Educação

UFC é quinta do Brasil em ranking do MEC e receberá recursos extras de R$ 2,6 milhões

Imagem: Foto da fachada lateral da Reitoria da UFC com banner com brasão impresso pendurado no andar de cima

A Universidade Federal do Ceará é a quinta do Brasil em ranking elaborado pelo Ministério da Educação (MEC) que avalia qualidade, desempenho e eficiência das instituições federais de ensino superior. Com a colocação de destaque, a UFC receberá um acréscimo de R$ 2,6 milhões na sua receita para investimentos, valores que serão utilizados na aquisição de placas para produção de energia solar na Universidade.

O ranking do MEC classificou as 63 universidades federais brasileiras, dividindo os recursos conforme a colocação de cada instituição na lista. Quanto mais bem colocadas, maior o incremento financeiro. Ao todo, o MEC liberou R$ 125 milhões em divisas extras às instituições. Os recursos são advindos de remanejamento do orçamento da Secretaria de Educação Superior (SESU).

Os critérios foram definidos em uma faixa que vai de 1 a 5. No quesito qualidade, a UFC ficou na faixa mais elevada, 5. Já em eficiência, a Federal do Ceará obteve 4. Conforme o ministério, a eficiência das universidades foi medida pelo menor custo por aluno.

De acordo com o pró-reitor de Planejamento e Administração da UFC, Prof. Almir Bittencourt, a instalação de placas fotovoltaicas terá um reflexo positivo nas contas da Universidade. “A energia a ser gerada aqui será colocada na rede nacional. Com isso, vamos ter abatimento na nossa conta. A estimativa é que nosso custo com energia caia na ordem de 30% a 40% do valor atual, que hoje é R$ 1,2 milhão por mês”, explica o professor.

PLACAS SOLARES – A ideia, explica o pró-reitor, é que as placas solares sejam instaladas no teto de alguns prédios que estão sendo construídos na UFC. Além dessa nova leva de painéis, a UFC já está avançando na instalação de placas fotovoltaicas em dois locais: na Fazenda Experimental Vale do Curu, no município de Pentecoste, e na Residência Universitária 125, no bairro Benfica, em Fortaleza. A instalação nesses locais, cujos recursos vêm de outra fonte, está em fase de elaboração dos estudos preliminares.

A usina solar a ser instalada em Pentecoste terá também caráter didático. Ela será instalada em uma área não utilizada de 50 hectares da Fazenda Experimental. “Vamos utilizar essa área para instalar os painéis, e a empresa contratada vai nos fornecer laboratórios para pesquisa, apoio a toda a parte de ensino na área de energia, produção e manutenção de painéis para estudantes e professores”, explica Almir Bittencourt.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional – fone: (85) 3366 7331

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 10 =