade da carreira docente no Brasil.

“O professor brasileiro ganha mal e não tem status na sociedade”, diz Renan Ferreirinha Carneiro, 20, estudante de economia em Harvard, com bolsa da Fundação Estudar, e um dos idealizadores do projeto.

De acordo com o diagnóstico, apenas 2% dos estudantes brasileiros pensam em ser professores. Em países como Finlândia e Coreia do Sul, donos dos melhores indicadores de ensino do mundo, essa taxa é de 30%.

Fonte: Folha de SP