Futebol do Povo

Londrina 3×2 Ceará: sistema defensivo errou demais e comprometeu resultado

1175 35

Elton bem que tentou – marcou duas vezes de cabeça, uma em cada tempo – mas não conseguiu livrar a cara do sistema defensivo do Ceará neste sábado, em Londrina. Tanto a primeira linha defensiva como o meio-campo do Alvinegro foram muito mal na derrota por 3 a 2. Falhas táticas evidentes, espaços dados para os contra-ataques do time da casa e equívocos individuais em profusão – Luiz Otávio fez sua pior partida com a camisa do Ceará – determinaram a derrota na volta dos comandados de Chamusca aos gramados da Série B após 15 dias.

Com 37 pontos, na quarta colocação, o Ceará agora tem a companhia de Paraná e Juventude, ambos também com 37 pontos, respectivamente em quinto e sexto lugares. Na próxima sexta-feira, no Castelão, a equipe recebe o líder América-MG e apenas uma vitória garante manutenção de vaga no G-4 sem depender de outros resultados.

Ainda sobre o jogo no estádio do Café, o Ceará produziu bastante ofensivamente. Não se pode acusar o time de atuar recuado ou de não ter coragem para impor seu futebol. Foram 17 finalizações e em que pese as tentativas inexplicáveis de Lele e Leandro Carvalho, Elton fez a sua parte para que o time ao menos empatasse – o que não seria um resultado ruim – mas o Ceará permitiu 14 finalizações e ainda que o Londrina tivesse méritos claros, os deméritos defensivos foram superiores.

No primeiro gol da equipe do Paraná, Luiz Otávio errou duas vezes e terminou por dar o passe para Carlos Henrique marcar. No segundo, o sistema todo errou ao permitir quatro jogadores do Londrina contra três do Alvinegro até sair o tento de Artur e no terceiro, a defesa permitiu o cruzamento e Romário marcou a bola e não o autor do gol, Safira, que ainda contou com Everson – que fez boas defesas na partida – posicionado de forma equivocada.

Não se pode esquecer também o “quem não faz toma”. Um minuto antes de tomar o terceiro, o Ceará perdeu grande oportunidade de cravar a virada, mas Felipe Menezes parou no goleiro Cesar. É o futebol, o esporte que não perdoa gols perdidos.

Recomendado para você