Futebol do Povo

Ceará 2 x 1 Fortaleza – superioridade alvinegra e erros de Ceni marcam o Clássico-Rei

2183 23

O futebol é um esporte em que, fundamentalmente, se tenta evitar os erros, ao mesmo tempo que se pune os erros do adversário. Em um Clássico-Rei, tal equação é infalível. Foi assim que mais uma vez Marcelo Chamusca levou a melhor sobre Rogério Ceni e fez o Ceará vencer o Fortaleza por 2 a 1, no Castelão, revertendo a vantagem que antes era do Tricolor na finalíssima do Campeonato Cearense.

O baiano de 51 anos, como em um jogo de xadrez, montou (mais uma vez) estratégia superior à do rival, potencializando suas forças e explorando as fraquezas do oponente.

O Ceará criou muito mais chances de marcar que o Fortaleza (foram 12 finalizações perigosas do Vovô contra 5 do Leão), fruto de um soberbo domínio territorial do Alvinegro na faixa central do campo.

Rogério Ceni errou ao escalar 3 zagueiros e 2 volantes. O time ficou totalmente sem poder de criação, com um meio de campo engessado e nada fluido. Os laterais – a jogada forte de Ceni – foram bem marcados e pouco efetivos. Léo Natel esteve apagado e Osvaldo era como um Oásis de lucidez no deserto que era a infrutífera meia-cancha leonina.

Ainda sobre Ceni, alguns pontos que não consigo entender: por que Derley é reserva? Por que Alan Mineiro, contratado para ser o “camisa 10” no ano do centenário não joga? Por que o preparo físico é terrível? Por que o time, depois de 4 meses (17 jogos), não tem um padrão tático nem alternativas de jogo?

O torcedor também busca tais respostas, por isso muitos perderam a paciência e xingaram o treinador de “burro” ainda durante o jogo.

Rogério Ceni mais uma vez mudou a formação: atuou no 3-4-3. Sem nenhum meia de armação, teve interioridade numérica no meio de campo e viu o Ceará dominar totalmente o setor.

O Tricolor, por sinal, buscou o gol muito mais por méritos dos jogadores e da individualidade do Gustavo que de uma estratégia de Rogério Ceni. Ao contrário, o time foi muito desorganizado e foi dominado pelo Ceará o jogo quase todo.

Gustavo se via como um soldado desarmado. Cercado de rivais, não era municiado para utilizar o seu ponto forte, a finalização. Nas poucas bolas que recebeu, levou perigo, inclusive colocando uma na trave e outra nas redes.

Mas antes ele já havia visto Arthur brilhar e marcar duas vezes, coroando uma atuação bastante superior do Alvinegro de Porangabuçu. O Ceará, inclusive, perdeu a oportunidade de praticamente selar o título.

Tivesse maior efetividade nas finalizações, poderia tranquilamente ter feito 3 ou 4 gols e dificultado bastante a vida dos tricolores.

Ademais, superioridade física, técnica e tática do Vovô, que reverteu a vantagem do rival e agora joga pelo empate para ser campeão.

Todavia, a peleja está totalmente em aberto, só que o Fortaleza terá que fazer o que ainda não fez no ano: vencer o Ceará. Em três jogos, foram duas derrotas e um empate.

Não me arrisco a fazer qualquer previsão do resultado final, mas de uma coisa tenho certeza: domingo teremos uma grande partida, com o Castelão fervendo em clima de finalíssima, com muita coisa em jogo e a resposta para a pergunta que paira a cabeça de todos: Quem vai levantar a taça? Façam suas apostas!

Recomendado para você

23 Comentários

  • Juninho Alvinegro disse:

    Se o Ceará estivesse focado no titulo eu dizia que o alvinegro ganharia, mas como querem brincar com fogo, o titulo está difícil, pois para o adversário vale uma simples vitória. Não quiseram fazer o 3º gol, e a bola pune. Aquele gol que o Ceará levou, é o tipo gol entrega titulo. Pasmaceira total.

    • Roysson disse:

      Concordo. Pra quem observa o futebol a tanto tempo, realmente, é o tipo do gol que se irá dizer no final: “se não fosse aquele gol…”

  • João Ximenes disse:

    Complexo de “INFERIORIDADE” do CENI é terrível.

    “Eles LÁ(os daqui) são favoritíssimos, por essa nossa situação atual de elenco; terem o privilégio de ter elenco sobrando a ponto de poupar um time inteiro(o chamado time titular nessa rodada), e chegarem descansados; de serem(estarem) de Azona; teem maior investimento financeiro. Por isso, vai ficar “chato” não conseguirem o titulo do estadual”.
    CENI

    Isso foi dito logo após a conquista da vaga contra o Floresta, quando vencemos por 3 X 1.
    Relendo agora: MAIS PARECE UMA PREMONIÇÃO.
    TREMEI !

    – “SITUAÇÃO ATUAL DO ELENCO” ele se referia ao grande número de jogadores impossibilitados de participarem do jogo: Boeck, Adalberto, Uchôa, Edinho, Leonan, Jean Patrick, que dai só participou do anterior Edinho.

    – “TIME DESCANSADO” porque Eles LÁ(os daqui) teem o previlégio de ter 3 times a disposição, enquanto que a gente tem 9 jogadores capazes.

    – “SEREM DE Azona” foi uma conquista conseguida com basicamente esse mesmo time ano passado e Ceni era pra saber disso. Ninguém o avisou não é ?

    – “INVESTIMENTO FINANCEIRO” foi quase zero pois a gente olha pro campo e ver 1 contratação(Juninho); e 3 retornos(Ernandes, Wesley, Felipe Azevedo).

    – E o pior: “POR ISSO VAI FICAR CHATO NÃO CONSEGUIREM O TÍTULO”.

    Tá de BRINCADEIRA o CENI.

    CENI pecou “de novo” quando não fez o trivial: meter no jogo time mais parecidopossível do anterior com a volta do TINGA, e só, pois o restante dos jogadores estavam lá: Mateus; TINGA, Roger, Ligger, Bruno; Derley, Pablo, Felipe, Natel; Oswaldo, Gustavo.

    SERÁ DIFÍCIL DE ENTENDER ISSO ?!

    Ele(Ceni) METEU foi 3 zagueiros contra um time que o forte é do meio pra frente; tirou PABLO e DERLEY pra meter IGOR; ficou com 3 zagueiros e 3 volantes, e só ai são 6 homens com característica de marcação; deixou BRUNO e TINGA nos seus posicionamentos de braços cruzados(e ai aumenta pra 8 jogadores); deixando OSWALDO a correr sem bola e GUSTAVO isolado como boi de piranha; e o PIOR, meteu Derley – titular no jogo anterior – ao final pra ficar boiando feito merda n’agua entre Felipe e Gustavo. Por incrível que pareça, foi ai que o time teve REAÇÃO.

    PODE UM NEGÓCIO DESSE ?

    CENI passou a vida toda(desde piquitutin) embaixo de uma trave e era pra TER NOJO de time que joga com 3 zagueiros, pois a coisa só quebra em cima do goleiro.
    É inadmissível numa época de hoje um “técnico” armar seu time dessa forma, PRINCIPALMENTE, se tinha um pensamento formado e tão INFERIOR sobre o adversário.

    FEC(até passar a raiva vou chamar assim ao invés de LEÃO…), foi ESMAGADO e aguentou só 20 minutos, levando 2 GOLS DE UM MESMO JOGADOR que, “teoricamente” não era pra levar pelo número de jogadores na área(3 zagueiros e 3 volantes).
    Levou 2 gols justamente como não deveria: DE CABEÇA E PELO CHÃO ambos da marca do penalte.

    Ê CENI… desse jeito você não se FIRMA nunca como treinador.

    SABE QUEM TÚ ME LEMBRA ?
    Dele mesmo: DUNGA, que também é treinador de pranchetinha e de botão.

