Futebol do Povo

Apesar de seis contratados, Ceará ainda procura atacantes

442 8

Siloé, Muller Fernandes, Rafael Costa, Rodrigo Silva, Fabinho e Vinicius. O sexteto de atacantes foi contratado para a disputa da Série B pelo Ceará. O objetivo era tentar suprir as ausências de Magno Alves, William e Marinho, que foram embora e a de Assisinho, ainda artilheiro da temporada pelo clube com 12 gols, machucado.

Com exceção de Rafael Costa, que mostra – e até pelo que já fez – conhecer a posição e potencial para ajudar a equipe, os demais, ao lado de Robinho, vivem momentos bem ruins. Apesar da quantidade, a qualidade ficou de lado e com o time na zona de rebaixamento os torcedores, com razão, perderam completamente a paciência com o sistema ofensivo do alvinegro, composto de atletas com índices muito baixos de gols marcados.

A produção do programa Futebol do Povo conversou nesta tarde com o Diego Cerri, gerente de futebol do Ceará. O dirigente confirmou que o clube está sim atrás de atacantes para a disputa da Série B. A declaração deixa claro que tanto o técnico Geninho como a diretoria sabem que o setor necessita de jogadores que cheguem para resolver. Geninho, inclusive, não esconde a insatisfação com o material humano ofensivo. São apenas nove gols marcados em 12 partidas, o segundo pior ataque da Série B.

Recomendado para você

8 Comentários

  • Cesar de São Paulo disse:

    Tirando o Mulher Fernandes, os outros cinco já mostraram que tem qualidades, mais quando chega no Ceará desaprende a jogar. Mais também tem jogo que o Ceará não cria uma chance de gol, mais agora com Bernardo é Ricardinho criando possa ser que esse atacantes consiga fazer gols. Mais no Ceará ultimamente é assim mesmo Fernando Graziani, em lugar de qualidade sempre vem quantidade.

  • alberto t disse:

    Vou reproduzir a frase da diretoria, ” O MERCADO TÁ FECHADO PRÁ JOGADORES BONS, TÃO TODOS JÁ EMPREGADOS” é o repeteco da nossa diretoria todos os anos e agora ñ será diferente, vamos ouvir essa frase ainda por muito tempo; ñ será demais repetir essa frase, GENINHO Ñ É MÁGICO E NEM MILAGREIRO, mas com certeza tá fazendo de tudo e alguma coisa a mais prá pelo menos livrar o vozão dessa maldita CZONA, coisa q um bando de 1% da galera defende, pro jogo de hoje escalou o q há de melhor se é q há e de imediato nem relacionou uma turma q trouxeram como jogador, tipo Róger Gaúcho e os tais PRATAS da casa como: Robinho e Buiú; pelo menos nos últimos três jogos ñ perdemos e apenas pegamos um gols q já foi feito festa, eu festejei sim afora 1% q soltou até foguete, Geninho, se for verdade q tão trazendo umas 4 contratações com seu aval, aí meto fé.

  • Cesar de São Paulo disse:

    Acho que a janela de transferência de jogadores vindo do exterior fecha na próxima segunda-feira, dia 20 de Julho, ai vamos ver qual vai ser a próxima medota que a diretoria vai inventar. Pois toda semana chega um atacante que vem do exterior, é até hoje nem sinal desse jogador.

  • FERNANDO GONDIM disse:

    Caro Graziani

    Devido a problemas técnicos com a TV a cabo, estou sem poder assistir o seu programa, gostaria de saber se poderia assisti-lo pela internet e em caso positivo qual o link ou endereço de acesso.

    Obrigado

    Fernando Gondim

    Oi Fernando. No canal do youtube da TV OPOVO os programas são disponibilizados. NO EI Plus, do Esporte Interativo, também, mas é preciso ver a atualização de ambos. Obrigado pelo interesse, mas lembro que o programa passa em canal aberto, na TV O POVO, canal 48.
    Abraço,
    Fernando

  • Patrício disse:

    E ele então não respondeu sobre lista de dispensa?
    Depois do jogo de hoje já valeria preparar, com atacantes e outras posições (não acredito que não se tenha um lateral direito pelo menos mediano, ficando nessa da correria até o fim do ano, cruzando paras as nuvens, nada adiantando, por mais que venham ótimos atacantes)

  • Matheus disse:

    Enquanto isso as dívidas vão se acumulando.

  • Célio Miranda Albuquerque(Capital alencarina) disse:

    Fernando Graziane, no caso em que a própria organizadora de uma competição força o time competidor a perder como condição para ingressar n’outra de maior projeção, não estaria passiva de um processo na justiça por estar estimulando o comportamento antidesportivo?

    E se um jogo desses de cartas marcadas fosse inserido na lotaria, os apostadores prejudicados, não poderiam mover uma ação jurídica contra o responsável pelo torneio, os dirigentes do clube que patrocinou a abertura, bem como contra os próprios jogadores que aceitaram perder?

    Fico no aguardo desta vez, como da outra em que você não me respondeu talvez por ser assunto para advogado?

    Atenciosamente

    Não me recordo, Célio. Não consigo responder a todos, infelizmente. Suas perguntas são coerentes, mas não vejo como um caso jurídico em função de não existir obrigatoriedade da equipe perder de propósito. Além disso, os clubes são a CBF. Eles que elegem presidentes das Federações que elegem os dirigentes da CBF. Agora, a justiça está aí para todos.
    FG

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 13 =