Futebol do Povo

De épocas distintas, ex-Ceará e ex-Fortaleza comemoram título da Copa do Brasil pelo Furacão

5673 3

Nikão em ação pelo Ceará, partida contra o Joinville em 2014. Foto: Ceara SC

O brilhante título da Copa do Brasil conquistado pelo Athletico-PR eliminando Flamengo, Grêmio e Internacional (venceu os dois jogos finais, o mais recente nesta quarta-feira, por 2 a 1, no Beira-Rio) teve participação relevante de dois jogadores que passaram com destaque no futebol cearense, apesar da brevidade.

O meio-campista Nikão atuou em 2014 pelo Ceará. O mineiro chegou com 21 anos, disputou 36 partidas e marcou sete tentos – quatro pela Série B e três pela Copa do Brasil. Os direitos econômicos do atleta pertenciam ao Atlético-MG, mas o clube de Belo Horizonte exigiu sua volta para depois comunicar. poucos meses depois, a sua dispensa pelo então técnico Levir Culpi. Diante do cenário, acabou por assinar com o Athletico-PR e está lá desde então. Pelo time curitibano foram 16 gols anotados e mais de 150 partidas como titular.

Márcio Azevedo jogou no Fortaleza em 2007 e parte de 2008 depois de ser revelado pelo Juventude-RS; então com 21 anos, o lateral esquerdo ganhou destaque por ser bastante ofensivo e veloz. Depois de sair do Tricolor, onde disputou o Campeonato Cearense e a Série B, se transferiu para o Athletico-PR; de lá foi para o Botafogo-RJ e em 2013 assinou contrato para atuar no Metalist, da Ucrânia; posteriormente atuou no Shakhtar-UCR até regressar ao Furacão.

Na Copa do Brasil 2019, Marcio Azevedo jogou sete jogos. Já Nikão entrou em campo oito vezes a marcou um gol. Os dois estavam na finalíssima desta quarta-feira.