Fora da Ordem

Artistas e produtoras recorrem ao drive-in para realização de shows no Brasil

216 1

Roberta Campos vai fazer shows em estreia de equipamento (Foto: Divulgação)

A indústria do entretenimento foi uma das mais afetadas pela pandemia de Covid-19. Absolutamente todos os shows que estavam marcados no País (e em grande parte do globo) chegaram a ser adiados ou suspensos. Para combater a crise, artistas e produtoras recorrem a uma opção um tanto nostálgica.

A cantora e compositora Roberta Campos vai estrear o Magic Drive-In, releitura do antigo cinema drive-in, criado em 1932, em Balneário Camboriú (SC). Ela faz três shows, nos dias 3 e 4 de julho próximo.

Por meio da assessoria de imprensa, a artista revelou que “encarar o desafio de montar espetáculos neste formato demonstra a resiliência e a esperança da indústria da arte neste momento tão delicado, em que a gente precisa continuar o nosso trabalho e manter a arte viva sem colocar em risco a saúde das pessoas”.

A artista foi convidada do podcast Fora da Ordem. Ouça:

Há estacionamentos de shoppings de várias capitais, incluindo Fortaleza, na mira de empresas como a Dream Factory, que planeja ocupar os espaços com opções de entretenimento. Na Capital cearense, o projeto Dream Park já está previsto para ocorrer em julho.

Em Curitiba, estão sendo vendidos ingressos para o Planeta Drive-In, que ocorre de hoje, 23, até o próximo dia 30, com exibição de filmes na Pedreira Paulo Leminski.

Outra opção que parece razoável é a realização de shows drive-in em estádios. De acordo com o Lance, o cantor Luan Santana e o comediante Maurício Meireles aguardam autorização para a primeira apresentação do tipo no Allianz Parque, em São Paulo.

Shows em drive-ins já ocorrem mundo a fora, principalmente nos Estados Unidos e em países da Europa. O cantor country Keith Urban se apresentou para cerca de 125 carros em Nashville, em maio último, produzido pela Live Nation.

Na Austrália, a cantora Casey Donovan cantou para uma plateia com carros e recebeu buzinas ao invés de aplausos. Shows com plateias espaçadas também já foram vistos por aí. O cantor Travis McCready se apresentou no Arkansas, nos EUA, para uma plateia de pouco mais de 200 pessoas em um espaço onde caberiam mil.

Recomendado para você

1 comentário

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *