Fisioterapia & Saúde

Parto como era antigamente

Daniele Medeiros, 30, trocou o hospital pela sala de casa, a cama pela água, a anestesia e o soro por exercícios, respirações, alongamentos e massagens. Às 2h30min, começou o trabalho de parto. Lá pelas 4 horas, depois de rolar na cama (“não dava mais pra segurar a ansiedade“), Daniele tomou um belo café da manhã, esperou amanhecer e ligou para a equipe que a ajudaria a parir.  O marido e a mãe já estavam ao seu lado. Primeiro chegou a doula, Kelly Brasil, para orientar os exercícios na bola de pilates e a frequência das respirações. Depois, a obstetra. Durante cerca de sete horas, Daniele circulou pelo apartamento, aliviou a dor na lombar com movimentos na bola de pilates, recebeu massagens e vivenciou cada contração. A última hora, ela passou dentro d-água, coberta do umbigo pra baixo. Antes das 10 horas, Rudá nasceu com 50 centímetros e 3,4 quilos. Ficou um instante submerso, subiu e foi direto pro colo da mãe. “Nem sei quanto tempo passamos juntos ali. Perdi completamente a noção“, conta Daniele.  Veja mais: http://www.noolhar.com/opovo/cienciaesaude/981058.html

Parabéns pela matéria do caderno Ciência e Saúde, já é chegado a hora de comprar essa antiga idéia.  Aproveitamos e manifestamos nosso sinceros votos de felicidades a todas as mães e em todos os dias do ano.