Futebol do Povo

Série A: Ceará mantém preços dos ingressos para primeiro jogo em casa; Fortaleza aumenta valores

6054 42

O regulamento da Série A do Campeonato Brasileiro determina que os 20 clubes participantes da primeira divisão cobrem, no mínimo, R$ 40 (R$ 20 meia entrada) para o ingresso mais barato (para não sócios) nos estádios em jogos da competição, que tem início neste sábado, 27. Tal valor está previsto desde 2016 e, portanto, não teve reajuste para a edição que se aproxima.

A diretoria do Ceará, para o jogo contra o CSA, estreia do time no próximo domingo, na Arena Castelão, optou por adotar o valor mínimo previsto no regulamento. Como a equipe perdeu o título do Campeonato Cearense e foi eliminada da Copa do Nordeste pelo Náutico, situação que até agora a torcida não consegue compreender, os dirigentes entenderam que não era momento de reajuste, mas certamente os preços serão revistos para os demais jogos.

Já o Fortaleza adotou para sua estreia em casa, contra o Athletico-PR, segunda rodada do Brasileirão, o valor de R$ 50 para o ingresso de arquibancada mais barato. É um reajuste de 25% em relação aos valores cobrados até então (R$ 40).

Em relação aos times do Nordeste que disputam a primeira divisão, o CSA adotou R$ 50 para seu primeiro jogo em casa, enquanto o Bahia vai praticar R$ 60.

Apesar de estarem com orçamentos recordes para 2019 (Fortaleza prevê R$ 60 milhões e o Ceará R$ 70 milhões) e contarem com boa receita fixa de sócios-torcedores, os clubes não podem desprezar a renda das partidas, que foca basicamente os torcedores não associados (os sócios têm direito a entrada sem compra de bilhete). E aí é preciso avaliar que a Série A do Campeonato Brasileiro é um outro produto, superior a qualquer outro que os times fazem parte. E aí não faz muito sentido que preços cobrados na Série B ou em Campeonato Cearense sejam mantidos. Futebol é um negócio e os próprios torcedores cobram qualidade.

42 Comentários

  • Rocha disse:

    o preco justo para o estado alencarino seria de no maximo $20.00 , tendo em vista a situacao economica do povo , que a grande maioria vive de um salario minimo e tem suntentar casa do suado dinheiro ganho no mes que acaba ainda na primeira semana, principalmente a torcida do Ceara , constituida pela grande massa , povão mesmo , nao precisa ser todo setor , faz como antes quando existia a geral e o pai de familia podia ir .

    • ERIBERTO MACEDO disse:

      ESTA TORCIDA DO SIARA É MESMO POBRE SÓ VAI A FUTEBOL QUEM PODE POIS VOÇES SAO MAIORIA PICOLEZEIROS PIPOQUEIROS E BIQUEIROS POR ISSO RECLAMAM DE PREÇOS VER TORCIDA DO FORTALEZA SE RECLAMA

  • Robson disse:

    Preço de ingresso é um assunto que deve necessariamente ser avaliado levando em consideração diversos aspectos.

    A ideia de preços diferenciados é plenamente justificável. Com o perdão da comparação, ninguém pode razoavelmente supor que vai pagar o mesmo valor para ver uma peça de teatro desconhecida, encenada por atores novatos e num teatro modesto e pra ver Hamlet encenado por atores consagrados no teatro de Praga.

    Porém, é preciso levar em conta a realidade sócio-econômica da esmagadora maioria do povo brasileiro. Em um país em que o salário mínimo margeia os mil reais, um ingresso de futebol custar 5% deve valor já é um impacto considerável. Sobretudo quando entra na conta os outros custos envolvidos com uma ida ao estádio: deslocamento, alimentação, etc…

    Não podemos concordar com a elitização do futebol, o esporte é um dos raros ambientes em que ricos e pobres podem desfrutar da mesma alegria. Não podemos aceitar a tese de que futebol não é coisa de pobre já externada por algumas vozes do atraso que assolam a cartolagem nacional.

    Nesse aspecto, a diferenciação deveria ser aplicada sobre valores menores de ingressos, ou ao menos a criação de um “cota social” destinada aos brasileiros de baixa renda.

    Saudações Tricolores !

  • Chico Caucaia disse:

    Quando tiver na chibata o valor baixa
    Kkkkkkkk

    • Freitas disse:

      Tá falando por experiência própria ein?Pois foi o que o teu time fez quando estava atolado na zona de rebaixamento,na qual passou quase todo o campeonato!!E esse ano não será diferente já que o teu time é muito pior do que o do ano passado!!!Ah Brasil

    • Amyr Feitosa disse:

      quando estiver alisando o lanternão como faz em 35 das 38 rodadas dão de brinde dois chocolates da marca Edinho … incarca Caucaia.

    • Chicão disse:

      Tá falando por experiência própria né Caucaia?!Foi exatamente o que CSC fez quando passou 90% da série A na zona de rebaixamento!!Fugiu para o PV e diminuiu o preço do ingresso!!Ah Brasil

  • Oliveira disse:

    Ingresso a menos de 40 reais não sustenta time em série A. Ceará e Fortaleza têm sim 20 ou 30 mil pessoas em média que possam pagar 40 reais por jogo para ver seus clubes OU QUE FAÇAM O SÓCIO. Não tem desculpinha de renda baixa… hoje para o nível de exigência financeira de uma série A é IMPRATICÁVEL ingresso a menos de 40 reais. Ingresso mais barato que isso é pra time de série B.

  • Amyr Feitosa disse:

    tricolor deveria ter feito o mesmo e alguns jogos no meio da semana tarde da noite deveriam ser no PV mas nem o diabo entende nossos cartolas.

  • Amyr Feitosa disse:

    a média de público dos dois na série A foi de aproximadamente 24 mil pagantes por jogo por isto acho que em jogos noturnos na semana deveriam utilizar o PV a preço mais baixo.

  • Chicão disse:

    Para ir em vários jogos compensa muito mais fazer o sócio torcedor,porém para quem quer pagar esse preço para ir a todos os jogos fica inviável.Por isso muitos torcedores preferem assistir em bares e restaurantes ao invés de ir ao estádio.E tem gente que só olha pro próprio umbigo como se todo torcedor fosse abastado!Aqui é uma cidade onde a desigualdade de renda é absurda e a maioria esmagadora dos cearenses (sobre)vive a base de um salário mínimo!
    Sou sócio torcedor mas também penso que todos tem direito a frequentar um estádio de futebol por um preço que eles possam pagar!!

  • Oliveira disse:

    Ninguém tem DIREITO a frequentar estádio, quanto mais TODOS. O Ceará e o Fortaleza possuem mais de 1 milhão de torcedores se TODOS tivessem DIREITO a frequentar estádio, logo, teríamos que ter estádios com capacidade para mais de 1 milhão de pessoas. O clube cobra um preço para que a pessoa vá ao evento justamente de acordo com o grau de importância deste evento, bem como de acordo com seus custos, não somente pra realização do próprio evento (sim, cada jogo tem um CUSTO, não é de graça) como também custos operacionais (salário de jogadores, funcionários, manutenção, etc). Ninguém tem DIREITO a ir pra estádio. Ou melhor, tem, aquelas pessoas com direito a gratuidade… e mesmo assim o acesso é limitado. No mais, tem que PAGAR pois é um EVENTO DE LAZER como ir ao cinema, shopping, loja, boteco ou barzinho… se o torcedor prefere ir a um bar (onde geralmente paga MAIS CARO!!!) isso sim é um DIREITO dele preferir ir a um barzinho e gastar uns 100 a 150 reais por lá ao invés de pagar um plano de sócio de 40 conto. Mas não sejamos bobos e nem bestas: não tem como colocar preço de ingresso abaixo de 40 conto para jogar série A. Se Ceará e Fortaleza não tiverem condições de terem de 20 a 30 mil pessoas pagando isso em média não ficam mto tempo na série A, pois esse faturamento é ESSENCIAL para a manutenção das instituições. Por mais baixa que seja a renda do cearense, há sim de 20 a 30 mil torcedores de ambos os clubes com condições financeiras de pagar esse valor… agora essas pessoas, aí sim, têm o DIREITO de não quererem pagar esse valor no ingresso, elas podem ver em casa pelo PPV, ir num bar, não ver, ouvir no rádio, acompanhar lance a lance pela internet, etc e tal… tudo isso é DIREITO, mas não é direito (exceto pra quem tem direito de gratuidade) ir ao estádio.

  • Manoel Jorge Marques Neto disse:

    Como a equipe perdeu o título do Campeonato Cearense e foi eliminada da Copa do Nordeste pelo Náutico, situação que até agora a torcida não consegue compreender..Como assim Cabral??? O time é ruim…se fosse bom ainda estaria nas competições e teria sido campeão. Tem que se botar na cabeça que, quando os dois times estão no mesmo patamar de competições historicamente o Fortaleza sempre foi superior. FATO.

  • Manoel Jorge Marques Neto disse:

    Como a equipe perdeu o título do Campeonato Cearense e foi eliminada da Copa do Nordeste pelo Náutico, situação que até agora a torcida não consegue compreender… Como assim Cabral??? Se não entendem é porque não querem ou se fazem. Simples. Quando os times cearense se batem no mesmo nível de competição Fortaleza sempre é superior. FATO. E se foi eliminado em todas as competições é porque é ruim MESMO. FATO.

  • bfontenele disse:

    Sinceramente, não é por aí, o ideal pros clubes é a adesão ao Torcedor Oficial/Sócio Torcedor, explico, a torcida vai ao estádio, renda de R$ 1.000.000,00, ao final seu time recebe menos de 400.000,00, o restante vai para a CBF, Federeração Cearense, Luarenas (agora Governo do Estado) e para o famigerado Despesas Diversas.
    Quero com o meu dinheiro ajudar nas finanças do meu clube de coração, e não ver meu suado dinheirinho nas mãos de terceiros.

  • FELIPE ABRAHAO CUNHA BEZERRA disse:

    Com esse timeco aí do Ceará, deveriam era pagar pro torcedor ir…

  • Robson disse:

    Caro Oliveira, sua análise está equivocada por razões muito simples:

    Primeiro, o direito ao lazer e à cultura é um direito constitucional garantido, portanto, não só a ida a estádios de futebol é um direito, como também a ida ao teatro, às casas de espetáculo, aos museus e etc, são garantias inafastáveis do cidadão.

    Segundo, sua tese confunde um direito com o exercício de tal direito: todo mundo tem direito ao lazer e a cultura, o que inclui ir aos estádios, porém, nem todo mundo exerce tal direito, o que explica por quê não precisamos de estádios com 1 milhão de lugares.

    Além disso, não esqueça que os times de futebol gozam de diversas benesses bancadas pela coletividade que justificam o compromisso com os valores sociais: os jogos dos maiores clubes brasileiros são disputados em estádios que custaram milhões bancados com o dinheiro do contribuinte, inclusive dos menos abastados. Nossos clubes apenas usam esses equipamentos em beneficio próprio. É justo que propiciem algum retorno para a coletividade como um todo e não só para uma elite mais abastada.

    Isso sem falar nas diversas outras formas em que os clubes de futebol são privilegiados com incentivos, isenções e patrocínios bancados POR TODA a coletividade. Então, se os ônus são gerais, por que os benefícios devem ser particularizados ? É preciso sim dar ret

    Com o devido respeito, futebol tem que acolher aqueles que podem pagar o preço do ingresso ou do sócio torcedor, mas também deve garantir o interesse dos mais pobres.

    Saudações Tricolores !

  • Carlos disse:

    Amyr Feitosa , cara tu só pode ser muito infeliz , revoltado com a vida parece dono do inferno todo comentário que faz é denegrindo as pessoas, o Ceará superacitario ( sabe que é isso?) por isso respeita o torcedor n sobe ingressos faz é abaixar !

  • Carlos disse:

    Deus me livre de ir pra jogo da última vez fui assaltado,maioria dessas torcidas organizadas vão drogados bêbados , não respeito ninguém . antes se ia ficava as torcidas juntas não tinha briga . Fazem mais de 10 anos que n vou e não pretendo e nunca mais !!!!

  • carlos disse:

    O ingresso vai baixar, porque o Vozão ganhou a tríplice corôa, perdeu o manjadim, a copa do nordeste e copa do BR. Até agora a parcial de ingressos só 480 , para jogo com o CSA.

  • oliveira disse:

    Caro, Robson, a sua análise é equivocada. O lazer é um direito constitucional mas também é um direito constitucional a iniciativa privada. Para respeitar o direito a lazer nenhuma instituição é OBRIGADA a ter “preço popular” ou mesmo ter a intenção de que TODOS os interessados possam ir.

    A respeito de se valer de equipamentos públicos na verdade isto é um FAVOR que os clubes fazem pro ente público megalomaníaco que gastou milhoes desnecessariamente nesses equipamentos. A arena pernambuco é um belo exemplo disso: vai virar um elefante branco e aposto como em 30 anos estará entregue às traças. Quando jogam no castelao ou no ov Ceará e Fortaleza estão doando dinheiro (e muito) pro poder público manter aquele equipamento, isso sim. Se os dois fossem organizados poderiam, cada um, ter seus próprios estádios (se até um clube f…. dido como o Santa Cruz tem 1 estádio pra 60 mil os dois daqui poderiam ao menos ter 1 estádio pra 30 mil)… o futebol, assim como a ópera, o balet, o forró ou o rock nao tem nenhuma obrigacao de acolher ninguém. É um negócio: bota-se preço e qm pode paga. Qualquer coisa diferente disso é negar a realidade: nao tem como ter time competitivo em serie a cobrando preço de geral dos anos 80.

  • Robson disse:

    Oliveira, o Santa Cruz tem um estádio por favor politico.Nada tem a ver com mérito do clube. O exemplo só reforça minha tese do quanto os clubes são beneficiados como m o dinheiro da coletividade.

    A ideia de preços justos não atenta contra o direito a livre iniciativa-essa sim um direito constitucional, e não a “iniciativa privada.”

    Veja que o Cruzeiro anunciou hoje mesmo um setor da Arena Mineirão com preços a 10 e 5 reais. Será que isso vai acabar com a competitividade da equipe celeste ?

    Fortaleza, Ceará e diversos outros clubes do Brasil não doam nada e fazem muito pouco perto do que recebem de benesses. Quantos clubes mal geridos e falidos foram salvos com dinheiro do contribuinte e dos Profuts da vida ?

    Quantos times carregam nome de prefeituras nas camisas como únicas patrocinadoras ?

    E quantos clubes foram salvos pelo dinheiro da Caixa Econômica Federal ?

    Não estão fazendo nenhum favor a coletividade. Estão apenas devolvendo um pouco do que tanto recebem . Afinal, no auge da crise econômica não foi o ente municipal e o Estado que patrocinaram os clubes locais com dinheiro do contribuinte ?

    Por que essa via deve ter só um sentido ?

    Uma camisa oficial custa 200 reais, um ingresso 40, sua visão elitista significa dizer que só os privilegiados podem acompanhar seu time no estádio.

    Por sorte, nós podemos pagar um sócio torcedor, comprar um ingresso e uma camisa oficial, mas quem não pode ficar impedido de ver seu clube de coração ?

    Saudações Tricolores.

  • Barbosa disse:

    Tá certo, o Leão de Aço, mercadoria boa tem que ser mais valorizada.
    Saudações Tricolores!

  • João Ximenes disse:

    Meu negócio é com bola rolando, e ISSO vale pros dois(LEÃO DE AÇO e Eles LÁ-os daqui) !

    Pode um negócio desse ?!

    Pesquei do Jornal Diário do Nordeste esta semana: “Teoricamente, 12 vagas da Série A são para Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos, Grêmio, Inter, Cruzeiro e Atlético-MG. Sobram oito vagas. Quatro vão para o rebaixamento. Sobram quatro para seguir na “A”. Ceará e Fortaleza querem duas delas”.
    TON BARROS.

    Esses caras gostam mesmo de tarem queimando a língua !
    Baseado em TEORIA o “caba” afirma uma coisa dessa, se dessa lista, maioria já andou pisando na Bzona por até mais de uma vez, e outras até na Czona: Vasco, Botafogo, Fluminense, Palmeiras, Corinthians, Grêmio, Inter, Atlético-MG.
    E a conta TEÓRICA dele ainda dá a sobra pra permanecer na Azona. SÓ FALTOU DIZER QUAIS EQUIPES.

    Única verdade aí é: “Quatro vão para o rebaixamento”.
    Tá de brincadeira !

    Achar e/ou colocar TEORIAS no mundo do futebol depois de quase APOSENTADO no ramo esportivo, só pode ta pedindo pra darem baixa na sua carteira de trabalho em definitivo. QUE PIADA.

    E ainda PROFETISA: “Eles LÁ(os daqui) e LEÃO DE AÇO “querem duas delas”(das 4 vagas que sobram entre as 8 e as 4 equipes que caem).

    QUE ABSURDO !!!!!

    • João Ximenes disse:

      E já “diz-disse” hoje !

      CONTRADIÇÃO as vezes confundi-se com ADIVINHAÇÃO:

      “No início de qualquer competição, fica muito difícil o estabelecimento de prognóstico seguro. Sempre assumirá risco quem resolver opinar sobre possíveis quedas e ascensões. Somente quando a bola rolar, após duas ou três rodadas, será possível a formação de um juízo a respeito do nível dos competidores. Dos chamados times grandes, lembro do rebaixamento do Corinthians, Palmeiras, Vasco da Gama, Botafogo, Fluminense, Atlético-MG, Internacional e Grêmio.”

      TOM BARROS, o mesmo que a dois dias atrás CRAVAVA 12 Ckubes certos; 8 vagas restantes; LEÃO DE AÇO e Eles LÁ(os daqui) se esfaqueando com mais 2 por duas vagas entre os 4 que cairiam.

      Taí, logo acima, que TIREI, também, do mesmo Diário do Nordeste a 2 dias atrás.
      Mudou ou alterou o discurso ?

      PODE UM NEGÓCIO DESSE ?

  • oliveira disse:

    “Por sorte, nós podemos pagar um sócio torcedor, comprar um ingresso e uma camisa oficial, mas quem não pode ficar impedido de ver seu clube de coração ?”

    Resposta: DEVE. Assim como se tivessem 70 mil pessoas querendo ver o jogo PELA INCAPACIDADE DO ESTÁDIO pelo menos 10 mil ficariam inpedidos. Entai, vc sugete o que? Fazer 1 estádio pra 1 milhao de pessoas que é o tamanho da torcida dos timez? Assim como eu gosto mto de ferrari e nem por isso a ferrari deve ser obrigada a colocar preço no carro compatível com meu bolso. Assim um fã da Ivete Sangallo que nao tem money pra pagar ingreaso deve ter o direito de conseguir o bilhete mais barato. Isso é a lei do mercado. Em TODO lugar é assim e por mais barato que seja o preço sempre terá alguem que nao podera pagar… mesmo DE GRAÇA vai ter gente queremdo ir sem poder por nao ter como arcar com os custos de ir e voltar.

  • oliveira disse:

    Sobre as outras coisas ditas… é basicamente defender que 2 errados façam 1 certo. Se o time usa verba da caixa por propaganda o erro é a caixa fazer propaganda a solução e acabar com a propaganda na camiseta e não querer OBRIGAR os times praticarem ingressoa populares.

    E outra: o Cruzeiro deve até o fundobdas calças e a dívida só cresce (já está em mais de 300 milhoes) a situação do time celeste em alguns anos será trágica. Saiu um relatório de uma instituição contábil respeitável e mostrou isso. Vasco, Botinha e Flu já sao massas falidas e Cruzeiro e Galo estao em situaçao mto preocupante, caminham pra isso. E estes preços praticados pelos celestes mineiros é a prova da má gestao administrativa do clube. Questao de tempo pra conta chegar.

  • Robson disse:

    Caro Oliveira , você mistura desinformação com uma certa dose de preconceito social para defender uma tese que não se sustenta.

    Os clubes brasileiros estão quebrados por conta da gestão irresponsável dos dirigentes ao longo de décadas e não por prática de preço dos ingressos. Se sua tese fosse verdadeira, bastaria colocar o ingresso a 500 reais por jogo e teríamos clubes saneados.

    A relação direta entre preço de ingresso e finanças equilibradas não é automática.

    Mas minha sugestão é simplória: cria-se uma faixa de ingressos mais baratos e os que fizerem jus a tais ingressos vão ao estádio na ordem de compra. Simples !

    Não se trata de colocar TODO o estádio a preços inferiores, apenas uma faixa específica de uns 5% da capacidade do estádio para que a população de baixa renda possa acompanhar seu time.

    Existem diversos estudos que tratam do tema do preço dos ingressos e seus reflexos no futebol nacional. Leia !

    Saudações Tricolores !

  • oliveira disse:

    Nao tenho nenhum preconceito social. Isso é meramente ataque à minha pessoa disfarçado de argumento.

    Muito menos misturo desinformação com preconceito.

    Eu falei que a diretoria do Cruzeiro gere PESSIMANENTE o clube, logo, essa medida populista de colocar ingresso “barato” que VOCÊ USOU COMO DESINFIRMAÇÃO (querendo sugerir que o Cruzeiro é bem gerido nas finanças).

    O fato é que seja o preço que vc quiser sempre pessoas ficarão excluídas. Mesmo que seja de graça, até porque nenhum estádio comporta torcida de um time com mais de 90 mil torcedores. Entao seria preconceito social nao concordar que ae faça estádio pra 1 milhao de pessoas pra poder comportae o “direito” de todos a irem pro estádio? Isso não é preconceito, é fato.

    Sobre sua sugestao, ela continua sendo excludente e “preconxeituosa” pq só 5%, pq nao 10, 20, 30, 50% de onde vc tirou esse numero? Quer dizer que por causa de 5% dos ingressos vc nao tem preconceito social e eu sim? Isso como se tais ingressos fossem parar nas maos de gente com baixa renda, como se nao fossem ser alvo de cambistas ou mesmo comprado por pessoas que poderiam pagar 40 reais… etc e tal… nao faz nenhum sentido essa sua proposta te livrar de ter preconceito social…

  • Lucas Leão disse:

    Li uma notícia que é realmente interessante.
    O Fortaleza Esporte Clube é o Campeão atual da Série B e do Campeonato estadual.
    O Corinthians é o atual campeão paulista.
    O time do kanal é nosso vice e venceu o corinthians lá dentro. Sacou?
    O Palmeiras foi o terceiro colocado de lá, entendeu? Portanto, dá para o Leão do Pici fazer uma excelente partida lá dentro do Allianz Park, em S. paulo.
    Guerreiros Tricolores: Força, União, Garra e Vitórias!
    AVANTE LEÃO!

  • Kamui-ce disse:

    Concordo que os clubes devem aumentar o valor do ingresso. mas defendo uma porcentagem dos ingressos aos torcedores mais humildes, que é um torcedor que merece muito acompanhar o clube de perto, sempre torcedores que amam demais o time. odeio aqueles torcedores elitista e modinha que passam o jogo inteiro fazendo bagunça pra chamar atenção.

  • Robson disse:

    Oliveira, parece que você tem muita dificuldade em diferenciar conceitos básicos como o que é ter um direito e o que é o exercício efetivo desse direito.

    Nem todo mundo que tem um direito o exerce, seja ir a um estádio de futebol, seja contratar, seja casar, seja dirigir…

    Não precisamos construir estádios para 1 milhão de pessoas, basta dar as pessoas, incluindo os mais pobres, a oportunidade de QUERENDO, poder ir ao estádio ver seu time jogar. Não se trata da pretensão de TODAS as pessoas irem ao estádio, mas sim de que todas que quiserem POSSAM TER A OPORTUNIDADE de ir. Parece uma diferença bem simples de entender, não ?

    E eu não disse que o Cruzeiro é um exemplo de finanças, eu disse que ele é COMPETITIVO, as questões envolvendo as finanças do clube mineiro não podem ser atribuídas a politica de preços sociais já que essa foi anunciada ontem e o rombo nas contas do clube celeste é antiga.

    Tome os 5% apenas como um exemplo, pode ser 10%, 20%. Pode ser qualquer percentual que permita ao clube ter um retorno financeiro adequado e ao torcedor mais humilde ver seu time de futebol. Por mais incrível que possa parecer, as duas coisas não são mutuamente excludentes.

    A sua receita de encarecimento dos ingressos não é nova, ela já foi implementada por diversos clubes brasileiros. O Corinthians fez isso recentemente. Viu sua média de público diminuir de quase 32 mil para pouco mais de 23 mil. Resultado: voltou atrás. Todos os clubes brasileiros que resolveram ignorar a realidade sócio-econômica da maioria do povo brasileiro tiveram que voltar atrás nessa politica. A maioria em bem pouco tempo.

    A experiência prática mostra e eu tenho certeza que não precisamos afastar os pobres dos estádios para salvar nosso clubes.

    Saudações Tricolores !

  • Daniel Rodrigues disse:

    Robson, se o Fortaleza majorar seus ingressos pouquinho, tudo bem.
    Não pode é ser uma coisa extrapolante.
    Quem paga 40, com um esforcinho “honesto”, pode pagar 50.
    Saudações Tricolores!

    • Robson disse:

      Certamente, meu amigo. Por isso eu disse no meu primeiro comentário que um produto melhor-no caso o brasileirão-merece sim uma majoração no preço dos ingressos.

      Quem paga 40 consegue pagar 50 obviamente, mas a questão não é essa. A questão é se quem não consegue pagar nem 40, dificilmente vai conseguir pagar 50 e por isso deveria ficar alijado de ver o time do coração jogar ?

      Depois de todo arrazoado aqui exposto, e para encerrar definitivamente o assunto, eu cito um dado empírico: há estudos que mostram que o valor do ingresso do futebol no Brasil é o mais inacessível do mundo considerando a relação preço médio do ingresso x valor da renda média do trabalhador.

      Ou seja, aqui em terra brasilís, o ingresso de futebol é o que toma maior percentual da renda média do trabalhador. Nem na Europa o ingresso demanda um percentual tão alto da renda do torcedor. Nosso ingresso é menos acessível que o ingresso do Campeonato Espanhol, a Premier League, a Bundesliga, a Eurodivise, o Campeonato Italiano, o Campeonato Francês…

      Se bem que, considerando que os campeonatos nacionais da Europa são de um nível técnico deplorável, os estádios vivem vazios e os clubes de pires na mão sem potencial pra contratar grandes nomes do futebol mundial e como nosso brasileirão só tem jogos com estádios lotados, os clubes todos saneados e uma qualidade técnica de encher os olhos, os europeus devem estar errados e nós brasileiros, os espertos do mundo inteiro, estamos certos como sempre.

      Assim sendo, devo me render aos argumentos em contrário do nosso amigo em relação ao preço do ingresso.

      Saudações Tricolores !

  • ERIBERTO MACEDO disse:

    OLHA FG ACHO MEU QUERIDO FORTALEZA PRA CÁ NESTE NORDESTE UM TIME BOM PRA DISPUTAR COM QUALQUER DELES E NAO TER MEDO MAS PRA SERIE A ACHO UM PEQUENO VOU TIRA APROVA CONTRA O PALMEIRA AÍ SIM TIRO MINHAS DUVIDAS SE DÁ OU NAO ESPERO QUE MEU LEAO ME TIRE ESTA DUVIDA JOGANDO E CONVENCEDO ATÉ LÁ.

  • Dragão Alvinegro disse:

    Desconheço bicho mais bruto e babaca que torcedor de futebol. Não existe uma conversa aprumada. Só conversam besteira, sandices. Ah, olha o time das mangas.Ah, olha do canal. Deixem de ser burros. Escrevam alguma coisa que se aproveite.

  • carlos disse:

    Com o país atravessando uma crise econômica e desemprego, eu acho que a solução no brasileirão é você fazer um sócio torcedor, o mais barato, se planejar direitinho dar certo.

  • Rocha disse:

    tá aí público de 11mil torcedores , com ingresso a 40.00 e essa quantidade deve ser só de sócios torcedores , se coloca a 20.00 ; dava no mínimo o dobro de pessoas no estádio , era só ter bom senso .

  • João Alcântara Cavalcante disse:

    4 X 0 pro porco imundo.
    DECEPCIONANTE.
    SOU REI LEÃO DO PICI (PAPAI LEÃO).
    MAS SE CONTINUAR COM CARLINHOS, PAULO ROBERTO E WELLINGTON PAULISTA, É PEDIR PASSAGEM DE VOLTA À SÉRIE B. 
    TENHO CERTEZA QUE O ZAGO COLOCARIA BRUNO MELO, GABRIEL E DODÔ.
    DEIXA DE SER TEIMOSO, CENI. TÁ CEGO?
    O PAULO ROBERTO, O WELLINGTON PAULISTA E O CARLINHOS PERDERAM 90% DOS PASSES DE BOLA.
    TÁ LOUCO?
    VAI PRO GALO!

  • Barbosa disse:

    Não precisa o Rogério Ceni ficar falando de São Paulo, que a marginal não alaga, que a praia de lá é linda ou que o clima é saudável.
    De mentiras estamos cheios!
    Aqui temos tudo que lá tem e nossa praia é bem mais bonita.
    A verdade é que ele escalou jogadores veteranos, sem raça e sem compromisso com as lindas cores do Fortaleza Esporte Clube.
    Se quiser raça e resultado tire o Wellington Paulista do time e o atordoado Paulo Roberto do meio canpo.
    Isso sem falar no Roger Carvalho, no Carlinhos, no Tinga e no Felipe.
    Estou decepcionado com o meu Leão de Aço.
    Pede pra cagar e sai, Mito!
    Saudações Tricolores!

  • João Alcântara Cavalcante disse:

    E O KANAL CONTINUA SEM NACIONAL!
    E AINDA É NOSSO VICE!
    COITADOS!
    VICES DE UMA PORCARIA DO MITO. 
    SAUDAÇÕES TRICOLORES!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + dezenove =