Futebol do Povo

Fortaleza 2 x 1 Guarani – Rogério Ceni simplificou e o time fluiu

2648 18

Rogério Ceni fez o que muitos torcedores pediam. Foto: Mateus Dantas/O Povo.

Depois de vários testes no Campeonato Cearense, o técnico Rogério Ceni mandou a campo o Fortaleza com a estrutura que muitos torcedores já pediam. Sem muitos zagueiros nem volantes (como ele constantemente fez no Estadual) o treinador viu seu time não ficar engessado e fazer aquele que provavelmente foi o melhor jogo na temporada. O resultado não poderia ser outro senão a vitória.

O 2 a 1 sobre o Guarani, embora conseguido com requintes de sofrimento – gol de Gustagol aos 49 minutos do 2º tempo – foi um resultado justo pelo que foi a peleja. No apanhado dos 90 minutos, o Tricolor foi superior e o empate no retorno à Segundona, em casa, não seria um bom resultado.

O Fortaleza teve muito mais posse de bola (64% x 36%), finalizou mais (17 vezes, sendo 5 no gol, contra 9 finalizações do Guarani, das quais foram 4 no gol) e trocou mais que o dobro de passes do adversário (475 contra 213).

Logo na primeira partida no Campeonato Brasileiro, o Fortaleza mostrou características diferentes às do Estadual, começando pela formação. Rogério Ceni (finalmente) utilizou um meia armador, “camisa 10”, que ficasse responsável por organizar a construção de jogadas pelo meio.

Rogério Ceni usou um volante de maior pegada, um com qualidade de infiltração e um meia armador. O time ficou mais organizado.

Mostra que a presença de um jogador centralizado, organizador, dá uma melhor estrutura e fluidez ao meio de campo leonino. Prova disso é que o Tricolor teve maior atuação no setor.

Fortaleza teve amplitude e profundidade jogando pelos lados do campo, por onde teve maior posse de bola, mas também teve construção pelo meio e verticalizou as jogadas. (Imagens: Footstats)

Alan Mineiro, que está deixando o clube, não fez uma grande partida. Dodô, que entrou no segundo tempo teve melhor rendimento e pode ser titular por ali, até porque o mecanismo coletivo funcionou melhor após sua entrada.

O Fortaleza voltou a insistir muito nas bolas alçadas na área para Gustavo. Foram 38 cruzamentos, dos quais 28 errados e só 10 certos, sendo que nove foram para o camisa 9, que embora tenha sido o herói da vitória, não esteve em uma noite muito inspirada. Apesar disso, o time mostrou alternativas ofensivas.

Derley iniciando a construção ofensiva tinha opções dos laterais pelas pontas e de 5 jogadores no último terço do campo, buscando os espaços entre linhas do Guarani.

Edinho foi o melhor jogador em campo. Intenso, rápido, ágil e criativo, esteve jogando pelas pontas e sendo vertical, dando amplitude e profundidade ao Fortaleza. Ele foi o jogador que mais deu assistências para finalizações (4), o que mais fez cruzamentos (11, sendo 4 certos) e o que mais sofreu faltas (3).

As principais investidas do Fortaleza foram pelo lado direito, por onde Edinho atuou e foi muito intenso. Imagem: Footstats.

Jean Patrick foi outro destaque. Sem inventar e fazendo o simples, ele qualificou muito o passe no meio de campo, tendo errado apenas um passe e acertado 45, incluindo a assistência para o gol de Tinga, outras duas assistências para finalizações, um chute no gol e dois desarmes certos.

Outro detalhe que chamou atenção foi a entrada de Wilson. Não que ele tenha feito excelentes ações, mas por ter mudado a característica do Fortaleza, que pode agora contar com dois jogadores de área, possibilitando uma nova alternativa de jogo.

No geral, vitória importante que garante largada com o pé direito na Série B e maior tranquilidade para Rogério Ceni depois de uma semana conturbada. O treinador já viu que permanecer assim não é difícil: basta simplificar.

Recomendado para você

18 Comentários

  • Sérgio Filho disse:

    Fortaleza tem totais condições de fazer um campeonato tranquilo, sem sustos. Tem elenco e time pra isso. Se Rogério Ceni deixar de invenção e fizer escalações como a de ontem, com qualidade ofensiva, iremos ter vida tranquila no quesito fuga de rebaixamento.

  • Ricardo Leite disse:

    Concordo com Sergio Filho. O time titular: marcelo tinga jussani adalberto bruno derley felipe jean patrick dodo edinho gustavo

  • Osvaldo Souza disse:

    Finalmente o Ceni retornou a Mito.
    Simples: ouviu a torcida e a Imprensa Branca e se deu bem. Afinal time na retranca é pedir para levar gol e perder.
    Como seria contra o imundo canal, nas finais do estadual, se o Leão de Aço tivesse entrado assim.
    Bola prá frente que a Subida do Leão é Urgente!

  • Gabriel Almeida disse:

    Tomara que o Leão do Pici continue assim, vencendo. Pois não tem juiz apaixonado pelo canal para expulsar o Gustagol por uma simples faltinha besta nem atores exagerados e ridículos caindo e se contorcendo no gramado para provocar uma expulsão no Rei Leão. Porque o time perde logo o embalo.
    Mas foi boa demais a estréia do Leão de Aço na Série B, de volta à Série A, que é seu Real Lugar.
    Gostei da escalação do Rei Leão nesse jogo contra o Guarani, que tem o nome criado pelo Maior romancista brasileiro, o cearense José de Alencar. Você sabia?
    Rei Leão e Mito, tudo a ver!
    SAUDAÇÕES TRICOLORES!

  • antonio de oliveira sousa disse:

    Caro Ricardo Leite. Nesta escalação, trocaria o Jussani pelo Roger Carvalho. Apesar do Tinga vez por outra dá uma de penetra e marca um golzinho, eu preferia um lateral mais veloz pra acompanhar o Edinho nas suas arrancadas. Pois se ver quando o Edinho arranca a 120 por hora, o Tinga chega com 30. Alem do mais, o Bruno tambem é lento, apesar de técnico.

  • Marcio Ramos Callegaro disse:

    Rapaz, como o pessoal corneta o Rogério Ceni! Foi o jogo que ele mais inventou e fez escalações “inéditas” que a torcida tanto critica (Dodô, Wallace e Wílson). O Ligger e o Roger Carvalho não podiam jogar. Jogou tudo o que tinha no ataque, o Fortaleza precisava da vitória. Como venceu, ah, foi o time que a torcida e a imprensa pediam… kkkkkkk

  • Prof. Raimundo Soares disse:

    O importante é prosseguir e não recuar.
    A melhor defesa é o ataque, como disse Napoleão Bonaparte.
    O time armado direitinho, com cada setor bem estruturado, só tende a melhorar cada vez mais.
    AVANTE, LEÃO!

  • Galego disse:

    Assim penso também, Oliveira. E, enquanto não contrata, temos o Pablo pela direita e Leonam pela esquerda.

  • antonio de oliveira sousa disse:

    Meu caro Marcio Ramos Callegaro. Acho eu, assim como a maioria que critica o Ceni, não é porque ele mexe muito. Talvez até seja. o Problema era que ele escalava errado. Tai! Fez o obvio e acertou. Precisa inventar? Feijão com arroz todo mundo engole.

    • PCM disse:

      Nada disso amigo. No Sampa ele tava implantado algo inedito no brasil. velocidade e variaçao. era todo ataque. Dai levou uns gols e tomou critica e vieram os defensores retrogrados do “arrois com feijão”. A coisa é simples : tem que ter bom jogadores e elenco (Ceara é muito superior no elenco e foi grande injustiça o resultado da segunda partida) e com isso ele será campeão, pois, todo resto de pseudo/técnicos no Brasil, exceção do Jair ventura é tudo covarde…

  • CARLOS LIMA disse:

    vão pensando que vão fazer gols aos 49 minutos do segundo tempo em todos os jogos.. vão pensando que sorte dura 38 rodadas.. vão pensando que vão jogar 38 jogos na Arena Castelão, que não vão jogar em Campinas, Goiãnia, Santa Catarina etc…

    anotem minha previsão. o Liaum (15 C ) vai terminar a competição do 12 colocado para baixo, beirando os quatro ultimos que serão rebaixados.. vão se iludindo com essa vitória no Bambo..vão se iludindo.

  • PENTA SÓ DE VERDADE! disse:

    POR GENTILEZA, DE QUANTO FOI O JOGO DO CANAL?
    ELE VENCEU OU JÁ LEVOU A PRIMEIRA CIPOADA NA SÉRIE A?
    Ki ki ki ki ki

  • Leonardo Miranda disse:

    Vamos aos seguintes resultados do time do terreno emprestado:

    Kanal 2×1 Sampaio Corrêa (Copa do Nordeste). Gol da virada: 49 do segundo tempo;
    Londrina 1×2 Kanal (Copa do Brasil). Gol da virada: 48 do segundo tempo;
    Fortaleza 1×1 Kanal (Campeonato Cearense). Gol de empate: 45 do segundo tempo;
    Kanal 3×3 Iguatu (Campeonato Cearense). Gol da virada após o 2×2: 47 do segundo tempo.

    O time do terreno emprestado foi quem mais fez gols no período entre 45 e 49 minutos do segundo tempo em todo o futebol brasileiro, mas nenhum alvinegro nunca apareceu pra comentar isso. Na hora que o Fortaleza faz gol aos 49 e ganha o jogo, para eles é sinônimo de sorte. Dá pra entender?

    Eita que esse golaço de Gustavo deixou muito Kanalense P… da vida.

    Cuidado com a buchada de vocês, se não serão os fonas por 38 rodadas. Uma já foi…

  • João Ximenes disse:

    SIMPLIFICOU, porque não inventou de entrar com 3 zagueiros, mas AINDA ERROU quando entrou com 2 MEIAS meias e somente 1 volante.

    – “Depois de vários testes no Campeonato Cearense, o técnico Rogério Ceni mandou a campo o Fortaleza com a estrutura que muitos torcedores já pediam. Sem muitos zagueiros nem volantes(como ele constantemente fez no Estadual)”

    EU:
    Pedia simplismente que Ceni parasse com a idéia de jogar com 3 zagueiros que já tava ridículo e improdutivo. Graças aos Céus ele se deu conta disso. Agora a manutenção de pelo menos 2 volantes é necessária até porque com 2 volantes, nossos laterais saem mais pro jogo. Nesse jogo BRUNO ficou encabulado de aparecer com medo de não haver a cobertura necessária, enquanto que do outro lado TINGA sobrou no jogo – até fazendo gol -, justamente porque os 2 MEIAS meia eram destros e acabavam empurrando ele pra cima(a foto ai mostra claramente as duas situações)

    – “fazer aquele que provavelmente foi o melhor jogo na temporada”.

    EU:
    Se olhar pros jogos da temporada até aqui, melhor jogo do Ceni foi aquele clássico onde empatou de 1 X 1, jogando com um time normal sem os 3 zagueiros que ele mais teimou até aqui.

    – “Rogério Ceni (finalmente) utilizou um meia armador, “camisa 10”, que ficasse responsável por organizar a construção de jogadas pelo meio”.

    EU:
    Ceni meteu foi só um “10” não. Meteu logo foi dois. E os dois, máximo que conseguiram no jogo, foi ficar tocando de lado e/ou pra trás e acabaram, OS DOIS saindo abraçados da partida. Pense em dois “10” improdutivos.
    “Construção de jogadas”… tá de brincadeira.

    – “Mostra que a presença de um jogador centralizado, organizador, dá uma melhor estrutura e fluidez ao meio de campo leonino. Prova disso é que o Tricolor teve maior atuação no setor”.

    EU:
    (?) vou nem esticar essa conversa.

    – “Alan Mineiro, não fez uma grande partida. Dodô, que entrou no segundo tempo teve melhor rendimento e pode ser titular por ali, até porque o mecanismo coletivo funcionou melhor após sua entrada”.

    EU:
    CONTRADIÇÕES a parte, também vou esticar a conversa não.

    – “Derley iniciando a construção ofensiva tinha opções dos laterais pelas pontas e de 5 jogadores no último terço do campo, buscando os espaços entre linhas do Guarani”.

    EU:
    Esse CENTRALIZADO, ORGANIZADOR ai, é o único volante que tínhamos.

    – “As principais investidas do Fortaleza foram pelo lado direito, por onde Edinho atuou e foi muito intenso”.

    EU:
    EDINHO, realmente foi o melhor jogador no jogo – junto com o camisa 9 deles. Aliás o 9 do Guarani é do São Paulo e tá emprestado ao Bugre. Porque será que Ceni não o viu na Barra funda(?).
    E o lado direito funcionou bem porque os 2 MEIAS meias eram destros, acabavam caindo pelo lado empurrando TINGA pra frente.

    – “Jean Patrick foi outro destaque. Sem inventar e fazendo o simples, ele qualificou muito o passe no meio de campo, tendo errado apenas um passe e acertado 45, incluindo a assistência para o gol de Tinga”.

    EU:
    Depois de ver DODÔ e WALLACE ali pelo meio, e comparar a produção do time no que você chama “qualificou muito o passe”, Jean vai pro banco e por lá vai ficar uns dias.

    – “Outro detalhe que chamou atenção foi a entrada de Wilson. Não que ele tenha feito excelentes ações”.

    EU:
    Pois pra mim, WILSON foi quem mais me chamou atenção. É um jogador de força, movimentação e participação, mesmo tendo ele, as mesmas características do GUSTAVO(referência). Wilson vai ser o cara, quando OSWALDO sair. Isso, se não tomar a vaga dele antes.

    – “O treinador já viu que permanecer assim não é difícil: basta simplificar.”

    EU:
    E NÉ NÃO ?!

  • Rogério Santos disse:

    Pra pegar o Boa Esporte repetiria o time, à exceção do Alan Manero. Poderia entrar então com Dodô ou mais um volante adiantando o Jean Patrick.
    Sobre o elenco há um claro desequilíbrio nas contratações: muitos volantes e meias e faltando zagueiro (disse Rogério Ceni – acho que para um elenco enxuto está adequado já que tem 4 experientes e 3 da base. Se não têm qualidade devida é outra história) e atacante de velocidade (já pensando na saída de Osvaldo – só tem o verde Leo Natel e meias que quebram o galho por ali – Weslei, Alípio, Walace(?) e Edinho. Três laterais esquerdos e um direito.
    PS: Poderia dispensar Alípio junto com Alan Mineiro, já que os dois deixaram o futebol em Goiânia.

  • Rogério disse:

    Esse Carlos Lima é uma piada.
    Saudações Tricolores !

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 10 =