    VAI GANHAR O CAMPEONATO ?
    Na MINHA opinião: VAI, NEM QUE TÚ NÃO QUEIRA.

    Agora vou ler o Post de hoje que, só li a machete pra aproveitar a palavra SUPERIORIDADE e trocar ela por COMPLEXO DE INFERIORIDADE, pois vi o jogo e sei também tirar minhas conclusões.

  • Leandro Goncalves disse:

    A torcida alvinegra só está satisfeita pela reversão da vantagem.No mais,temos muito a lamentar.Em clássicos,quando se tem a oportunidade de fuzilar,não se pode deixar passar.Ceará complicou o simples. Aliás,vem complicando…Foi assim contra o Atlético-PR,foi assim contra o Uniclinic e ontem DE NOVO !!

    Por futebol jogado e elenco poderíamos cravar o Ceará como Bi-campeão.Mas time ruim tem sorte.O Gol do Gustavo mostrou isso…Todo cuidado é pouco no domingo.Que o Ceará entre com a mesma disposição logo no primeiro tempo. Que Arthur continue iluminado e saia do Ceará com esse título .Não acho mais que ele vai continuar pra série A.Ontem à noite,todos os sites esportivos só falavam de um único nome. Gustagol? kkkkk Não,nao…Era do rei Arthur,mesmo.Pra despeito e inveja dos terceirizados…Calma,tricolores…kkkkkkkk

  • Renan disse:

    3-4-3 com dois volantes? Só o Ceni mesmo. Não consigo nem chama-lo de técnico, pra mim ele tá meio longe disso. Orgulhoso e arrogante, insiste em não dar padrão tático ao time. Depois daquela declaração esdrúxula sobre o Ceará ser infinitamente superior ao fortaleza, nada mais resta para redenção dele se não for campeão. Caso não seja, que o Fortaleza pague sua multa ou torça para que ele receba uma proposta (acho difícil), pois a torcida não aguenta mais.
    Mesmo assim estaremos apoiando até o fim. Nada está decidido.

  • Robson disse:

    A derrota tricolor da última noite tem um nome e sobrenome: Rogério Ceni.

    O comandante tricolor extrapolou seu direito de errar nessa partida: começou com uma escalação sem um homem de criação no de campo tricolor, continuou errando ao assistir impassível um tempo inteiro seu time sem saída de bola tomar pressão do adversário. Errou quando resolveu colocar o tresloucado do Wesley em campo, mas nesse aspecto merece um desconto por conta das ausências forçadas no elenco.

    Enfim, Rogério Ceni foi um desastre nesse jogo. Mas inegavelmente tem sorte. Primeiro, por que o adversário abusou de perder gols, 2 a 0 já seria pouco pela quantidade de chances criadas pelo time que usa o terreno de terceiros, que poderia ter matado a final no jogo de ontem.

    O gol achado de Gustavo devolveu o time tricolor à final – inclusive emocionalmente- e salvou a pele de Rogério Ceni que, indiscutivelmente nasceu virado para a Lua.

    Enfim, depois da atuação desastrosa de ontem, parece até mentira que o Fortaleza EC “só” precisa ganhar por um gol para ser campeão. Vamos torcer que o comandante tricolor tenha esgotado sua cota de erros.

    Saudações Tricolores !

  • Rogério disse:

    Vi o jogo pela TV e concordo com a superioridade do Ceará. O FEC totalmente desorganizado e parecia ter caído de um caminhão de mudança, tal qual foi a supremacia alvinegra. Ceni, por sua vez, dando explicações até louváveis pela falta de elenco, porém sem nenhuma tática capaz de ganhar o meio-campo que mais uma vez foi determinante para o resultado do jogo. O FEC só com a conta do chá , ainda deu trabalho à zaga alvinegra. Sentimos e muito as faltas de Boeck e Edinho. Tomara que se recuperem pra domingo. No mais , aquele gol do Gustavo deu-nos um alento. Qualquer semelhança com o gol do título de 2015 é mera coincidência: Tinga de cabeça pro meio da área e gol. Pode sair caro pro Ceará esse golzinho salvador, mas a distância técnica e a reposição alvinegra são infinitamente superiores em relação ao Fortaleza. A vantagem agora é alvinegra,mas a luta ainda está em aberto. Vamos ver quem sairá com o título. Tá mais pro Ceará, mas……..
    Saudações Tricolores !

  • Robson disse:

    André, sobre o estilo de jogo usando os laterais que você citou, o time de Ceni me lembra cada vez o estilo de jogo de um time histórico.

    Ceni era o goleiro do São Paulo tricampeão brasileiro na metade da década passada. Um time que era conhecido por ter a jogada aérea como seu principal recurso e uma defesa com 3 zagueiros, um futebol feio, mas pragmático, que ficou conhecido como “Muricibol”. Parece-me que isso marcou indelevelmente o modo de ver futebol do comandante tricolor que tenta, ao que parece, repetir a fórmula no tricolor de aço.

    O problema é um estilo de jogo pra lá de batido e enfadonho. O time não tem penetração e depende quase que exclusivamente de cruzamentos para o centroavante. Repertório pobre para quem almeja ser protagonista em uma série B.

    Saudações Tricolores !

    • André Almeida disse:

      É verdade, Robson. Mas acredito que o treinador deve utilizar o esquema de acordo com as peças que tem no elenco, e não tentar fazer o elenco se encaixar em um esquema que nitidamente não tem rendido.

      Aquele São Paulo do Muricy, como você bem cita, tinha uma mecânica de jogo que funcionava com 3 zagueiros. O Fortaleza tem mostrado que não.

      É papel do treinador identificar as características e qualidades do seu elenco para utilizar a alternativa que possa potencializar seus pontos fortes.

      Abraço!

  • Phelipe disse:

    Não dá p entender o por quê Igor Henrique e Jussani são titulares do Fortaleza. Dois péssimos jogadores que só ajudam o time quando saem de campo. Quanto a modificação que gerou os gritos de “burro” não vejo ser essa modificação o motivo, pois qdo sai Leo Natel e entra Alípio nada muda, ou seja, o que era ruim continua ruim. Os gritos de burro foi pelo conjunto da ópera, aliás em um time limitadíssimo como o Fortaleza perder tantos jogadores na fase final do campeonato é algo pra deixar qualquer treinador desamparado. Ceará foi melhor do começo ao fim do jogo e mereceu a vitória, ainda bem que seu treinador era o “medroso” Chamusca, pois se fosse outro teria saído ontem já garantido como campeão.

  • Lucas Leão disse:

    Esse Ceni é teimoso e quer inventar demais.
    Mas amigo, num clássico de final de campeonato?
    Jogasse com 11 dentro do gol, se era prá sustentar a vantagem fictícia nas finais.
    O feijão com arroz do clássico passado foi muito melhor. Pelo menos o Leão de Aço tinha empatado.
    Agora precisamos fazer gol e não levar.
    Mas, se aquele obrado do atacante do canal continuar recebendo as bolas sozinho, sem marcação, tamos fud….. lascados.
    Estamos mal de goleiros, de zagueiros e de meio campistas.
    Milagres existem para os trabalhadores!
    Saudações Tricolores!

  • Carlos H. disse:

    Apesar dos erros do sr. Rogério Ceni, acredito que essa vivência de 3 clássicos sem nenhuma vitória, está incomodando. Sendo assim lições aprendidas, chegou a hora de vencer. As duas vitórias e o empate de nada terão servido ao Ceará diante de uma derrota por 1 x 0 no domingo.
    Não basta ser Leão tem que ser de “AÇO”.

  • antonio de oliveira sousa disse:

    Realmente Tinga, o Ceni né burro não. Pois Burro é inteligente. Ao contrário do que se pensa.

  • HELISON disse:

    Boa tarde André.
    Gostaria de saber da sua opiniao com relação ao Pio. Ele é um lateral que se possa confiar para uma disputa de serie A??

    • André Almeida disse:

      Boa tarde, Helison.

      O Pio é um lateral razoável, mas que tem vários problemas, de marcação principalmente. Seguir com ele para Estadual e Copa do Nordeste deu certo, mas pra Série A a lateral-direita é uma posição prioritária para o Ceará. O clube tem necessidade de qualificar o setor, que embora conte ainda com Renato e Leandro Silva, carece de alguém pra ser titular. Pio pode ser, no máximo, um reserva útil, sendo alternativa quando a equipe precisar de chutes de média/longa distância e/ou bolas paradas.

      Abraço!

  • eriberto disse:

    AMIGO FG BOA TARDE RESPEITO O CENI MAS A TORCIDA TEM RAZAO DE BURRO SENAO VEJAMOS O QUE QUE ESTE ALIPIO FAZ EM CAMPO NADA ESTE IGOR E UMA BARATA TONTA AI O CEARA NA MEIO DE CAMPO DEITOU E ROLOU E ESTA LOGICA QUE GANHANDO MEIO DE CAMPO GANHA O JOGO POE QUE CENI NAO COLACA ALAN MINEIRO PELO MENOS SE TIVER UMA FALTA TEM QUEM BATA OUTRO DETALHE O SR CENIN UNCA ESCALOU O TIME DUAS VEZES IQUAIS .ELE TEM MANIA DE QUERER INVENTAR E NO FUTEBOL ISSO NAO EXISTE SABEMOS DA SUPERIORIDADE DO CEARA MAS SE CENI PELO MENOS ESCALAR O FORTALEZA CORRETO DARA MAIS TRABALHO AO CEARA

  • Sérgio Filho disse:

    Boa tarde, André.

    Gostaria de saber sua opinião em relação ao trabalho e futuro de Rogério Ceni na equipe do Fortaleza.

    Como você avalia o trabalho feito até agora, e caso fosse você o responsável pela contratação de jogadores e treinador, você ficaria com ele para a Série B?

    Um abraço!

  • TONHÃO DA TEJUÇUOCA disse:

    Boa tarde André Almeida
    Perfeito seu comentário. Mais uma vez Chamusca deu o nó tático no iniciante Rogério Ceni. Perderam de 2 e mereciam perder de muito mais. A verdade é que a diferença entre os 2 elencos é abissal. Toda a torcida sabe escalar o time alvinegro. A torcida de terceira não sabe pois em todas as partidas o imberbe treinador Ceni escalou times diferentes.
    O elenco do Vozão é tão superior ao deles que dá até pena. Não saberia quantificar o tamanho dessa diferença e digo mais, a choradeira aqui na coluna está grande com os sofredores criticando o Rogério Ceni. Em nenhum momento souberam reconhecer a gigantesca superioridade do time alvinegro. O Ceni tenta fazer omeletes com os ovos que tem. E ele não tem quase nenhum.
    Foi peia ontem e será peia domingo. Trabalhamos sério, trabalhamos firmes e o time hoje tem um padrão de jogo definido, um time titular definido, um esquema tático definido. Elenco fechado e em dia com seus salários. Taí a receita para ser campeão. Simples assim!

    • Franzé Alves disse:

      É bom esperar domingo para cantar de galo, bichão da tejuçuoca. A diferença não é tão abissal assim como tu pensa não. Apesar do treinador, temos condições plenas de reverter o resultado.

  • Chico Caucaia disse:

    Locutor de rádio é expulso e vai pra TV, triste fim, falta orgulho próprio, ah Brasil

  • Anônimo Alvinegro disse:

    Eu acho é pouco!

  • GABRIEL disse:

    GRANDE NOVIDADE: ERROS DO CENI.
    CONTA OUTRA.
    SAUDAÇÕES TRICOLORES!

  • Cleiton Vidal disse:

    Alan mineiro titular haverá esperança no ttítulo,sem ele não vejo como municiar o Gustavo … DÁ nem pra chamar o ceni de treinador ,e sim de botador de time .

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *