Futebol do Povo

Derrotados nos estaduais, Ceará e Bahia escancaram problemas defensivos

679 10

Rivais na final da Copa do Nordeste e com campanhas muito parecidas, Ceará e Bahia não usaram o sucesso na competição regional de forma positiva nas decisões estaduais deste domingo. Pelo contrário. Ambos foram derrotados por adversários que não tomaram conhecimento da situação e foram superiores. O resultado: armas mútuas de problemas defensivos sérios para a final da próxima quarta-feira.

O tricolor foi atropelado pelo Vitória da Conquista. Além dos 3×0, o time comandado por Sérgio Soares não conseguiu dominar a partida em momento algum. Não hã contestação no resultado, que contou com falhas individuais terríveis dos defensores, além de total ausência de dinamismo dos meio-campistas na marcação.

Também o Ceará não pode contestar a derrota para o Fortaleza por 2×1. Primeiro porque a arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro foi, surpreendentemente, corretíssima. E, claro, porque o alvinegro foi dominado, especialmente no primeiro tempo, quando sofreu dois gols e viu o time de Marcelo chamusca perder outras oportunidades.  O principal motivo? Fragilidade no posicionamento defensivo nas jogadas laterais e cruzamentos, seja por cima ou rasteiros.

Com pouco tempo para treinar, Silas e Sérgio Soares terão que conversar com os elencos. Não há outra solução. É papo e muito papo. Certamente nenhuma surpresa tática será apresentada. Não há coelhos nas cartolas. E muita pressão na decisão estadual de quem perder o título da Copa do Nordeste.

Recomendado para você