Futebol do Povo

Ceará: novo ‘milagre’ faz Lisca entrar para a história do Alvinegro e alçar outro patamar como treinador

18267 37

Lisca comandou o Ceará em reação histórica no Brasileirão. Foto: Júlio Caesar/O POVO.

O que parecia impossível aconteceu: com o empate em 2 a 2 contra o Atlético-PR e a combinação de outros resultados, o último deles o empate em 0 a 0 entre São Paulo e Sport, nesta segunda-feira, 26, o Ceará garantiu matematicamente sua permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. E com uma rodada de antecedência. Algo que parecia impossível, mas se tornou realidade após a chegada de Luiz Carlos Cirne Lima de Lorenzi, o Lisca, inegavelmente o grande personagem dessa campanha, que o faz escrever de vez seu nome na história do Alvinegro e também alcançar novo patamar como treinador de futebol.

Quando Lisca chegou ao Ceará (em uma aposta pessoal do presidente Robinson de Castro, que bancou sua contratação mesmo sob desaprovação de parte dos torcedores) o time tinha somente 3 pontos em 27 disputados. 11,1% de aproveitamento, com seis derrotas, três empates e nenhuma vitória sequer em nove jogos. Hoje, são 43 pontos em 37 rodadas, sendo 10 vitórias e aproveitamento que subiu para 38,7%, bem próximo de assegurar vaga na Copa Sul-Americana 2019 (para isso, basta uma vitória sobre o Vasco, no domingo).

O novo ‘milagre’ feito pelo gaúcho de 46 anos, que em 2015 já havia salvado o Ceará do rebaixamento à Série C, eleva o patamar de Lisca como treinador de futebol. Agora não é visto mais pelo mercado só como um técnico de “tiro-curto”, que apaga incêndios. Lisca se mostrou capaz de entregar resultado em maior período, incluindo a realização de uma pré-temporada (durante a Copa o Mundo).

Conhecido pelo estilo extremamente motivador e por ser ótimo de vestiário, com diálogo vibrante e boa gestão de grupo, Lisca de fato teve papel decisivo para a recuperação da confiança do elenco alvinegro, que era terrível. Mas atribuir a incrível reação do time no Brasileirão ao “treinador motivador” não é suficiente. Seu trabalho, que tem muita dedicação e estudo, vai bem além disso.

Lisca trouxe organização e uma identidade a um time que era perdido. O Ceará das nove primeiras rodadas é bem diferente do que atuou na última partida, contra o Atlético-PR. Em tudo. Durante o período, mostrou solidez defensiva, organização tática, evolução física e inteligência emocional.

O crescimento veio junto de reforços importantes, como Juninho Quixadá, Leandro Carvalho, Samuel Xavier e Calyson, que foram personagens importantes nesta caminhada. Mas a maioria do elenco já estava em Porangabuçu no começo do campeonato, como os decisivos Everson, Luiz Otávio, Tiago Alves, Richardson e Arthur.

A aposta em jovens e implementação de um modelo de jogo consciente foram também decisivos. O Ceará de Lisca sempre soube de suas limitações técnicas, mas justamente por isso passou a ter grande entrega coletiva e intensidade física para enfrentar os oponentes de igual pra igual, se preocupando antes em marcar e não dar espaços aos adversários para depois atacar, sobretudo com transições rápidas e objetivas.

Alinhando isso à ideia tática do treinador, que se mostrou moderna e eficiente, atuando quase sempre em um 4-2-3-1, o Ceará virou um time competitivo.

O trabalho de Lisca com o Ceará em 2018 ficará marcado para sempre na história do clube. Assim como o que fez em 2015. Como canta a música, ele pode até ter saído do hospício, mas de doido não tem nada.

Recomendado para você

37 Comentários

  • Leandro Gonçalves disse:

    Surreal. Ainda estou emocionado… Ele merece sua estátua na galeria do clube…

    Ufaaaa. Ufaaaa…Agora é relaxar meus amigos… Vamos todos domingo para o castelao e apenas aproveitar esse momento. Sem maiiis….

    Saudações alvinegras. Ceará, tua glória é lutar

  • Cassiano disse:

    O Ceará cairá no próximo ano. Dois raios não caem no mesmo lugar. Viram aí o exemplo do Xport? Próximo ano estaremos comemorando o descenso desse timeco.

    • João Nogueira disse:

      Torcedor do fortaleza não vai mais sossegar.
      Apesar de subir e ser campeão, não aguenta o sucesso do vozão.
      Agora, se o vozão chegar à sul-americana, vão
      engolir chumbinho…
      O bicho ruim é inveja!

    • Alex Granada disse:

      Sai daí, doido !!!!
      Vai fazer companhia pro gordo que apostou o “caneco”, lá no Bar do Chapolim…

  • Gostaria de perguntar ao João Ximenes. O Fortaleza é série A ou está série A? No começo do ano você disse que o Ceará não era série A. Quero ver o seu clubismo agora.

    • João Ximenes disse:

      Ô MARCOS JOSÉ SILVA OLIVEIRA…,

      Devia não !
      Mas parece, mesmo tendo tido tantas rodadas até aqui, você não percebeu. ENTÃO…

      Final Cearense: FEC 1×2 Eles Lá(os daqui) – 8 abril 18.

      Éverson; Pio, Valdo(Rafael Pereira), Luiz Otávio e Romário; Juninho e Raul; Wescley(Roberto), Ricardinho e Felipe Azevedo(Rafael Carioca); Arthur.
      Técnico: Chamusca

      • Pio, Romário, Raul saíram; Valdo, Ricardinho, Felipe Azevedo foram pro banco(Ricardinho voltou na reta final por conta de Wescley ter se machucado); dos que entravam: Rafael Pereira sei nem se ta ai ainda; Roberto e Rafael Carioca papocaram também. E ainda faltou ai o Elton que também papocou.

      Eles Lá Hoje:

      Everson, Samuel Xavier, Luis Otávio, Thiago Alves, Felipe Jonatan; Richardson, Edinho(Juninho), Ricardinho; Calyson, Leandro Carvalho, Arthur.

      Técnico: Lisca(o doidão).

      Entendeu agora o TAVA de Azona pro ainda QUASE TÁ ?

      Detalhe: ainda entrou no meio do caminho JOGADOR de Czona – o Quixadá –, que quase enforcam a diretoria, mas que acabou dando o equilíbrio necessário pro time.

      Quanto ao FEC, TENHO certeza não vai cair na mesma “esparrela” Deles LÁ(os daqui) que, por ter sido campeão Cearense – entregue de bandeja pelo Ceni quando cismou de jogar com 3 zagueiros e Bruno quando perdeu aquele penalte – achou que era o time pra encarar Azona.

      Só assim, FINALMENTE, vai fazer algum sentido essa lenga lenga entre TRICOLORES e ALVINEGROS, pois agora, E SÓ AGORA, os dois vão ta se enfrentando.
      E NUMA Azona de verdade. Precisa nem se beliscar. É verdade.
      Isso é BOM DEMAIS pro nosso futebol.

      Um abraço e PARABÉNS pela permanência na Azona 19 !

  • Clodoaldo disse:

    Foi a série A mais fraca de todos os anos. Está aí a prova. Lamentável!

    • OMAN disse:

      Fraca??? kkkk E o que dizer da série B (de b.) que
      permitiu a subida do CSA (!!!!!!!!) e do FEC (???!!! ) praticamente sem adversário. Deve ter sido um nível técnico fortíssimo!!!! Champions pra lá!!!

  • Edson Sousa Aguiar disse:

    Quanta dor de cotovelo do secador, ôpa!, torcedor do FEC! O Ceará é um time de superação, de raça, que orgulha seus torcedores! Em 2019 teremos um ano mais tranquilo, com melhor estrutura e força para driblar adversidades.

  • José Paes Filho Botucatu SP disse:

    Boa noite,

    Agora ta uma correria aqui em Sao Paulo, os 4 grandes da capital paulista estao indignados e nao param de reclamar que o Ceara em 2019 ja começará com 6 pts (duas vitórias contra o Liaum).

    Saudações Alvinegras de Botucatu -SP

  • Netho disse:

    O time só não está na Sul Americana porque dois atacantes desperdiçaram duas penalidades máximas nos últimos dois jogos.
    Seriam 6 pontos obtidos fora de casa.
    Não é normal dois atacantes perderem dois pênaltis consecutivamente.
    Lisca fez um trabalho formidável.
    Se Lisca tivesse nas mãos um elenco como o do Palmeiras teria sido campeão da Libertadores e da Copa do Brasil.
    Lisca na seleção brasileira para o Hexa.
    Chega de Titemania que não vai chegar a lugar algum.
    Lisca, o melhor treinador do Brasileiro ao lado de Renato Gaúcho.

  • Tiago disse:

    Cassiano é mais fácil o Liaum passar mais 15 anos na série C.

    Ah, obrigado pelos 18 pontos em 2019, 12 pontos no Cearense e mais 6 da série A.

  • Fabiano COelho disse:

    Realmente o LISCA provou que se consolida como treinador de PONTA no futebol brasileiro pelo ASSOMBROSO trabalho que fez no CEARÁ. Transformando um fato consumado de rebaixamento no primeiro turno, para uma surpreendente campanha no segundo turno. Provou que tem todas as CREDENCIAIS de um grande treinador. Porque soube lidar com a ADVERSIDADE EXTREMA, LIDERAR UM GRUPO que não formou, MOTIVAR O GRUPO que estava CAPISBAIXO. Enfim, por tudo que fez esse ano pelo CEARÁ e por nosso futebol, até que merecia uma ESTÁTUA.

  • Regis disse:

    Aí dento!!!

  • Vozão disse:

    Rapaz da uma olhadinha no ranking da CBF, e o do timeco que você diz. E não venha chorar aqui nao. Domingo e rumo a sul-americana.. ah vocês não sabem o que é isso negócio?

  • Tiago disse:

    Cassiano, tu diz que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, mas tem um time aculá que o raio caiu 15 vezes no mesmo canto.

    Advinha qual é?

  • oliveira disse:

    Só tenho um adendo ao comentário… pra mim o ceará do lisca joga no mais das cezes num 442 em linhas e nao num.4231… a diferença é meio sutil mas.para mim é 442.

    E isso eu falo pq o esquema, nonmeu kodo de ver, a gente observa na fase defensiva… quando o time perde a bola… e nesse momenyo calyson e carvalho se alinham a edinho e richardson formando uma linha com 4 jogadores deixando quixadá e arthur na frente.

  • Cassiano disse:

    Tenho dito: o Vozaum é mais fraco que caldo de bila. Cairá em 2019. Podem me cobrar no próximo ano.

    Ah, e se não fosse o roubo contra o Paraná no Casteleão, esse timinho teria caído ainda este ano.

    Saudações do Campeão Nacional da B.

  • Jair disse:

    Chamem também o juiz que apitou Ceará 1 x 0 Paraná para comemorar com vocês também.

  • VOZÃO disse:

    PARABENS LISCA E O PRESIDENTE ROBSON E OS JOGADORESSSSSSSSSSSSSSSSSSS

  • Eu só quero curtir a elite mais uma vez no próximo ano, e no domingo, é garantir a sul- americana mais uma vez.
    Te cuida meu freguês kkkkkk em 2019 kkkkk

  • Brazilzim disse:

    Kussiano ….passa hipoglós e vai morder tua fronha terceirão…. chupa kurral….

  • Carlos Pereira Sousa disse:

    E agora quem vai levar o título de melhor técnico do futebol cearense em 2018: LISCA ou ROGÉRIO CENE? Enquete dura para o Jornal O Povo.

  • VOZÃO disse:

    hão hão hão lisca doido é seleçãooooooooooooooooooooooo

  • Cassiano disse:

    Time réi só ganha no roubo. Nãm!

    Compraram o juiz contra o Paraná.

    Ah, Brasil!

  • LEAO LOBO disse:

    O LISCA TEM QUE FICAR PARA O PROXIMO ANO. SO ASSIM O VOZAO NAO VAI CAIR. TEM TORCEDOR QUE ESTAR COMEMORANDO COMO SE O TIME FOSSE CAMPEAO MUNDIAL. TRISTE FUTEBOL CEARENSE.

  • Kamui-ce disse:

    Feliz demais com essa permanência finalmente confirmada. mais um milagre de São Lisca! impressionante essa recuperação do Ceará, realmente tua gloria é lutar e nunca se entregar!

    Agora temos que cobrar profissionalismo do presidente, ele não pode mais uma vez bancar o diretor de futebol, é sempre o mesmo amadorismo. é necessário contratar profissionais capacitados pra formar o elenco de 2019, investir seriamente nesse departamento. pra vocês verem a importância disso, o diretor de futebol do Palmeiras ganhou seu 4a titulo em 6 anos, formou o time do Cruzeiro bi campeão brasileiro.

    Feliz Clássico-Rei 2019!
    quem sabe daqui pra frente conquistar o titulo de mais bela e maior rivalidade do nordeste.

  • Fábio Luiz disse:

    O canal não tem nacional ! Sem mais …

  • Marcelo A Barroso disse:

    Lisca, liga pro Jorginho e diz a ele que irá ministrar um Curso em Dezembro em “como ser técnico” e nao desistir, sem antes, pelo menos, começar. Assim, ele aprende!

  • ERIBERTO MACEDO disse:

    ESTE É MAIS UM MOTIVO PRA O SR MARCELO PAZ VER ESTES JOGADORES QUE ESTAO AI QUE NAO SERVEM PRA SERIÉ A POIS VEJAM O SUFOCO DA GOROROBA DO SEARA PRA GANHAR DO LANTERNA TEVE QUE O JUIZ AJUDAR POIS O PENALTE DO DO SEARA NAO FOI E O DO PARANA ALI SE SIM FOI PENALTE E NAO MARCADO MAS DEIVA PRA LÁ QUERO O SR MARCELO VEJA ISTO PRA SERVIR DE LIÇAO VAMOS FAZER BONITO CONTRATAR JOGADORES DE ALTO NIVEL PRA MARATONA QUE VEM POR AI TEM AGIR RAPIDO´POIS NAO TEMOS TEMPO A PERDER.

  • Tersio disse:

    Ah , é Lisca Doido !!!!!!!!!

  • a queda disse:

    esse tricolorido são uma graça bando de alienado nenhum time que sobe tem condição de fazer um bom time pois sobem devendo ate o cabelo do c o furtaleza vai sofrer muito pois nao pode fazer um super time e se fizer o rombo vai ser grande exemplo santa cruz, nautico, esport
    fora vitoria e muitos time que estão quebrado por ser imresponsaveis

  • Agora, vencer o Vasco e sacramentar a sulamericana. Que não façam o que fizeram com bragantino e crb em 2012.

  • Helmut Heineken disse:

    Ótimo texto André,porém discordo totalmente que o torcedor alvinegro não queria o Lisca.O torcedor não suportava mais era a teimosia do presidente Robinson de Castro insistir com o Teimosao Marcelo Chamusca e o inexpressivo,como técnico de futebol,Jorginho.Sempre Lisca teve o apoio da imensa maioria da torcida do Ceará Sporting.Alguns jornalistas da imprensa é que se posicionaram contra,talvez meu caro André,os mesmos que não enxergaram a limitação teimosa e siderúrgica do Chamusca,que deixou de ganhar uma série B tão fraca como foi essa de 2019.O resto é apenas enaltecer o “Doido”Lisca e agradece-lo mais uma vez pela competência,ousadia e inteligência mesmo com suas irreverência.Acho que mais uma vez a diretoria,leia-se Robinson de Castro brigou com a sorte e a paciência da torcida alvinegra.Manter as contas em dia nada mais é que obrigação,louvável,mas uma firme obrigação.Mobtar time de futebol competitivo é inteligência e competência.A sorte é para os tolos ou doidos.Obrigado Lisca.Abraços.

  • Oliveira disse:

    Bom texto, mas ainda não vejo que o mercado entenda no Lisca um treinador de um patamar acima. Vejo que no Brasil as divisões (série A, b e c) não são parâmetro. Vejo a coisa mais assim: existe um grupo de 10 ou 12 clubes que está num “mundo a parte” (os 10-12 grandes que todos já sabem) e, por sorte, esses clubes não possuem projeto, não pensam no longo prazo, mesmo os mais organizados financeiramente (como o flamengo, por exemplo) não possuem um planejamento a nível de clube. Esses clubes só se preocupam em montar um elenco que julguem capaz de ganhar algo no próximo ano e quando muito se preocupam em ver se essas contratações cabem no orçamento. E é só isso mesmo! Se esses clubes tivessem o planejamento ao menos 10% do que é o do Altético-PR, por exemplo, qualquer um deles, estaria vencendo o brasileirão com um time alternativo e a libertadores com o time principal, comprando craques da Europa, segurando suas principais revelações e com um estilo de jogo solidificado que, independentemente do técnico de turno, iria ser utilizado: o técnico toca o projeto do clube e não o projeto dele. Por sorte, esses clubes só olham um pro outro, veem o que o atual campeão ou melhor time fez e copiam… exemplo: ano passado o campeão brasileiro tinha um técnico da “nova geração”, os grandes (quase todos) foram buscar técnicos da “nova geração” (flamengo, palmeiras, atlético mineiro, inter, etc)… o Palmeiras resolveu buscar um técnico mais cascudo aí o Flamengo foi na onda, demitiu seu técnico da nova geração, trouxe um cascudo e deu certo; o Santos também fez isso: demitiu o Jair Ventura e trouxe o Cuca, deu certo; o Corínthians trocou um alternativo por outro e patinou o ano todo, hoje quer trazer o “cascudo da nova geração” (Carile) de volta. Isso indica que o mercado que realmente poderia tirar o Lisca do Ceará não está muito disposto a fazer isso. Por isso os clubes médios (Bahia, Sport, Vitória, Ceará, Goiás e Fortaleza) do país atualmente se conseguirem planejar e projetar 5 ou 10 anos na frente podem não somente se solidificar na série a como postular idas para libertadores e em um espaço mais longo de tempo (15 ou 20 anos) até lutar por título nacional. Tudo passa por ter uma boa estrutura física na parte da inteligência do futebol (dep. físico, médico, fisiológico, etc), boa categoria de base (subir pelo menos 5 jogadores por ano, com o objetivo de vender pelo menos 2 que paguem os custos operacionais anuais do clube – exceto a folha de futebol, deixando as demais receitas só pro futebol) e que essa categoria de base tenha um nível de g4 da série B (assim se o clube cair pode se livrar dos jogadores velhos e de maiores salários, subindo só com a base). Isso não é difícil (nem tudo que não é difícil tem um prazo de implementação curto, isso demora uns 5 anos, mas se vc fizer direitinho em 5 anos vc tem isso), eu tenho certeza que o time do Atlético-PR se cair pra série B tem pelo menos 15 (completando com 8 ou 10) jogadores de seu sub-23 pra montar o elenco e subir de novo. Esses clubes também precisam implementar um estilo de jogo, eu acredito que esse estilo do Lisca (mais reativo) seja o ideal para eles, pois, na incapacidade de disputar jogadores de maior qualidade ofensiva/técnica (essencial para um futebol mais vistoso), o melhor é transformar os jogos numa disputa mais física (para isso é necessário um departamento físico, médio e fisiológico de alta qualidade) e tática, internalizando desde a base não um esquema tático (que pode e deve variar) mas uma ideia de jogo, que prioriza mais função. Eu vejo que o Ceará e o Fortaleza (o Atlético PR está 20 anos na frente) estão bem perto desse caminho, falta mais atenção com a questão da base. E, só pra finalizar, sobre o Lisca, acredito que o melhor pra ele (e pro Ceará também) seria entender que ele é o nome certo, no momento exato para liderar um projeto assim no Ceará: o cara conhece muito de categoria de base e o clube confia nele de olho fechado. Seria, inclusive, o caso de se pensar em uma transição de carreira pro Lisca… ele ser o técnico do Ceará nos próximos 2 ou 3 anos e se aperfeiçoar (com cursos) em gestão esportiva no geral, preparar seu substituto como técnico e ao final desses 2 ou 3 anos ir comandar o futebol do clube no macro: desde o sub-12 até o profissional. Infelizmente não acredito nem que o Lisca perceba essa chance e nem que o Ceará ofereça esse tipo de projeto para ele… no máximo ele vai ficar aqui mais um ano, fazer mais um bom trabalho e ser mais um técnico de algum time de melhor condição financeira.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *