ID

Pesquisa mostra como brasileiros se comportam quando o assunto é diversidade

1096 1

Foto: divulgação

Um estudo lançado pelo Google BrandLab São Paulo, empresa focada em identificar hábitos para inspirar a estratégia digital de marcas e agências publicitárias, resolveu levantar o tema da diversidade como pauta de pesquisa. Seus especialistas analisaram milhões de dados da busca do Google e Youtube, duas das maiores plataformas digitais do mundo, para entender como o brasileiro se comporta quando o assunto é diversidade.

A pesquisa deixa claro o papel fundamental da internet ao dar voz, diversificar e ampliar o tema. O tema diversidade no Brasil tornou-se plural (sexual, religiosa, cultural, étnica, social, entre outras) e uma importante pauta política. Para se ter uma ideia, as buscas pelo tema cresceram 30% em 2017 e, hoje, se busca duas vezes mais por assuntos ligados à diversidade do que no ano de 2012.

O movimento que acontece na internet demonstra uma nova realidade da sociedade e reforça que o tema vai muito além de cor e gênero. Por isso, os pesquisadores cruzaram os dados do YouTube com informações de geolocalização para entender como interesses variam de estado para estado e criaram um mapa da diversidade no país.

Veja abaixo alguns destaques da pesquisa:

· Em 2017, feminismo alcançou em volume de busca, patamares equivalentes ao de racismo, que sempre foi o tema, dentro de diversidade, mais discutido no Brasil;

· O estado de São Paulo buscou 30% mais sobre questões LGBTQI+ do que a média nacional, em 2016;

· O crescimento médio de views no YouTube de conteúdos sobre Homofobia, LGBTQI+, Feminismo e Racismo foi de 260% nos primeiros seis meses do ano;

· O crescimento em volume de Buscas por Moda Evangélica cresceu 113% nos últimos dois anos;

· Rio de Janeiro e Espírito Santo lideram as buscas por Feminismo

 

Recomendado para você

1 comentário

  • Silvana disse:

    Nossa sociedade atual empoe muita diferença social, principalmente o Brasil. Já virou uma má cultura do povo brasileiro, tudo isso gera um preconceito e um afastamento desnecessário de classes causada pela ignorância do ser humano…
    Mais como podemos reverter essa situação? Como tirar um pensamente que nos foi dado desda nossa infância? infelizmente essa tolice faz parte da educação de muita gente…

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *