Futebol do Povo

Vendas de Everson, Richardson e Arthur rendem mais de R$ 10 milhões ao Ceará, que ainda mantém % dos jogadores

5854 19

Everson, Richardson e Arthur: ótimo desempenho dentro de campo rendeu retorno financeiro ao Ceará. Fotos: Mateus Dantas e Júlio Caesar/O POVO.

Everson, Richardson e Arthur foram três dos principais destaques do Ceará em 2018. Todos eles foram diretamente responsáveis pela reação do Alvinegro na Série A do Campeonato Brasileiro, e participaram ativamente da campanha de manutenção do clube na Primeira Divisão. Mais que o retorno técnico, o trio garantiu um excelente retorno financeiro ao Ceará, que faturou mais de R$ 10 milhões com a venda dos atletas.

Ao todo, as três transferências, que são as maiores da história do clube e também do futebol cearense, renderam aos cofres do Vovô cerca de R$ 12,5 milhões e têm potencial para render muito mais.

Negociado em maio, Arthur rendeu cerca de R$ 3,5 milhões ao Ceará. Porém, na composição da transferência, o Alvinegro ainda manteve cerca de 35% dos direitos econômicos do atacante, que, se for vendido, acrescentará ainda uma boa grana aos cofres do clube.

Já Richardson foi vendido ao Kashiwa Reysol, do Japão, por cerca de R$ 5 milhões. O valor corresponde a 80% dos direitos econômicos do volante, e o Alvinegro ainda manteve 20%, caso o atleta seja negociado no futuro.

Já na transação envolvendo a ida de Everson ao Santos, o Ceará recebeu quantia total de R$ 4 milhões, sendo R$ 3 milhões pagos à vista pelo Peixe, R$ 400 mil relativos a uma dívida do Paraná ao clube paulista (utilizado na compra de Richard) e R$ 600 mil pagos pelo empresário de Everson.

O valor total recebido em vendas de jogadores aumenta ainda mais se considerar o atacante Robinho, que foi vendido ao Columbus Crew, dos Estados Unidos, por 150 mil dólares, aproximadamente R$ 630 mil.

As transações evidenciam a mudança de patamar do Ceará no mercado. Antes um clube que não revelava jogadores, que não tinha nenhum poder de barganha e nem capacidade de negociação para manter % dos atletas para lucrar com futuras transferências, o Alvinegro hoje se vê mais estruturado, resguardado e ativo, tendo em vista que, além de vender, também tem comprado os direitos econômicos de alguns jogadores.

Recomendado para você

19 Comentários

  • Doutor ze gota disse:

    Boa grana pra investir no super craque roger.

    • rangel brasil disse:

      Sou torcedor ALVINEGRO, nunca vi uma

      organização IGUAL a que está passando no momento o nosso VOZÃO. É pés no chão e se garantir durante a CAMINHADA árdua nas competições, que estão á PORTA. Vai ROBSON, só você sabe onde a TENTAÇÃO pode atrapalhar. Não pegue CORDA.

    • Jônatas disse:

      Roger veio a custo zero, a grana mesmo tá sendo guardada quando for preciso.

  • carlos disse:

    Faz tempo, que não é bem explicado, más não é só no Ceará, é todos os clubes, começo com os empresários, agentes e uma reca de outros problemas.

  • oliveira disse:

    Só de vendas o csc garantiu 1 mi de reais por mes num ano com 13 meses (contando ai o 13* salário). Uma evolução indiscutível.

  • geraldocricri disse:

    cabeção com os bolsos cheio$$$$$$$

  • Helder Fernandes disse:

    Mesmo que não ter lucrado nada, contrata esse tal de Feijão e o Roger. É lascar! Lamentável!!!

  • ROBERTO BARBOSA DA SILVA disse:

    Descaracterizou o time por uma migalha!!

  • Enquanto isso, no rival, não conseguem vender nem saco de manga kkkkkk é muita inveja kkkkkk

  • Robson disse:

    A receita é simples: investimento em jovens valores da base e/ou profissionais pouco conhecidos de outros clubes mas com bom potencial de custo/beneficio.

    Não faz sentido é investir o dinheiro do clube em profissionais quase em fim de carreira que já estão em curva técnica e física descendente.

    Se alguém tem dúvida, basta ver o caso do garoto Evérton “Cebolinha” que saiu das canteiras do Pici para o Grêmio a preço de banana e hoje desperta o interesse dos dois gigantes de Manchester em uma negociação que pode girar na casa dos 190 milhões de reais, o que certamente renderá um bom dinheiro para o campeão nacional do Estado.

    E tem gente que comemora chegada de atacante velho ao futebol local.

    Saudações Tricolores !

  • Diego disse:

    Bom valor…
    Esqueceu que o dinheiro é pra pagar ao ex-presidente e hj senador…
    Vão nem vê a cor do dinheiro…
    Kkkk…
    Qnd vcs tiverem uma sede de vcs e um CT pensarmos em começar a conversar.

  • Cesar disse:

    Artur Cabral foi vendido por R$ 5,5 milhões, e não por R$ 3,5 milhões como diz aqui!!!

  • OLIVEIRA disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK eu acho muito legal prá não dizer que acho tolice um torcedor nas esquinas ,nas ruas,nos bares e etc ,comemorando efusivamente o dinheiro que o time (qualquer time)arrecadou com a venda de um jogador kkkkkkkkkk.Atė parece que o dinheiro vai pra conta dele kkkkk.

  • Torcedor disse:

    Tbm num precisa “aumilhar” né…a sede é da ASA Forte e o CT do Ribamar bezerra…

  • Brazilzim disse:

    O dinheiro vai para o clube dele …q o torcedor deseja engrandecimento
    …. Ruim é dever muito e posar de autosuficiente. ..dizer q vai investir 50 milhões e na vdd metade desse valor é para pagar dívidas.

  • Almeida disse:

    Alvinegros!

    Parabéns Robson de Castro e Diretoria pelo profissionalismo e transparência. Acabou aquela história de jogador do Vozão sair na hora que quisesse . A venda do Robinho deve ter calado muita gente que o criticava. O MAIS QUERIDO hoje é respeitado em todo o Brasil. O Santos assim como o Grêmio sentiram que o jogo agora é sério, para levar o jogador tem que pagar. A venda do Everson sacramentou tudo.

    O retorno do Roger. É um goleador. Ou desaprendeu? Vamos conferir!

    Saudações do MAIS QUERIDO!

  • Raul disse:

    Saudações.
    Qual a porcentagem que o Ceará manteu do Everson?

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *